O que os Mestres Ascensos dizem sobre...



O CÂNCER



CÂNCER: A ÚLTIMA PRAGA DO EGOÍSMO HUMANO

Pessoas de todos os lugares não estão conseguindo compreender os motivos das devastações causadas pelas últimas pragas e os súbitos cataclismos que se abateram sobre seus países, casas e famílias. Esses são os sinais do final dos tempos e de provação. Devemos ficar atentos a eles, para conforto e iluminação dos filhos da Mãe Divina, de modo que a calamidade possa ser prevista e evitada pelo Espírito Santo e pela chama violeta invocada por nós.

O ódio gerado pelos pensamentos e sentimentos humanos produz o que nós chamamos de câncer, uma das últimas pragas que tem causado tantas mortes trágicas nestes dias.

Para alguns é o débito de um antigo karma, para outros é o sacrifício de suas almas no altar da comunidade mundial. Eles fizeram um pacto com Deus de assumir o karma de ódio do mundo em sua própria carne e sangue, suas células cerebrais e medula óssea. Prometeram suportar os pecados do mundo como fez Cristo, tanto para oferecer resistência ao karma mundial que está se desencadeando, quanto para obter uma “melhor ressurreição”, como está escrito na Epístola aos Hebreus.

O primeiro passo na senda do discipulado é assumirmos a responsabilidade pessoal e psicológica por nossas palavras e atos. Para melhor compreendermos as leis que controlam as frequências de vibrações pessoais e planetárias, gostaríamos de saber:

O que, então, é o câncer? Células cancerosas são células rebeldes que atacam e envolvem células sadias e as “devoram”, para assimilar sua substância.

Raramente nos damos conta de que um câncer, ou uma pessoa cancerosa, pode ser algo ou alguém egoísta, porque também existe um câncer espiritual. Você pode ter em seu mundo e irradiar de sua aura o tipo canceroso de sentimentos: de não querer dar nada de si, nem ao universo nem aos seus semelhantes.

Aí você se transforma efetivamente no Mar Morto: só tem canais de entrada e nenhum de saída. Não tem os canais de doação, para assim poder receber. As pessoas não compreendem as leis básicas do universo que mostram, de maneira clara e bela, que cada um de nós sempre recebe quando dá.

Se paramos de doar e nos transformamos no câncer que pede, exige e drena a substância dos outros, seja por avareza, ganância ou falha em reconhecer o significado do amor verdadeiro, esta é a condição que se manifestará em nós, mental, emocional e fisicamente. É considerado um caso terminal. E muitas vezes é tarde demais para fazer regredir os ciclos do karma.

O câncer começa na psique do homem, como um estado da mente em que a pessoa não se importa com mais ninguém, além dela mesma. Nós costumamos dizer que “aquela pessoa é egoísta”, é fechada como uma ostra.

Este tipo de personalidade constrói uma muralha de autodefesa e refugia-se no seu interior. É um abutre. Apropria-se habilmente da luz dos outros. Sempre parece dar, mas na verdade nunca dá coisa alguma de si. Quando você precisa dessas pessoas, recolhem-se às suas “conchas”, como moluscos. Fecham-se e retiram-se para o anonimato das areias e mares da vida, camufladas por anêmonas e pedras de dureza pré-histórica, símbolos irremovíveis deles mesmos.

Raramente se envolvem em planos e projetos que requeiram sacrifício. Sempre se aquecem com o calor do trabalho dos outros. Não estarão entre os portadores das velas votivas para o altar da sociedade. Se você as estiver procurando, conseguirá encontrá-las porque são sempre as primeiras em qualquer fila.

Sempre estão por perto quando se trata do seu interesse pessoal. Nunca perdem a oportunidade de se apropriarem de qualquer coisa que possam consumir, como a luz nos chakras dos portadores de luz. Também, são bons coletores de lixo, coletando, vendendo e enriquecendo com o que os outros jogaram fora!

Em vez de dividir o que juntam com tanto empenho, são extremamente possessivos. Retêm o fluxo da água da Vida e se tornam vítimas das vibrações do egoísmo, que causam a decomposição e destroem o que tão cuidadosamente acumularam. As vibrações astrais dessas reservas acumuladas começam a poluir suas células e a química cancerígena segue seu curso. A deterioração difundida na mente, na alma e no corpo – aquilo que mais temiam – abate-se sobre elas como doença, desintegração e morte.

Olhando para o que resta desses indivíduos, todos invariavelmente dizem que ali não existe Espírito; só sobrou a casca. Isto é observado com mais frequência naqueles em que o câncer terminal é a conclusão de um longo processo de autodestruição, a última marca do egoísta depois que devorou a luz-energia-consciência-criatividade de todos à sua volta.

Eles não podem deter o karma inevitável deste “vírus” autodevorador que os consome por dentro. A despeito de todas as desesperadas tentativas para construir a casca impenetrável, não seria possível bloquear a malignidade, porque o inimigo contra o qual ergueram sua fortaleza estava todo o tempo no seu interior.

