O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

A AURA HUMANA


A aura é um campo de força de energia que envolve a alma e os quatro corpos inferiores. Uma emanação luminosa ou um campo "eletromagnético", é de forma oval e envolve o ser humano.

Este campo eletromagnético atrai para o indivíduo tudo o que estiver impresso nele ou seu equivalente. Por esta razão, é frequentemente associada com o corpo astral, ou (corpo dos desejos).

As impressões na aura ocorrem com os pensamentos, os sentimentos, as palavras, e ações do indivíduo incluindo seu carma e os registros de suas vidas passadas, como também, tudo o que é falado e pensado sobre a pessoa por outros seres humanos, mesmo que distante fisicamente; tudo é registrados na aura, atraindo o seu equivalente.

Vejam porque é importante falar positivo e afirmar positivamente aquilo que queremos em nossas vidas, e ainda, sentir e pensar que já conquistamos aquilo que queremos, mesmo que ainda não tenhamos conquistado!

Afirme sempre: Eu sou Rico (rico é aquele que tem o que precisa, na hora em que precisa), Eu Sou Forte, Eu Sou Saudável, Eu Sou Feliz, Eu Sou Livre, Eu sou Sábio, Eu Sou Belo, etc...

Na opinião de alguns cientistas, a aura, a que alguns chamam "L-field", campo-V ou campo vital, controla as manifestações do corpo físico, um verdadeiro campo de força atraente.

A aura do indivíduo pode ser luminosa ou obscura, dependendo do seu grau de positivismo, santidade e purificação. As impressões na aura são cumulativas de vidas passadas.

Chamada na Teosofia de akashica ou magnética, a leitura da aura é uma coisa muito complexa que exige um acompanhamento continuo, pois a influência da emoção, da alimentação e do dia a dia, pode causar uma interpretação errônea da leitura total. A fotografia Kirlian comprova cientificamente a existência da aura.

Um círculo altamente carregado do Fogo Sagrado, é a aura que envolve o Cristo, os Mestres Ascensos, os anjos, os Elohim ou seres Cósmicos, transferível em forma de "graça" a quem eles desejarem / invocarem. Nós podemos e devemos limpar nossa aura diariamente. A invocação do fogo Sagrado e Purificador da Chama Violeta é o caminho.

Entoe este mantra diversas vezes ao dia: “Chama Violeta, liberta, purifica e ilumina a minha aura!”

Paulo R. Simões


COMO ELA INFLUENCIA SUA VIDA? O QUE É AURA?

“O que é a aura humana senão um prolongamento do mundo da forma, na teia universal do somatório daquilo que o indivíduo é na realidade?” Mestre Kuthumi.

É a manifestação conjunta de corpo, alma e mente que cria em torno da coluna vertebral e da medula espinhal, as emanações a que alguns chamam de “aura humana”, e outros, de “campo de força magnético do corpo do homem”.

Assemelha-se a um gigantesco balão, abastecido por um fluxo de energia regulado por sete grandes centros de luz, conhecidos como chakras.

As energias que circulam através do campo de força afetam diretamente os diversos níveis da existência humana, como a saúde, o humor, o equilíbrio emocional e mental, e até a qualidade dos relacionamentos.

A quantidade das energias que circulam pelos chakras determinam o tamanho da aura e a qualidade, isto é, a maneira como cada indivíduo utiliza essas energias (dos seus chakras) determina seu aspecto e a coloração, que acabam influenciando as circunstância da sua vida.

A leitura aprofundada da aura humana não constitui uma ciência vulgar. Quem pretende aprender a fazê-lo deverá compreender que uma simples mudança de pensamentos pode ser suficiente para fazer mudar de cor de emanação e de afinidade magnética – alterando por completo a sua identidade.

A níveis mais profundos, ela pode continuar capaz de envenenar a atmosfera do indivíduo, por ele não haver purificado o seu coração, a purificação da visão e a purificação dos motivos que não o deixam ver como Deus vê.

As influências do mundo, os seus pensamentos e os sentimentos da humanidade são facilmente transmitidos – de forma consciente ou inconsciente – de uma pessoa para outra e, ao efetuar-se a transmissão de pensamento e de sentimentos, o emissor e o receptor não têm qualquer garantia de que os padrões da sua intenção venham a permanecer intactos.

