Jesus Cristo
MESTRE ASCENSO E INSTRUTOR DO MUNDO


JESUS ENTRE OS 12 E OS 30 ANOS

Os Cristãos foram privados de conhecer os mais importantes anos da vida de Jesus. Ninguém sabe de que forma ele se preparou para sua Missão. É totalmente desconhecido seu esforço e dedicação, nos estudos, sua humildade e disciplina.

Jesus nasceu no ano 8 antes de Cristo. Aos dois anos foi levado para o Egito, do Egito foi levado por seu tio, navegador – José de Arimatea, às Ilhas Britânicas onde os Druídas tinham uma Universidade.

Depois que Jesus fez 12 anos, seu pai – José, fez a passagem e seu tio José de Arimatea, tomou conta dele.

Depois dos 12 anos ele foi para o Oriente Médio. Dos 14 aos 28 anos, passou no Mosteiro de Hims, no Himalaya – Nepal, onde estudou com os Monges budistas, atingiu o domínio da língua Nepale e estudou também os Vedas.

Foi um crime dos ortodoxos esconderem este exemplo de vida, dedicação e estudo das leis cósmicas. É uma mentira dizer que Jesus nasceu pronto, nasceu Deus, embora ele já tivesse uma alma muito evoluída e preparada para esta grande missão na Galiléia.

Jesus esteve também em Luxor, estudando com os Mestres e ao chegar, já com muito conhecimento, disse humildemente:“Quero começar do princípio”

De 27 a 28 anos ele deixou o Mosteiro de Hims e foi pregando pelo Caminho. Aos 29 anos retornou à Palestina.

Para aqueles que desejam saber mais sobre esta fase da vida do Mestre, leiam o livro: "Os anos ocultos de Jesus" – escrito por Elisabeth Clare Prophet, da Editora Record.

A MISSÃO DE JESUS

Após 2000 anos, a humanidade começa a perceber que a missão de Jesus, até agora, não foi compreendida. É da maior relevância que todos os cristãos, judeus, mulçumanos, hinduístas e membros de todas as religiões entendam a missão de Jesus.

Ele veio trazer luz, sabedoria, conhecimento e exemplo, para todos os filhos de Deus, não importa qual seja a raça, cor ou religião.

A crucificação Dele é vista como sacrifício, a missão como única e sua filiação divina como maior do que todas as outras, enquanto que para Deus, todo filho é um com o Pai; Deus não tem filhos favoritos.

O “caminho da cruz” é relativo ao encontro entre Deus e o homem que está no processo de atingir a perfeição e a ascensão na Luz, tal como Jesus atingiu.

A senda que leva à Deus não é um sacrifício, mas sim um sagrado ofício, um sacramento.

No final do Evangelho de João ele diz: “Se todas as palavras que Jesus disse forem escritas eu suponho que o mundo não seria suficiente para conter todos os livros”.

Atos: "Jesus ensinou seus discípulos por 40 dias após a ressurreição sobre coisas do Reino de Deus. Essas coisas que Jesus falou a seus discípulos não foram transmitidas. Os mistérios não foram ensinados."

É esse conhecimento que as Igrejas ortodoxas suprimiram. Princípios importantes da lei cósmica que são verdadeiras chaves para a compreensão dos ensinamentos.

No Evangelho de Marcos, lemos que Jesus falava em parábolas com a multidão, mas que expunha todas as coisas para seus discípulos quando estavam a sós, ele não tinha mistérios para seus apóstolos e, no entanto este conhecimento foi negado á humanidade.

O Mestre Ascenso Jesus Cristo, o avatar da Era de Peixes, O Príncipe da Paz, O Verbo Encarnado, aquele que personificou o Cristo universal deveria ter sido seguido pelas crianças de Deus na dispensação de 2000 anos da Era de Peixes.

Aquele que realizou a plenitude do Cristo pessoal veio revelar o Cristo pessoal à toda a humanidade e mostrar as obras do Pai.

Jesus veio ensinar-nos o caminho do Cristo encarnado, não apenas em si mesmo, mas como herança de todo filho e filha de Deus que seguir Seu exemplo.

EU SOU – Deus em mim é o caminho, a verdade e a vida.

EU SOU O QUE EU SOU – Deus que habita em cada coração é o caminho, a verdade e a vida.

