MINISTRANDO ENERGIA ETÉREA

Nós somos ministradores de energia, ou seja, a todo momento nós administramos e utilizamos as energias que recebemos de nosso Pai Celestial.

Deus nos deu poderes para comandar Seus anjos e transformar o mundo. Quando pensamos, imaginamos, desejamos, falamos, agimos, enfim, todas as formas de expressão espiritual, mental, emocional ou física, são formas de administrar a energia que Deus nos dá em abundância.

Como ensinamos em nossa aula sobre os chakras, a energia divina que utilizamos vem diretamente da nossa Presença EU SOU e penetra nosso chakra da coroa, passa pelo nosso chakra do coração, indo até a base da nossa espinha, onde deve ser armazenada, para depois subir e ser distribuída através do chakra do coração para os outros chakras.

O chakra do coração é o chakra de doze pétalas que administra os doze raios. É o Espírito de Deus atuando em nosso coração potencializando nossas energias Alfa e Ômega. Este processo é a ativação dos cinco raios secretos, que ensinamos a desenvolver em nossa apostila de mudras. 

Mas como podemos fazer para ministrar energia corretamente? Primeiro vamos dar um exemplo de alguém ministrando energia erroneamente, digamos: Uma pessoa que está com problemas de saúde, alguém que tenha um filho que está com fortes dores nas costas.  É comum encontrarmos pessoas com problemas assim, repetindo para todos os amigos que encontram pelo caminho: “Meu filho está com dor nas costas. Meu filho está sofrendo com muita dor. Não sei o que fazer para curá-lo . . .”, um monte de afirmações negativas.

Ao fazer isto, ele está administrando mal as energias que recebeu de Deus, elevando-as do chakra da base diretamente para o chakra da garganta sem as bênçãos de seu Sagrado Coração. Ele está transferindo energia para que as forças dos anjos caídos piorem ainda mais a situação de seu filho. Pura magia negra, por completa ignorância da lei.

E como alguém com um problema assim deveria proceder?

Em primeiro lugar, deveria comunicar esta dor de seu filho apenas para as pessoas que pudessem fazer algo para curá-lo ou que estivessem de alguma forma, envolvidas na situação.

Em segundo, deveria confiar em seu poder de ministrar energia divina para anjos de Luz atuarem, colocando a mão esquerda em seu coração, a direita sobre as costas de seu filho e pedindo, com toda a emoção, para que o Espírito Santo atue na cura das costas de seu filho.

Neste momento, além da invocação, com muita devoção, ele poderia entoar um mantra de cura ou ficar afirmando a cura de seu filho por um bom tempo, sempre com a imposição das mãos.

Ministrar a energia exige um tempo de dedicação, deixando a energia fluir através de seu coração para sua mão esquerda e da mão esquerda para a direita, ministrando a cura de seu filho.

Habituamo-nos a ver pastores, benzedeiras e homens santos de todos os credos e religiões fazerem este trabalho de cura que na verdade, não são eles que o fazem, mas o mundo espiritual que age através deles.

Nem de perto podemos pensar que somos nós que atuamos neste processo de cura. Esta é a hora de sermos apenas a ponte do Senhor Deus e de Seus enviados. É a força do Espírito de Deus que atua através de nossa compaixão, disponibilidade e vontade em servir ao nosso próximo. Acredite que você é um ser de luz que pode fazer a ponte para que os anjos de Luz possam fazer o trabalho de cura.

Ahhhh, dizem os incrédulos, mas eu não consigo esta proeza. Com certeza nenhum de nós consegue, mas se você permitir, o Espírito Santo com certeza o fará através de você. Ele fluirá através daqueles que se colocarem à disposição, assim como Jesus demonstrou tão bem, ministrando a Luz do Senhor, pelo bem daqueles que necessitam de intercessão divina.

Os magos negros dedicam horas de trabalhos malignos para conseguirem o que querem.

Os filhos da Luz ficam sonhando e esperando por um milagre, mas não interagem com o divino. Dizem, "Pai nos ajude!", mas não sabem o que é ministrar energia. Os milagres só podem ocorrer se ministrarmos a energia dos chakras para a ação dos Elohim, Anjos e Mestres de Luz.

Quando vejo alguém sofrendo e contando seu sofrimento aos outros, a resposta é sempre a mesma, a maioria das pessoas, sempre diz . . .  estou orando por você . . . ou . . .  vou rezar por você . . .  Mas na verdade, muitos não passam disso; dedicar um tempo em oração e mudras de luz (com a imposição das mãos), isso é demais para eles . . . . É como se o simples dizer que estou orando, já fosse uma oração. . . triste ilusão.  