Uma vez que a aura absorve tão facilmente o vício como a virtude, é preciso que o homem compreenda até que ponto este processo da transmissão do pensamento e do sentimento pode ser uma ajuda ou um obstáculo nas suas ocupações diárias.

É de fundamental importância que todos precisam usar o seu tubo de luz e a chama violeta da transmutação – a melhor proteção contra as forças manipuladoras.

Quando o homem impede o fluxo de luz da Presença do EU SOU e não mantém o hábito de reafirmar constantemente a si mesmo que a realidade luminosa da plenitude de Deus lhe é transmitida a cada instante, proferindo a palavra vivente, invocando Deus para que envie do Seu Coração a magnificência que Ele já é, então a aura fica sujeita às suas influências negativas e abusos, que fatalmente alteram as cores e levam o homem a concluir que é inferior à perfeição de Deus.

Na medida em que aumenta a intensidade da luz branca e violeta na aura, especialmente os tons pálidos e etéreos, as percepções do homem são ampliadas, e a sua espiritualidade aumenta.

A cor violeta é transmutativa e irradia alegria. Esta cor real é o fogo cósmico do Espírito Santo.

Quando a luz de tom amarelo pálido – quase dourado – satura a mente, os dedos da inteligência cósmica manifestam-se como raios luminosos ligados entre si, que permitem à mente do homem entrar em contato com a Mente universal de Deus.

Ao ampliar a beleza do cor-de-rosa pálido na aura – fogo vibrante do cálice do amor universal – o homem pode derramar sobre o mundo os pensamentos do amor divino.

A luz verde, eternamente nova com abundância, satura a aura do homem com o poder da cura e da abundância universais. Selar tudo na Vontade de Deus é beber do cálice dessa vontade sagrada. No azul, ela indica pureza e poder.

Nem todos os homens vêem a aura e, em certos casos talvez seja errôneo dizer que o fazem. O que ocorre na maioria das vezes é a percepção intuitiva, por parte do ser interior do observador, das emanações áuricas das outras pessoas, e uma interpolação daquela percepção pela mente através do órgão da visão. Parecem visíveis, mas na realidade são apenas sentidas.

O simples ato de invocar a consciência crística, o homem pode superar o verde amarelado da inveja e do ressentimento, o amarelo sujo do intelectualismo egoísta, os vermelhos gritantes das paixões e, até mesmo, o negro quase violáceo das tentativas hipócritas de racionalização.

O mestre Kuthumi adverte sobre a cautela que se deve ter nas chamadas “leituras da aura”. A capacidade de percepção extrasensorial de alguns ou mesmo de ler a aura humana, não significa que quem a possui alcançou a mestria ou tenha grande desenvolvimento espiritual.

Alguns podem fazê-lo de forma muito deficiente, confusa ou superficial. Para poder interpretar corretamente a leitura da aura humana, o indivíduo precisa estar em condições de ler o registro do carma e de ter alguma compreensão da totalidade do homem.

É preferível pensar nos benefícios que se pode tirar de uma contemplação do bem existente dentro de si mesmo e dos outros, e que se fizesse um esforço determinado para praticar o bem, porque o fruto desse esforço, embora nem sempre seja visível à superfície – nem mesmo à superfície da aura – está guardado por detrás do verdadeiro registro da vida, onde ficam gravadas as conquistas do homem.

Existem adeptos avançados neste planeta que fazem a leitura correta dos padrões vibratórios manifestados no mundo dos outros. Eles nem sempre falam abertamente sobre o que lhes é dado observar. A bondade e o desejo de ver a perfeição vencer as trevas guiam os seus motivos e atos.

Lembrar sempre que se houver motivos malévolos, esse indivíduo pode detectá-los ou resolver ignorá-los. É preciso ter muita cautela na leitura da aura e da vida dos outros para não incorrer no erro de detectar o que não existe, pois alguns que assim o fizeram, fizeram também com que um grave carma descesse sobre suas cabeças.

A aura transbordante de luz, que irradia através da sua própria emanação uma qualidade divina que cura, enobrece, honra e dá uma força cósmica a todos os que entram em contato com ela, não é, nem nunca poderá ser, um produto do meio ou das atividades sociais do homem.