Cristo em grego significa “Ungido”. Todo filho de Deus é ungido e sacralisado com a luz do Cristo, como uma semente embrionária de divindade.

Esta foi a sua missão. Mostrar à humanidade como agir para expandir a luz e personificar o Cristo Universal.

O Mistério do Corpo de Deus

Jesus pegou um pão, uma totalidade, e o quebrou dizendo: “Tomai e comei deste pão, é o meu corpo e o deu a seus apóstolos”. Jesus deu um pedaço de pão, uma porção do seu corpo, (do corpo do Cristo; o Cristo é a luz que Ele representa) a cada um de nós. E uma vez um uma vez um, uma vez um é sempre um. Ou seja, o corpo do Cristo Universal que Jesus personifica é um e flameja latente também em nosso coração. É uma semente de luz, amor e sabedoria esperando o desenvolvimento que virá através de nosso trabalho.

Jesus não veio para condenar, mas para que o mundo, através dele pudesse ser salvo.

Quando o indivíduo purifica sua mente e emoções, seu corpo e alma, ele começa a expandir sua própria luz e a elevar sua consciência crística.

Com o auto-aperfeiçoamento ele passa à reconhecer seu Cristo Interior, reconhece também o Cristo em Jesus e em seus próprios irmãos.

Jesus disse: “Àqueles para quem eu vim não me reconheceram e àqueles que me reconheceram eu os tornei filhos de Deus.”

Vemos assim, que as crianças de Deus que percebem a cristicidade, passam pela iniciação para tornar-se Filhos de Deus. Isto nada tem a ver com idade cronológica; é uma questão de maturidade e evolução da alma.

Uma pessoa de sessenta anos pode ser criança de Deus, enquanto outra de doze pode ser filho de Deus. Existe uma Senda Iniciática pela qual você pode caminhar, para receber a iniciação diretamente de Jesus.

Jesus revelou ensinamentos secretos para àqueles que estavam preparados para receber e serem moldados. Deus só transmite a compreensão de seus mistérios àqueles que ao receberem, aceitam ser transformados e assimilam o mistério, que comem e bebem do corpo do Pai, que irão tornar-se neste corpo, e transformar-se através desse conhecimento.

Em outras palavras, aqueles que aceitam a alquimia de Jesus Cristo, recebem os mistérios de Deus.

Jesus prometeu que o confortador viria e ensinaria todos os mistérios. Não há limite para esta promessa. A salvação não é conquistada somente através da fé, mas sim do conhecimento e do trabalho.

“A Fé sem o trabalho é morte”, diz a Escritura. Por isso dizemos que aquela frase “aceite Jesus em seu coração e será salvo” é um grande equivoco. Não basta isso, é preciso conhecer a lei, seguir os mandamentos, orar, servir a vida.

É preciso seguir os ensinamentos de Jesus, seu exemplo de trabalho, fé e humildade. Perdoar como Ele perdoou. Amar como Ele amou. Respeitar ao próximo, assim como ele respeitou.

O livro “Imitação de Cristo” ajuda imensamente a seguir seus passos. Ele dizia Siga-Me. Devemos fazer o que Ele fez e chegar a Ascensão como Ele chegou, passando antes por todas as iniciações que Ele passou.

Querendo ou não, nós passamos por estas iniciações. O importante é acelerar nosso desenvolvimento espiritual ao invés de ficarmos entalados no mesmo nível, por resistência à mudança ou por falta de um pouquinho de esforço. Resistência à mudança é sinal de dor. É melhor adaptar-se rapidamente a cada nova situação.

Quando sofremos dor física, emocional ou mental é hora de refletirmos:

" - O que esta dor está querendo me dizer? Preciso mudar minha forma de pensar, reformular conceitos, mudar padrões de pensamento, de comportamento; Preciso evoluir, dar um passo à frente. . ."

" - Amado EU Superior, mostre-me exatamente onde, e o que, mudar"

Jesus disse: “Sem mim você nada pode fazer”. Ele é a encarnação do Filho de Deus. Ele é a Palavra encarnada. Ele é a encarnação do EU SOU O QUE EU SOU. Ele atingiu a totalidade de todos os níveis.

Assim quando Jesus afirma: “Eu”, Ele não está falando de Jesus como um ser humano, mas sim do divino, do Cristo, pois todo o divino está integrado com ele, ele fala da luz que está nele. Esta mesma luz, embora embrionária, está em você também.

