ESTUDANDO COM OS MESTRES ASCENSOS

Com os Mestres, aprendemos que vivemos nosso dia a dia, conscientes de uma realidade criada através do nosso livre arbítrio.

Nossa consciência ativa, (a nossa alma), quando está encarnada em um corpo físico, serve-se dos veículos terrenos, (os quatro corpos inferiores) para assimilar a vida terrena que a cerca. A partir dessa assimilação, toma suas decisões para atuar na transformação do mundo, que ora enxerga.

Os quatro corpos inferiores estão divididos em dois corpos ômega; a memória e o mental, e dois alfa; o emocional e o físico. Assim, a consciência/ alma, serve-se das energias que permite entrar em seus corpos ômega, e das que permite estar próximas aos seus corpos alfa.

Nós somos muito mais do que nossas consciências/ almas. Nós também somos nossa consciência superior, superconsciente (EU-Superior), e, ainda, a consciência inferior, subconsciente (eu-inferior). A primeira, criada por Deus para nos guiar/ servir,; e a segunda, criada por nós mesmos, fruto de nossas energias e criações imperfeitas, que luta para se manter viva através de nossos erros. Erros que geram mais energia corrompida, e que mantêm este eu inferior vivo/ ativo/ sugando nossas energias.

O leme mestre de tudo isso é a nossa alma, nossa consciência ativa que deve comandar nossa vida em direção ao Eu Superior e obedecer aos seus direcionamentos. Nós precisamos utilizar nosso tempo, todo o nosso dia a dia, buscando contato com a consciência superior, pedindo a Ela que preencha os nossos corpos ômega (a nossa memória e mental), com energias superiores e divinas, e que afaste para longe de nossos corpos alfa (o nosso corpo físico e emocional), as energias de baixo calão de nosso planeta e seres viventes mal intencionados.

Entenda, que uma vez que uma energia ruim tenha se alojado dentro de nossa memória e mental, a nossa consciência ativa (a alma), terá de lidar com ela. Por isso precisamos cuidar para que nossa atenção esteja sempre voltada para aquilo que é correto e perfeito.

Os mestres nos ensinam que podemos chamar os seres cósmicos de luz, para elevar as energias externas e internas, de nossas vidas, e de nosso planeta. Não precisamos nos render a energias ruins, elas é que precisam se render aos nossos apelos ao fogo divino.

Ao fazermos chamados à luz etérea superior, teremos grande poder de ação sobre o mundo, seja ele físico, emocional, mental ou a memória (etéreo inferior). Mas para que isto ocorra, precisamos nos dirigir aos seres do éter superior (Mestres Ascensos, Anjos, Arcanjos, Elohim, Presença EU SOU, EU Superior)  e invocá-los, implorando que atuem em nosso mundo.

O verdadeiro guerreiro da luz é aquele que comanda as hostes de luz para atuarem em prol da verdade e do bem geral de todos. Nós todos, os filhos da luz, precisamos enxergar e reconhecer a mentira e a energia desqualificada e pedir às forças de luz que as transformem em verdade e em energia bem qualificada.

Além de pedirmos a intercessão divina constantemente para este mundo tão poluído, precisamos entender que é de responsabilidade da alma consciente, colocar sua atenção e pensamentos, em coisas e energias elevadas e puras, protegendo sua mente das forças astrais. Este é o único meio de vencer as trevas e buscar a ascensão de suas consciências para a unificação com a mente superior do EU SOU O QUE EU SOU (Deus individualizado para cada alma).

Precisamos exigir a harmonia onde habitamos e fugir dos ambientes de desarmonia e conflito.

Vitória Sempre na Luz!
 

Paulo R. Simões
Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br


Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.


VOLTAR