Ela é produzida por ações divinas, por uma sintonização com a Consciência Cósmica de Deus através de uma participação no propósito universal e pelo contato com os Mestres Ascensos.

A aura do homem constitui, de fato, uma verdadeira estação emissora para a energia de Deus e para os Seus raios cósmicos.

Há tantas distorções da aura humana, tantos nódulos de uma substância escura e sombria continuamente despejando os seus poluentes na corrente principal da energia do homem, tirando-lhe as forças e debilitando toda a manifestação da sua vida, que se torna altamente necessário expulsar a escuridão por meio de uma ação efervescente da luz.

À medida que aumenta o poder e o amor através das orações, decretos e mantras, precisais também da sabedoria sagrada através da qual o uso da sua energia é corretamente governado.

Usar incorretamente a energia, lançando no mundo um poder enorme que faz lembrar grandes nuvens de um temporal, não é o cumprimento da intenção divina. A energia deve ser dirigida como o dia perfeito que vem do céu para a vida de todos os que ela encontra.

(Aqui entra o ensinamento que os mestres tanto chamam a atenção, sobre o bem absoluto e o bem relativo. Muitas vezes pensamos fazer o bem, quando na verdade, o bem real, é a vontade divina. Por isso, sempre que oramos por outros, precisamos selar a oração com: "Seja feita a vontade de Deus acima da minha!")

O homem tem responsabilidade cósmica no uso das energias que recebe de Deus, se fizer o que quer com essa energia, ele controla relativamente, no mundo da forma, uma fração da energia divina destinada ao planeta inteiro. Quando compreende isto, ele pode modificar por completo os alicerces da sua vida, se quiser.

Ao expandir e proteger corretamente as suas emanações áuricas, o homem exteriorizará cada vez mais o potencial de virtudes que tem dentro de si. O desejo de se tornar a Vontade de Deus em ação pode fazer expandir os fogos interiores acumulados no vosso ser pelo fogo do Espírito Santo.

É como um imã divino, aumentado o fluxo da perfeição que penetra na vossa aura e segue depois, para o mundo. Empenhai-vos com entusiasmo na tarefa diária de expandir a vossa luz por meio de meditações sobre o Espírito Santo.

Não vos deixeis enganar pelas criaturas dos pensamentos e sentimentos humanos – que revestem-se de uma película pegajosa de atributos e circunstâncias destinados a preservar os apegos do eu inferior.

Podeis contemplar a luz. 
Podeis ser a luz. 
Reivindicai a luz.
Identificai-vos com ela.

Peço, assim, que comeceis hoje mesmo a estabelecer ou a intensificar gradualmente o vosso contato com as hostes angélicas; desse modo fortalecereis a vossa aura com a própria essência do halo exterior da chama da realidade de Deus, dirigida e resplandecente nos fogos da aura das hostes angelicais.

Pertenceis a Deus. A vossa aura, a veste de Deus que vos e dada, foi criada para intensificar o Seu amor. Não a rasgueis; não a abrais a força, descuidadamente; pelo contrário, mantende-a bem junto ao corpo como faixas envolventes de luz e amor, porque, um dia, à semelhança do patinho feio que se transformou num cisne, a aura se tornará a veste nupcial do Senhor.

Lembrai-vos de que a vossa aura é a vossa luz. Cristo disse: “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte, nem se acende uma vela pra colocá-la debaixo de um alqueire, mas no velador; e ela alumina todos os que se encontram na casa”.

A simples confissão, humilde e inocente, de que haveis cometido um erro, aliada a um esforço sincero para corrigi-lo, é uma importante contribuição para a purificação da vossa aura.

É de fato muito melhor que os homens mantenham um conceito imaculado de tudo e que coloquem o seu empenho, não na investigação da aura, mas sim na ampliação de tudo o que é bom e verdadeiro no homem real.

Ao mantermos a nossa fé nos desígnios de Deus para outra pessoa até esta poder fazê-lo por si mesma, aliamos as nossas energias à onipotência da verdade, a qual intensifica a aura de ambos com a riqueza da graça cósmica, e também a aura do planeta inteiro.

A aura é um rio cristalino que flui do Coração de Deus. Não tem nada de negativo: é somente uma fonte invencível da qual jorra contínua e regularmente uma essência magnífica e gloriosamente qualificada – a essência da própria vida.