Ele diz: “O homem não pode viver só de pão, mas de cada Palavra que procede da boca de Deus”.

A segunda vinda de Jesus

Devemos procurar aprender a origem da chama de Deus, como ela é distribuída nos 7 planos do ser, e o que devemos fazer para segurar o equilíbrio para que esta chama se mantenha acesa.

Só assim nos tornaremos seres centralizados e capazes de direcionar esta luz para todos. Esta é nossa meta como místicos que somos.

Jesus disse: “A não ser que você coma a carne e beba o sangue do filho de Deus, a vida não estará em você”. A carne simboliza o corpo do Cristo (a luz crística, energia) e o sangue simboliza o mistério do Cristo Universal.

O filho de Deus é o Cristo, é a Palavra encarnada, o Verbo. O Cristo universal é uma Luz e nós não podíamos entender essa luz; Jesus veio personificar esta Luz, encarnar aqui na Terra a Luz Crística.

Ele veio nos mostrar como devemos fazer para incorporar esta luz. Comer da carne (luz) do Cristo é aprender a caminhar, falar e agir carregando esta luz.

Beber deste sangue é incorporar o conhecimento da lei, seguir os mandamentos, saturar os chakras com a luz, através da invocação da repetição de mantras e invocações da Chama Violeta para alinhar-se com a Vontade do Pai.

A mesma luz que pulsa no coração de Jesus, pulsa latente no coração de cada um dos filhos e filhas de Deus aqui na Terra. É preciso desabrochar esta luz, até que ela tome conta de nosso ser. Seguir Jesus significa passar pelas iniciações que Ele passou até tornar-se Cristo como Ele tornou-se. Deixar de ser criança da Luz e buscar as iniciações de Filho de Deus.

Devemos passar pela iniciação do Ritual da Ascensão e assim nos unificarmos a Deus, e ouviremos um dia aquela frase do Pai: “Este é o meu filho muito amado em quem Eu me comprazo”.



Jesus e os 12 Apóstolos

Este é o momento da Segunda vinda de Jesus. Está escrito que ele viria em nuvens de glória. As nuvens de glória simbolizam a Grande Fraternidade Branca; e a Fraternidade está presente agora no plano físico, por meio dos ensinamentos, das revelações dos mistérios, e principalmente pela Luz que magnetizamos com o correto uso da palavra sagrada.

Contudo, Ele não vem em forma física desta vez. Jesus vem no coração dos seus devotos, daqueles que O amam e assim se tornam um cálice, por meio do qual o mestre pode derramar a sua luz no planeta.

Jesus pode atuar e muito através de seus discípulos, aqueles que incorporam a sua luz e seguem seu exemplo.

Em João 14:12 está escrito que Jesus disse: "Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai;"

 Agora Jesus é Ascenso, é divino, é individualizado em Deus, portanto seu poder é infinito e aqueles que estão se unindo a Ele, podem tornar-se o seu instrumento aqui na Terra.

Os ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca estão sendo derramados na Terra. Agora conhecemos os nomes dos seres de luz, arcanjos, Elohim, mestres e muito mais... Podemos invocá-los e desta forma eles podem vir libertar a humanidade.

Jesus é nosso Senhor e Salvador. De que forma? O que é salvar?

Salvação é o mesmo que auto-elevação. Em inglês: Salvation é o mesmo que Self Elevation. Ele veio ensinar a humanidade à auto-elevar-se, através dos ensinamentos que Ele trouxe, da Luz que Ele derramou e especialmente de seu exemplo.

O Exemplo de fé, de amor ao Pai e obediência à Lei, exemplo de humildade, de muito trabalho, força, coragem, constância, determinação absoluta em seguir sua missão até o fim, completando seu plano divino.

Ele disse: “Meu Pai trabalha até aqui e eu trabalho”.

Nada o impediria de abandonar sua missão. Ele tinha livre arbítrio e poder para decidir no caminho da cruz, quando cruzou com a mãe que tanto amava, podia ali ter desistido, diante da dor e sofrimento que certamente estava estampada no rosto de Maria.

Ele poderia ter pensado: Fui negado, traído, acusado injustamente. Chega. Já fiz muito pela humanidade. Ele tinha poder para escapar dali. Mas não, Ele continuou até o fim. Ele completou seu plano divino e sua missão.

