O EXERCÍCIO DA PALAVRA SAGRADA


E Deus disse - “Faça-se a Luz!” - E a Luz se Fez!
Deus criou o mundo com a Palavra.
E o homem, devido à sua filiação divina, é co-criador junto com Deus.


A Palavra é uma espada de dois gumes porque ela pode criar ou destruir. Com a Palavra o homem pode abrir novos caminhos em sua vida, pode magnetizar energia de proteção, sabedoria, amor, purificação, cura, paz e liberdade.

No entanto, com palavras de ódio, maldade, crítica, condenação, julgamento, intolerância, impaciência, irritabilidade e outras negatividades, o homem pode também criar o seu próprio inferno. O melhor de tudo é saber que com a Palavra o homem pode descriar suas próprias criações errôneas.

Em Isaías lemos: “Comande-me”,
e nos Salmos: “Cantai ao Senhor um cântico novo”.

Neste início da Era de Aquário, quando o mundo passa por incríveis processos de mudanças, é hora também de mudar a forma de orar, de dirigir-se a Deus. É hora de cantar ao Senhor um cântico novo, comandando a energia (que é Deus) assim como Ele ensina por meio do profeta Isaías.


Para saber qual é a maneira exata para uma poderosa oração, vamos reler a história do muro de Jericó:

De acordo com a narrativa bíblica, Jericó, uma cidade em que o mal campeava, desenfreado, cerrara as portas e preparava-se para resistir ao assédio do virtuoso Josué e suas forças.

Mas quando Josué chegou perto da cidade de Jericó, topou com um homem estranho, que se intitulava capitão das hostes do Senhor, e que lhe ensinou a maneira para destruir os poderosos muros de Jericó com o emprego do som produzido em seqüências de sete.

Seguindo-lhe as instruções, as legiões de Josué marcharam ao redor da cidade, capitaneados por sete sacerdotes que sopravam sete trombetas de chifres de carneiros.

Ao restante dos seus homens ordenou Josué que permanecessem absolutamente silenciosos, sem pronunciar uma palavra.

Um dia, eles rodearam a cidade. No dia seguinte, tornaram a rodeá-la. E de novo no outro dia. E repetiram o processo num total de sete dias.

No sétimo dia, porém, circundaram a cidade sete vezes, quando Josué disse à sua gente que gritasse, juntando seus gritos ao som das trombetas.

E assim foi feito – e as muralhas de Jericó, diz o relato, aluíram e a cidade foi tomada de assalto e conquistada por Josué.


Desta história extraímos três boas lições:

1- a importância do som;

2- o poder do ritmo;

3- o poder da Palavra, em uníssono é potencializado.

Com a Palavra os muros de Jericó foram derrubados e desta forma podemos derrubar os muros de adversidade e bloqueios que nos impedem de realizar novos projetos. Vivemos atualmente a época do Apocalipse e estamos lidando com karma negativo bem denso.

Este é um ciclo negro chamado Kali Yuga, onde a oração deve ser mais poderosa, para atravessar essa barreira de energia pesada que é o karma planetário. O homem precisa usar o poder da Palavra com toda a técnica.

Vejamos quais são os itens indispensáveis para compor um poderoso comando de luz, que é uma nova forma de oração:

1 - Invocar a Deus e aos seres de Luz etérea que estão ao lado de Deus: os Elohim, os arcanjos e seus anjos de Luz e os Mestres Ascensos com o nosso Santo Cristo pessoal;

2 - Fazer os pedidos sendo sempre o mais específico possível;

3 - Pedir a solução diária dos problemas, até a solução acontecer ou, sentir em seu coração que está na hora de parar de orar;
4 - Direcionar a energia, dizendo onde deseja que ela atue; fazer o mudra, que além de selar a energia, aponta para a direção em que a energia deve seguir (Coloque a mão esquerda em seu chakra do coração e a direita direcionada para o objeto da oração)

5 - Exercitar os comandos com devoção e confiança, amor e alegria;

6 - Sentir o que fala, e falar com sentimentos de amor;

7 - Visualizar a Luz atuando onde você a direcionou e confiar no poder de atuação desta Luz;

8 - Imaginar em sua mente o ser de luz que foi chamado, atendendo ao seu pedido;

9 - Visualizar o pedido concluído/ realizado.

10 - Pronunciar as palavras com dinamismo;

11 - Entoar os comandos/ decretos e mantras de Luz com ritmo;

12 - Selar seu trabalho de Luz ao final, agradecendo aos seres de luz envolvidos na invocação e pedindo para que terminem e selem a energia invocada para não ser roubada ou alterada.

Quando o exército de Napoleão atravessava uma ponte, esta caiu devido ao ritmo da marcha dos soldados. Nós vemos o poder do som percorrendo o mundo por meio de rádio, cabos telefônicos e satélites. Um comando de Luz efetivo requer o engajamento total do indivíduo.

Este é um trabalho espiritual no qual se trabalha com todos os chakras:

-O chakra da base elevando a energia;

-O chakra da alma com a expectativa positiva da resposta de Deus;

-O plexo solar magnetizando a energia com profunda devoção;

-O chakra do coração liberando amor à Deus, aos mestres e anjos invocados e à humanidade;

-O chakra da garganta, o centro do poder da Palavra, exercendo de forma dinâmica o direito de um filho de Deus que comanda Seus exércitos;

-O chakra da terceira visão, visualizando/ imaginando a realização do pedido e a Luz dissolvendo os problemas;

-O chakra da coroa, liberando a sabedoria do exercício da Palavra Sagrada.

Finalmente, para que o comando de luz seja realmente poderoso é preciso submeter os pedidos à vontade divina e direcionar a atenção para a Poderosa Presença EU SOU O QUE EU SOU, comandando que a Luz atue onde você direcionou a energia. Utilize sempre do mudra de Jesus, para fazer o selamento da energia. Mudra quer dizer Selo.

Sinta-se como um cálice sagrado onde a luz será derramada. As Palavras são também cálices para receber a Luz que vem das oitavas superiores. A luz que você vai invocar de Deus, vai passar através de você, para o mundo. Lembre-se de que um comando de luz feito em grupo é muito mais poderoso devido ao poder da multiplicação.

Maria Lúcia Vieira
Para ir para a página dos Comandos de Luz, clique aqui

Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br