Ensinamentos transmitidos a Mark L Prophet e Elizabeth C. Prophet pelo Mestre Ascenso Kuthumi e aprofundado pelos ensinamentos do Mestre Ascenso Djwal Kul, compilados por Paulo R. Simões, dos livros: O poder da Aura e O fortalecimento da Aura. Também consultadas as Pérolas de Sabedoria. Vol 45, Nºs. 24 e 25. Pérola de Sabedoria de Cuzco.

 


AS TRÊS CLASSES DE FORMAS DE PENSAMENTO

Do ponto de vista das formas que os pensamentos criam, podemos agrupá-los em três classes:

1 – AS FORMAS QUE PRODUZEM A IMAGEM DO PENSADOR

Quando um homem se imagina num lugar distante, ou deseja ardentemente estar nesse lugar, ele cria uma forma de pensamento com a sua própria imagem, que aparece ali.

Uma forma semelhante pode ser freqüentemente vista por outras pessoas, que frequentemente a tomam como o corpo astral ou a aparição do próprio homem.

Em tal caso, ou o vidente tem suficiente clarividência para ver a imagem astral, ou a forma do pensamento tem suficiente energia para materializar-se, isto é, para atrair ao seu redor, temporariamente, certa quantidade de matéria física.

Um pensamento capaz de gerar uma forma desta classe, deve ser necessariamente poderoso e emprega também certa quantidade de matéria do corpo mental.

Por pequena e restrita que seja a forma do pensamento, quando ela sai do pensador, envolve-se de uma considerável quantidade de matéria astral e cresce até adquirir as dimensões de um ser vivente, antes de chegar ao seu destino.

2- AS FORMAS QUE PRODUZEM A IMAGEM DE ALGUM OBJETO MATERIAL

Quando um homem pensa num amigo, ele forma dentro do seu corpo mental uma imagem diminuta desse amigo, que freqüentemente se exterioriza e comumente flutua no espaço, diante dele. Do mesmo modo, se um homem pensa num cômodo, numa casa, ou numa paisagem, dentro de seu corpo mental se formam imagens diminutas desses objetos, que logo se exteriorizam.

O mesmo sucede quando a imaginação está em atividade. O pintor, ao conceber o quadro que se propõe executar, o constrói primeiramente com a matéria do seu corpo mental; mais tarde o projeta no espaço diante de si, observando-o mentalmente e copiando-o.

De igual maneira constrói o novelista as imagens de seus personagens na matéria mental, e depois, por um esforço de vontade, faz seus bonecos se moverem de um lado para outro, separando-os ou agrupando-os, e deste modo se desenvolve o verdadeiro enredo diante dele.

Por causa de nossa estranha e falsa concepção da realidade, é-nos difícil compreender como podem existir atualmente estas imagens mentais, e tão perfeitamente objetivas, que um vidente pode facilmente percebe-las, e estas podem ainda ser transformadas por outrem que não seja o seu criador.

Alguns novelistas têm observado este fato, e têm assegurado que os personagens, uma vez criados em sua imaginação, atuam com vontade própria e fazem que o enredo mude de direção, e às vezes em sentido oposto ao plano original do autor.

O que sucede nestes casos, é que, às vezes, as formas de pensamento são vivificadas por elementos da natureza, ou, mais freqüentemente, pela ação de algum novelista morto que vigia do plano astral o trabalho de seu colega e crê que pode melhorá-lo escolhendo este método para expressar os seus conselhos.

3 – AS FORMAS COM FEIÇÃO INTEIRAMENTE PRÓPRIA, EXPRESSANDO AS SUAS INERENTES QUALIDADES NA MATÉRIA QUE TEM AO SEU REDOR

Tão só as formas do pensamento desta classe podem ser, em realidade, representadas por meio de lâminas, pois as das duas primeiras classes não seriam, afinal, mais do que paisagem ou retratos.

Nesta classe de pensamentos veremos cópias de formas de pensamento pertencentes ao plano físico, mas modeladas com matéria astral; no terceiro grupo temos, pelo contrário, um vislumbre das formas cuja natureza corresponde aos planos astral e mental.

Isto faz que tais formas sejam verdadeiramente interessantes, apesar mesmo da dificuldade insuperável de reproduzi-las de um modo exato.