Ele demonstrou que devemos ir até o final, realizar nosso plano divino para podermos atingir a cristicidade e regressar ao Lar, de onde partimos há tanto tempo, que já esquecemos o caminho de volta.

O seu exemplo de vida é um mapa perfeito e completo desse caminho para encontrar o tesouro de poder, sabedoria e amor.

Nós todos temos como ele uma missão a realizar. A missão é dura para todos. É preciso ultrapassar as barreiras.

É muito importante e uma grande chave, observar e imitar Jesus, suas reações aos testes de sua vida. Como Ele reagiu à traição, às acusações, à injustiça, à pobreza, à chacota, ao demônio, à violência, ao peso da cruz, às quedas. . . e quando seu coração foi rasgado.

Nós passamos ao longo de muitas vidas, por absolutamente todas as iniciações que Jesus passou em poucas horas.

Pare um pouco e pense como você tem reagido as situações desagradáveis do seu dia a dia. Ficou com mágoa, ressentimento, rancor, tristeza, sentimento de vingança, retaliação ou apatia? Ele não. Ele não gastava sua energia com sentimentos negativos.

Você pode dizer: - Ah! Isto era Ele! Não, não, tudo que um homem pode fazer, outro também pode. Tudo que Jesus fez, nós também podemos fazer; se não fosse assim, Ele não teria dito tantas vezes. Sigam-Me, Sigam-Me, Sigam-Me!

O importante não é o que te acontece, mas sim, como você reage aos acontecimentos da vida.

Segui-lo significa agir como Ele agiu, pensar como Ele pensou, falar como Ele falava, perdoar como Ele perdoava, amar como Ele amava, um amor incondicional.

Ele era o Salvador porque Ele segurou nestes 2000 anos o carma planetário, isto é, a energia mal qualificada pela humanidade com ódio, rancor, mágoa, etc. Segurou para que a humanidade aprendesse Seus ensinamentos e estivesse preparada para lidar com o carma, quando fosse a hora do retorno.

A Era de Peixes governada pelo avatar Jesus, está expirando. Esta é a hora. Os 4 cavaleiros do Apocalipse galopam através das Nações derramando o carma planetário. O carma da humanidade que Jesus segurava e agora não pode mais porque a grande Lei não permite.

A dispensação da Era de Peixes está terminando e começando a Era de Aquários. É como um governo que encerra seu mandato e acerta as contas para entregar tudo em ordem para o próximo governante.

Jesus “segurou” o Carma para nós, esta era sua missão, mas não transmutou essa energia, não tinha permissão cósmica para isso. Neste caso estamos nos referindo ao carma negativo que é o resultado do mal uso da energia que Deus nos deu. Isto é de responsabilidade de cada um de nós. Se a humanidade tivesse seguido os ensinamentos e o exemplo de Jesus, não estaria sofrendo tanto agora.

Existe também o carma positivo, que é o retorno da energia bem qualificada, com boas ações e amor.

Em 23 de abril de 1969, começou o retorno do carma no plano emocional, começou o ciclo negro e intensificando mês após mês, ano após ano.

Dia 23 de abril de 1990, começou o retorno do karma no plano físico. Temos que estar preparados, fortalecidos na luz e na espiritualidade prontos para esta luta, para estes momentos difíceis, Deus mandou a Chama Violeta, que é o 7º aspecto do Espírito Santo, a poderosa e transmutadora energia que pode nos libertar de todo o mal.

A chama da Liberdade deve ser invocada diariamente em voz alta, porque a palavra é a espada que corta a maldade. A palavra é o cálice através do qual a luz é derramada e consome as trevas. A poderosa e transmutadora Chama Violeta é a maior dádiva que Deus deu ao homem para reverter as trevas e maldade.

Este ciclo negro é também uma época de grande oportunidade. Os portões estão abertos para a volta à Deus, para a integração com a Luz, para atingirmos a Cristicidade.

Este portão estava fechado para nós, desde a queda da Idade de Ouro, 33000 anos antes de Cristo. Os ciclos começam e terminam. “Quando teremos nova oportunidade?” Quando teremos outra? Jesus tem-nos chamado muito. É nossa vez de responder aos seus chamados.

