QUAL A IMPORTÂNCIA DO DÍZIMO EM NOSSAS VIDAS?

DÍZIMO - O PRINCÍPIO DA VITÓRIA, A LEI DO UM ! - A Contribuição voluntária, da décima parte da renda (renda liquida), destinada a apoiar a divulgação da Palavra do Senhor Nosso Deus.

 “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro (casa de Deus), e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrirei as janelas do céu, e não derramarei sobre vós uma bênção tal, até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.” Malaquias 3:10

Para que as escolas de Mistério possam levar os ensinamentos dos Mestres Ascensos à todos os filhos de Deus na Terra, é necessário uma dedicação maior por parte dos que já encontraram os ensinamentos. É necessário que vocês participem contribuindo com o dízimo, só assim as escolas dos Mestres poderão prosperar e atingir a meta de maior expansão.

10 por cento, não é uma quantia pequena, nem tão pouco grande; mas de acordo com a lei do dízimo, esta é a quantia necessária de Luz e de substância, que os homens estão sendo solicitados a devolver à Deus, para que Deus possa multiplicar essa substância e outra vez devolver ao homem.

Muitos estudantes sentem esta porcentagem como impossível, ou alta demais para suas finanças, e assim, deixam de doar. Eles precisam entender que se não podem doar 10%, deveriam doar o quanto podem, mas deixar de doar, é deixar de participar na expansão dos ensinamentos, e assim, deixar de lado, uma grande oportunidade de contribuir com Deus e os mestres, na libertação da humanidade. Doar para esta causa, consome muito carma pessoal e planetário!

O ensinamento liberta as almas, e precisa chegar a todos!


Abraão pagava o dízimo à Melquisedeque

"E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da Terra; E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo." Gen. 14:18-20

"PORQUE este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz; Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos." Heb. 7:1-4.


Clique para ouvir a entrevista com Fátima Soraggi, sobre a Lei da Abundancia.


Aqueles que compreendem a necessidade de apoio aos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, para a expansão dos ensinamentos, têm uma responsabilidade direta em ajudar neste trabalho.

Se vocês estão incapacitados de partir de seus lares e de seus negócios, dando seu tempo para o serviço de ministrar os ensinamentos à humanidade, e não importa a razão, então, poderão participar enviando o dízimo para ajudar aqueles que podem fazê-lo. Aqueles que largaram tudo, suas vidas, para dedicarem-se a este trabalho.

- Na Seara do Senhor nosso Deus, cada um faz a sua parte . . .
- Um provê a semente... outro semeia... outro aduba... outro colhe... outro mantém . . .

Realizem as tarefas necessárias, levando a palavra viva de Deus, àqueles que a aguardam. Amigos e Irmãos na Luz de nosso Pai-Mãe divinos, os Mestres Ascensos sempre nos ensinam o caminho do “salva-vidas”.

Nossos irmãos estão literalmente se afogando no imenso mar astral revolto pelo medo, ódio, pela mentira, pela ilusão, e pela maldade da falsa hierarquia. El Morya conta que em sua vida como Abraão, e nas que se sucederam, nunca quis a abundância, mas mesmo assim, ele teve grandes posses sob seu poder, e afirma que sempre pagou seu dízimo aos representantes terrenos, do Deus Onipotente.

A “Lei do UM”, afirma que um décimo de sua porção diária, já pertence a Deus. Pagar o dízimo é tornar-se sócio de Deus. 

Esta é a medida certa que um filho de Deus deve dar para aqueles que levam os ensinamentos de Deus aos que ainda não o encontraram. Mestre Morya nos ensina que nossa Poderosa Presença EU SOU, receberá nosso dízimo e nos devolverá multiplicado por dez. Precisamos ficar felizes por termos escolas dos Mestres para podermos dar nossos dízimos.

O dízimo deve ser entregue à quem realmente leve os ensinamentos das Leis de Deus, aos que dele necessitam. Sejam elas: Escolas dos Mestres Ascensos, Igrejas, Instituições de ensino espiritual, Grupos de estudo místico religiosos, etc...  O que realmente importa, é que o dízimo sirva aos propósitos da divulgação dos ensinamentos, e não, ao enriquecimento ilícito de alguns. O ideal é que você contribua onde você mais se beneficia espiritualmente.

Caridade não é dízimo! Doar para a pobreza, não substitui o dízimo. isto é uma obrigação social.

Venha fazer parte conosco deste trabalho! Aproveite esta oportunidade de participar com sua amorosa doação mensal! Participe conosco! O Lema dos Mestres Ascensos é: "Um por Todos, e Todos por Um".


Colabore para a Expansão dos Ensinamentos
Contribuindo com o Grupo de Estudos Virtual EUSOULUZ


Vitória Sempre na Luz de Deus!
Maria Lúcia Vieira e Paulo Rodrigues Simões


Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br


Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.


VOLTAR