As formas de pensamento desta categoria se manifestam quase sempre no plano astral, pois que, em sua maioria, são a expressão dos sentimentos e pensamentos.

As que aqui expomos pertencem quase todas a esta classe, com exceção do pequeno número que nos oferecem as maravilhosas formas de pensamento que se originam na meditação bem definida daqueles que chegaram, graças a uma longa prática, a saber pensar.

As formas de pensamento dirigidas para um indivíduo determinado, produzem efeitos bem definidos; estes efeitos são em parte reproduzidos na aura de quem recebe os pensamentos, e neste caso fortalecem o seu conjunto ou são repelidos.

Um pensamento cheio de amor e desejo de proteger, dirigido com energia a um ser querido, cria uma forma que vai para esta pessoa e permanece em sua aura como um guardião, ou um escudo.

Esta forma de pensamento buscará todas as ocasiões de ser útil, todas as oportunidades de proteger e defender a pessoa para quem foi enviada, mas não por um ato consciente e voluntário, e sim, por uma obediência cega ao impulso que a criou.

O resultado será fortalecer as correntes benéficas que estão na aura, e debilitar as correntes perniciosas que poderiam achar-se nela. Deste modo criamos e mantemos guardiões, e mais de uma mãe, ao orar por seu filho ausente, têm construído barreiras protetoras ao seu redor, embora hajam ignorado como puderam suas orações produzir tal efeito.

No caso em que pensamentos maus ou bons são projetados para determinadas pessoas, com o fim de levarem a cabo alguma missão, devem encontrar na aura de quem os recebe materiais capazes de responder às suas vibrações.

Nenhuma combinação de matéria pode vibrar fora de certos limites, e se a forma de pensamento está além dos limites em que a aura é capaz de vibrar, não pode afetá-la de nenhuma maneira.

Por conseguinte, o pensamento retrocede para quem o gerou com uma força proporcional à energia empregada para projetá-lo. Por isto se tem dito que um coração puro e um espírito elevado são os melhores protetores contra assalto dos pensamentos do ódio, pois o coração e o espírito puro construirão um corpo astral e um corpo mental com a matéria mais densa e grosseira.

Um pensamento invejoso ou de ódio, posto em movimento com fins perversos, ao encontrar e tocar um corpo puro como o exemplificado, é repelido e retrocede com toda a sua energia, seguindo até o seu progenitor pela linha de menor resistência antes percorrida, e ferindo-o

Como na matéria de que se compõem os seus corpos astral e mental, o progenitor possui elementos semelhantes que constituem esta forma de pensamento; às vibrações desta se somam as outras correspondentes, e finalmente o criador do mau pensamento sofre justamente o mal que quis fazer a outrem.

Assim, pois, as maldições e as bênçãos são comparáveis a pássaros que instintivamente voltam ao seu ninho. Comprender-se-ão, assim, os perigos que há em dirigir pensamentos de ódio a um homem muito evoluído: as formas de pensamento enviadas contra ele são impotentes para alcançá-lo; mas, pelo contrário, retrocedem aos seus criadores e os ferem mental, moral e fisicamente.

Casos semelhantes têm sido muitas vezes observados por membros da Sociedade Teosófica, e lhes são bem conhecidos. Enquanto permanecer algo grosseiro e baixo nos veículos de um ser, qualquer coisa que propenda para o mal e o egoísmo, é alvo de ataques daqueles que desejam prejudicá-lo.

Mas quando eliminou todo vestígio de mal por meio da purificação de si mesmo, seus inimigos não poderão nada contra ele, que poderá permanecer tranqüilo e pacífico em meio dos perigos que o ameaçam. Não sucede o mesmo aos que criam pensamentos de ódio!

Outra coisa que é preciso mencionar também, antes de iniciarmos o estudo de nossas lâminas: cada um dos pensamentos representados nas lâminas foi observado na vida real. Não são o resultado da imaginação de um sonhador, mas a imagem de formas atuantes, observadas e projetadas por homens ou mulheres em estado normal.

Foram reproduzidas com o máximo cuidado e a mais escrupulosa exatidão, ou pelos mesmos que as observaram, ou com o auxílio de artistas aos quais foram descritas.

Para maior facilidade, foram reunidas num mesmo grupo as formas de pensamento do mesmo caráter.