É hora de limpar nosso coração e dizer:

"Oh! Jesus vem ao meu templo agora!" Mas Jesus continua tendo a dispensação da Lei para atuar através de nós. Podemos ser instrumentos dele. Ele hoje tem mais poder do que no tempo em que vivia na Galiléia. Hoje, Jesus tem muito mais discípulos e eles estão bem mais preparados.

Portanto, veja que cada um pode fazer a diferença para um mundo melhor, tornando-se a taça para o fluir de energia. Se você quiser ser um discípulo de Jesus, limpe e purifique seu coração, procure a auto-elevação para que o Mestre Ascenso possa derramar sua Luz através de você.

Ele disse: “Carregue meu peso, meu peso é Luz”. Carregar a luz traz realmente o peso da responsabilidade. E isto significa estudo, disciplina, equilíbrio mental, emocional, moderação na alimentação e em todas as coisas.

Este trabalho e dedicação são recompensados com muitas bênçãos.

Jesus é nosso irmão mais velho. Temos livre arbítrio e podemos servir a Luz que Ele representa, ou as Trevas da ignorância e cegueira espiritual.

A senda iniciática de Jesus é trabalhosa, de dedicação e abnegação, de grande sacrifício, o sagrado ofício.

A senda do mal parece mais fácil, mas não é. Ela conduz ao sofrimento da alma, à morte e ao inferno que são aqui mesmo.

Dizem os Mestres, que os obedientes à Deus, obedecem a Sua Lei, por amor e respeito. Os seguidores do mal, obedecem a falsa hierarquia, por medo e escravidão.

O homem colhe o que semeia.

Atualmente Jesus ocupa o cargo de instrutor do mundo juntamente com o mestre Kuthumi. 

O Retiro de Jesus é o "Templo da Ressurreição", no plano etéreo, sobre a Terra Santa.

Podemos pedir ao mestre Jesus que nos leve todas as noites para seu templo, onde nossa alma poderá evoluir enquanto o corpo repousa.

O MISTÉRIO DA CRUCIFICAÇÃO

Apenas o conhecimento intelectual do conceito não traz a compreensão. Se você deseja realmente entender os mistérios divinos, leia, estude, analise e depois, por meio da prece, devoção e da meditação sobre o tema, virá o entendimento trazido pelo Espírito Santo.

Em I Corintios 6.19:20, Paulo, o Apóstolo diz: “Você não sabe que seu corpo é o Templo do Espírito Santo?”

Quando entramos em uma Igreja Católica e percebemos o Santíssimo exposto no Sacrário, nós nos ajoelhamos em reverência. Pois bem, é preciso lembrar que o Santíssimo está continuamente exposto no Sacrário da Câmara Secreta, atrás do chakra do seu coração.

E nós nos esquecemos de reverenciar esta Presença divina, dando-nos vida, no âmago do nosso ser. É a Centelha Divina, Chama Trina ou Santo Cristo Pessoal.

Jesus foi um homem que passou pelos mesmos testes e problemas que nós passamos, todas as dificuldades, toda a roda de encarnações.

Jesus veio com os 144.000 seres iluminados que vieram com Sanat Kumara para salvar a Terra. Entre outras encarnações, ele foi:

- Abel, o segundo filho de Adão e Eva;
- Seth, o terceiro filho de Adão e Eva;
- Um imperador e alto sacerdote em uma Era de Ouro na Atlântida, 33.000 anos AC;
- Um governador na Atlântida, 15.000 anos AC;
- José do Egito;
- Josué, líder dos israelitas depois da morte de Moisés;
- David, rei de Israel;
- Eliseu, o discípulo do profeta Elias;
- Jesus, O Cristo manifestado.

Contudo, na vida em que foi Jesus da Galilea, ele já havia atingido mestria, era um avatar, sem karma negativo ou pecado, Pedro 1:1,19.

Portanto, seu corpo já era um verdadeiro templo do Espírito Santo. Muito mais que isso. Jesus era o Templo da Trindade e da Mãe Divina.

Jesus, iluminado pelo Espírito Santo; Ele era o Pai, o Filho, o Cristo, e era também a Mãe. Ele cuidava das crianças (filhos de Deus) como uma galinha cuida dos seus pintinhos.

Jesus trouxe e segurou a luz das esferas superiores, aqui, neste plano denso da matéria. A sua consciência externa vivia mergulhada na consciência interna do seu Cristo Pessoal.