A magia branca está em ministrar corretamente a energia para a cura, tornando-se um instrumento da Luz para proteção, para iluminação, para união, para alegria e satisfação, para elevação de consciência, para conseguir suprimentos. Sim, Jesus demonstrou isso quando encheu o barco de Pedro com peixes do mar; também podemos ministrar energia para termos uma vida mais rica e abundante.

Deus quer que seus filhos ministrem a energia para o bem do próximo como também para si mesmos. Mas sempre dando o louvor a Deus. 

Um exemplo de como ministrar a energia para tirar um filho do vício das drogas: você pode fazer invocações à Astrea Elohim e a Shiva e pedir que intercedam pela libertação de seu filho.

Após estas invocações, faça os comandos de luz enquanto ministra a Luz invocada. Coloque uma foto do seu filho em uma mesa e ponha a mão direita sobre a foto; coloque a mão esquerda no seu coração e deixe a luz fluir. A invocação já direcionou a energia para salvá-lo.

Use ainda um segundo mudra, o mudra da visão de sua imaginação, para fortificar a ação das mãos. Feche os seus olhos e veja a luz em espiral positiva ascendente elevando as energias de seu filho. Visualize seu filho sempre junto com a família e alegre por estar em casa.

Ministrar a luz corretamente dá muito trabalho. Isso exige seu comprometimento por dias, às vezes por meses e até mesmo anos. Quando se começa um trabalho com a luz, precisamos ir até que possamos conferir a vitória ou até que os Mestres nos mostrem que é a hora de parar.

Vamos agora visualizar o presidente do nosso país, que hoje não é mais apenas uma pessoa, mas o representante de uma nação. Vamos pedir a Deus que interfira em todos os atos do presidente do Brasil. Ao invés de sermos mais um a criticá-lo, vamos colocar a mão esquerda em nosso coração e a direita para frente e dizer:

Amada Presença de Deus EU SOU em mim, Eu invoco agora a ação do Espírito Santo de Deus para consumir tudo o que for menos que a vontade de Deus na vida de Dilma Vana Rousseff e do Governo Federal do Brasil. Comando agora os anjos da Vontade divina para preencherem todas as lacunas deixadas por esta purificação divina.

Espírito Santo amado,
Queime o Fogo Sagrado! Queime o Fogo Sagrado! Queime o Fogo Sagrado!
Liberta, Purifica e abençoa, agora, o Brasil e todos os brasileiros.
Amém.

Houve na história, um fato que demonstrou bem a importância da imposição das mãos ministrando a energia divina para que os anjos pudessem trabalhar.

Vejam que isso requer tempo e dedicação: cada vez que Moisés, cansado, baixava as mãos, a batalha era ganha contra a Luz, pelos poderes da escuridão. Quando Moisés viu-se obrigado a levantar suas mãos para que a batalha pudesse ser ganha e a vitória do Senhor pudesse se manifestar, ele teve de pedir a duas pessoas para ajudá-lo a manter os seus braços e as suas mãos erguidas, por que  não conseguia mantê-las elevadas, para  ajudar a uma luta que durou todo o dia.

Vejam a história em Êxodo 17:8:

8 - Os amalequitas vieram e atacaram os israelitas em Refidim.

9 - Então Moisés deu a Josué a seguinte ordem: - Escolha alguns homens e amanhã cedo vá com eles lutar por nós contra os amalequitas. Eu ficarei no alto do monte, segurando o bastão de Deus.

10 - Josué fez o que Moisés havia ordenado e foi combater os amalequitas. Enquanto isso, Moisés, Arão e Hur subiram até o alto do monte.

11 - Quando Moisés ficava com os braços levantados, os israelitas venciam. Porém, quando ele abaixava os braços, eram os amalequitas que venciam.

12 - Quando os braços de Moisés ficaram cansados, Arão e Hur pegaram uma pedra e a puseram perto dele para que Moisés se sentasse. E os dois, um de cada lado, seguravam os braços de Moisés. Desse modo os seus braços ficaram levantados até o pôr-do-sol.

13 - E assim Josué derrotou completamente os amalequitas.

14 - Então o SENHOR Deus disse a Moisés: - Escreva um relatório dessa vitória a fim de que ela seja lembrada. Diga a Josué que eu vou destruir completamente os amalequitas.

15 - Moisés construiu um altar e lhe deu o seguinte nome: "O SENHOR Deus é a minha bandeira."

16 - Depois disse: - Segurem bem alto a bandeira do SENHOR! O SENHOR combaterá para sempre os amalequitas!

Vejam que a Vitória veio da ação dos raios secretos liberados através de Moisés. Se vocês aplicarem esta lei, demonstrada por Moisés, poderão observar que são capazes de fazer o mesmo.

Om Shiva Om

Paulo R. Simões
Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br


Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.


Voltar