Do livro: FORMAS DE PENSAMENTO - Charles W. Leadbeater


FORTALECENDO A AURA HUMANA

Emende os rasgos de sua aura, o campo magnético que está ao redor do seu corpo e que constitui a manifestação combinada da alma, mente e corpo.

Pode pensar em sua aura como uma estação emissora e receptora que envia tanto vibrações positivas como negativas, e que recebe vibrações dos outros assim como as vibrações superiores do mundo celestial.

A sua aura revela tudo o que você é, e tudo o que já foi alguma vez. A troca a cada momento entre os sentimentos e pensamentos lhe dão cores.

Algumas vezes criamos distúrbios ou "buracos" em nossa aura e a luz sai por ali. Condenar-se a si mesmo, mesmo que seja um pouquinho, é como fazer buracos de agulha numa bacia de água. Isto é o que acontece com sua aura quando permite que algo ou alguém o faça pensar que não é digno do amor de Deus.

Não importa quanta luz atraia de Deus, ela vai fugir por esses buracos de agulha. Queremos ter uma aura forte, ser espiritualmente íntegros.

Quando as pessoas vêm até mim e dizem "sinto-me espiritual e fisicamente esgotado. Como posso recuperar a minha energia?" Isto ocorre devido à perda das energias de Deus, vindas através da Presença EU SOU e do Santo Cristo Pessoal.

Para saber se você tem uma aura frágil, faça a seguintes perguntas para si mesmo:

Muda de opiniões e de decisões muito fácil? Falta concentração? É difícil manter a alegria? Cansa-se aparentemente sem nenhuma razão? Deixa-se influenciar facilmente pelos desejos e as vibrações negativas de outras pessoas?

Existem muitas maneiras em que isto pode ocorrer. Poderia sentir-se exausto porque literalmente deu partes de si mesmo. Quem sabe você se sente como se o tivessem drenado, porque está dando sua energia aos outros constantemente, especialmente se você é um profissional de saúde, um conselheiro ou alguém que trabalha num ofício orientado ao serviço.

Para seguir dando, você necessita selar a sua aura e mantê-la selada. Lembre-se que a sua energia vai onde vai a sua atenção. Sua atenção é sua essência espiritual.

Conversas desnecessárias são outra maneira de se perder luz.

As palavras inúteis fazem com que gastemos nossa energia preciosa. Tente conservar as palavras e veja se adquire mais energias para fazer o que é verdadeiramente importante em sua vida.

Nossa sociedade é propensa ao ruído e o ruído pode danificar a aura. Algumas vezes preenchemos os espaços vazios do dia com o televisor ou o rádio ou com conversas. Não tenha medo de ter momentos de silêncio em sua vida para caminhar e falar com os anjos e com o seu Santo Cristo Pessoal.

A inveja e a crítica dos outros podem perfurar a aura. Quando alguém tem inveja, faz críticas ou ironias, está enviando "flechas envenenadas" e a atenção que os outros põem sobre si pode sugar a energia como um aspirador, a menos que esteja alerta e tenha formado um muro de proteção ao redor de si.

O descontrole emocional e a raiva também perfuram a aura. Alguns estudos dizem que os homens e as mulheres que têm uma grande hostilidade estão em maior risco de contraírem doenças coronárias e câncer.

A enfermidade primeiro começa a manifestar-se na aura. É como apontar um canhão contra si mesmo ou deixar que alguém o dispare. Os que se enraivecem com facilidade podem perder muito carma bom que tenham feito com árduo trabalho. Já vi pessoas que se irritam e perdem vários fragmentos de sua alma nesse momento.

Também tenho testemunhado pessoas que num acesso de fúria literalmente extinguirem sua centelha divina. Isto é muito sério.

Se você se dá conta de que tem um agulheiro em sua aura, pode reverter rapidamente a situação ao fazer orações e decretos dinâmicos. O decreto do Tubo de Luz e os decretos ao Arcanjo Miguel sempre são a sua primeira linha de defesa para fortalecer a sua aura.

UMA LIÇÃO DE AMOR: VIVER UMA VIDA ESPIRITUAL PRÁTICA

por Elizabeth Clare Prophet - Palestra proferida em 28 de novembro de 1998


Voltar