A simbologia do encontro das duas barras da Cruz representa o encontro entre Deus e o homem. O propósito da crucificação é o Cristo levar à morte o pecado e karma da humanidade.

Quando Jesus entregou-se a este sacrifício, que é um sagrado ofício, ele, crucificou seu corpo-templo saturado de luz, quando derramou seu sangue sagrado e ungido não somente pelo Cristo, mas também pela Mãe e pela Trindade.

Ele derramou uma explosão de luz na Terra. E sua luz expandiu-se por todo o planeta e no coração de todos os que seguissem seu exemplo, em todos os tempos. Era uma tremenda concentração de luz em seu ser que consumiu uma tremenda concentração de karma planetário, abrindo as portas para que todo filho de Deus também tenha a oportunidade de tornar-se o Cristo.

Jesus tornou-se a ovelha sacrificada, João 1:29. A ovelha representa o Cristo. Quando você, por meia hora, ou por uma hora, recita mantras da Chama Violeta, está fazendo um sacrifício, o sagrado ofício, e derramando sua energia, seu sangue, para libertar a humanidade.

A luz que Jesus derramou trouxe equilíbrio de karma em nível planetário. A luz que você derrama, com os mantras e comandos de luz liberta milhares de pessoas.

Jesus aumentou a luz na Terra e você pode ser instrumento dele para continuar este trabalho.

“Todos que o seguirem podem obter a ressurreição da morte” Mateus 19:28.

Isto significa ressurreição da consciência de morte e pecado, o homem pode despertar agora desta mentira que o erro o afastou de Deus.

Deus habita em nossos corações, o Cristo está vivo e aguarda nosso chamado. O homem deve integrar-se na sua individualidade divina, sua verdadeira realidade.

Com seu sacrifício na cruz, Jesus nos libertou da consciência de morte e pecado e da separação de Deus.

A forma física, feita de fogo, ar, água e terra, não é má. O corpo de pecado que deve ser sacrificado, consumido é o ego humano, o eu inferior, a mente carnal, também chamado de eu inferior, morador do umbral, eu sintético ou irreal. Ele é formado por um conglomerado de mau uso da energia que Deus nos dá.

Pelo livre arbítrio o homem pode optar pela luz ou treva, o bem ou o mal. Estas energias formam véus que o impedem de ver sua realidade divina, sua origem e linhagem.

A nossa verdadeira identidade, criada à Imagem e Semelhança de Deus, é incorruptível e permanece perfeita em nosso interior. O Eu Real é imune às Leis da dissolução e da decadência.

Podemos entregar o nosso eu inferior à Deus, pedindo que o consuma e dia à dia por meio do auto aperfeiçoamento e exercício da Palavra Sagrada, vamos nos livrando dele.

A única morte que deve ser vencida como último inimigo, é a transição antes que a alma tenha cumprido sua missão.

Assumimos um compromisso com o Pai e devemos cumpri-lo até o fim, antes de podermos regressar ao lar, livres da roda viva de encarnações.

Esta é a Segunda vinda do Cristo, Ele deve desabrochar no coração de muitos e muitos filhos da luz; em outras palavras, muitos filhos de Deus, encarnado atualmente, terão a oportunidade única, de manifestarem a totalidade do Cristo.

Com esta segunda vinda do Cristo, vem também o julgamento. Os demônios sabem que para eles é a hora final e atacam os filhos da luz desesperadamente. É preciso proteger e cuidar do corpo físico, pois sem ele não podemos completar nossa missão, servindo nosso corpo como templo sagrado para o Cristo manifestar-se.

Se eles destroem nosso corpo, não podemos atingir a consciência crística. A proteção dos mantras e comandos de Luz para São Miguel, O Arcanjo, Torna-se Imprescindível.

Não creia na mentira que você deve morrer para tornar-se imortal. Para livrar-se do pecado aproxime-se de Deus e Ele se aproximará de você.

A imortalidade deve ser atingida aqui e agora; a transmutadora Chama Violeta, pode nos libertar da consciência de pecado e morte. O conhecimento, compreensão e aplicação da Lei, mostra-nos o Poder dado aos Filhos de Deus.

Este texto é uma compilação das palestras de Elizabeth Clare Prophet,  sobre o amado mestre Jesus, feita por Maria Lúcia Vieira.


Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.

Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br


VOLTAR