Mas lembrem-se do seguinte: todos os dias pessoas aparentemente comuns, dispostas a sacrificarem-se, dedicaram suas vidas aos outros, sem esperar qualquer recompensa. Elas desaparecem do cenário da vida, vitimadas pelo câncer do egoísmo mundial manifestado nos seus corpos físicos – muitas vezes devido às substâncias químicas cancerígenas do ambiente, síndrome de poluição egoísta de grandes empresas que só se preocupam com o lucro, não pensando nas pessoas.

São amantes da vida, muitas vezes prestando serviço abnegado à família e à sociedade. Mas bem no fundo das suas almas, sentiram a grande necessidade que o mundo tem de expiar seus pecados e se ofereceram de boa vontade. Outros, também santos nesta vida, escolheram, a níveis interiores, pagar até o último centavo de um karma antigo de um passado esquecido, transmutando assim as angústias do karma planetário.

Aparentemente tudo isso parece injustiça. Nós que somos espectadores impotentes perante as metamorfoses físicas e psicológicas de almas cujos templos se tornaram o campo.

Relembrando o que foi dito até agora, podemos ver que no princípio o estado canceroso da mente não é aparente. Assim como frequentemente um câncer físico é detectado muito tarde, também esta doença da alma pode devorar as energias espirituais de alguém, a nível subconsciente, antes que seja diagnosticada.

Por definição, a besta do egoísmo humano raramente se revela, porque ela serve a si mesma. Na maior parte do tempo estamos tão ocupados nos divertindo que não reconhecemos que estamos excessiva e perigosamente centrados em nós mesmos.

Podemos ser egoístas até com o que gostamos, não permitindo a participação de outros, porque não queremos compartilhar. Neste caso, pobres de nós, não conseguimos ver que as mais empolgantes descobertas que o homem poderia fazer a seu respeito são inerentes ao universo. Descobertas que lhe demonstram o seu próprio potencial espiritual, que fazem com que o homem compreenda subitamente que não é somente um corpo vegetando em um ambiente hospitaleiro.

Neste instante ele compreende que é uma alma – e uma alma é algo maravilhoso!

Alguns sentem dores e sofrem, ou se encontram em um estado de egoísmo pecaminoso, e nenhum de nós está isento de nenhum destes fardos. Neste sentido, a evolução planetária é uma, contribuindo e partilhando da mesma frequência vibratória densa. Por isso temos que vigiar e orar para que o karma mundial seja transmutado pela chama violeta do Espírito Santo, assim como os registros dos nossos delitos do passado, que retornam para serem redimidos, de modo que possamos cumprir cada jota e til da lei da nossa Cristicidade pessoal, tanto agora quanto no futuro.

Permitam que a Consciência superior e o Amor acelerem universalmente no desígnio perfeito, para que todos possam progredir e usufruir de uma renovação planetária baseada na elevação científica do nosso nível de vibração pessoal!

Pois o universo, tanto embaixo como no alto, é apenas um. O Corpo de Deus é um. Seu Amor nos unifica, ao suportarmos os fardos uns dos outros, até o final do karma mundial, neste ciclo de trevas de Kali Yuga, que está esperando, como a Mulher grávida que gritava com dores de parto, e com ânsias de dar à luz a era universal de paz, iluminação e liberdade.

Mark e Elizabeth Clare Prophet
Do Livro Os Ensinamentos Ocultos de Jesus


Pérola de Sabedoria Vol. 4 No. 8 - El Morya - 1961 - ditado dado a Mark Prophet, Mensageiro da Grande Fraternidade Branca, - Tradução e comentários entre parênteses de Paulo R Simões

Os altos pinheiros nas montanhas falam de robustez, de resistência, de pureza perene. Quando um deles está separado em uma colina mais suave, entre "árvores" de menor estatura, parece ainda mais poderoso.

Em nossa oitava (etérea), não ficamos admirados uns com os outros, como a humanidade que ouve falar de nossas maravilhosas façanhas e poderes. Todos os poderes dos Mestres Ascensos serão dados à humanidade, assim que demonstrarem à lei cósmica que eles aprenderam a lição da inofensividade!

Contudo, enquanto os homens e as mulheres buscarem pulverizar as ambições uns dos outros, preferindo a isso do que cooperar uns com os outros, não poderão avançar muito!

Como um câncer, eles consomem sua própria "força vital" sempre que buscam prejudicar uns aos outros, quer por atos deliberados de ofensa, quer pelo estado mais estático, permanecendo ociosos quando são capazes de ajudar uns aos outros, dispostos a estender ajuda em nome de Deus. Juntos, estes, então, são os pecados de comissão e omissão!

A lição da "toalha" (o lavar dos pés dos apóstolos) ensinada pelo amado Jesus aos seus discípulos, ocorrendo antes da festa da Páscoa (João 13:4-17) foi o melhor seguro (a melhor lição) para eles, de que eles fossem como ele (Jesus)! Esta lição serve um propósito igualmente prático para a geração presente.

O Conselho de Darjeeling está bem ciente das classes transcendentes que podemos ter com chelas (estudantes dos mestres ascensos) ainda não-ascensos, aqui mesmo em nosso retiro, quando podemos fazer com que as pessoas esqueçam a sua mesquinharia, que muitas vezes se assemelha a pequenos arbustos afiados ao pé das belas árvores de Deus, que estendem braços esperançosos do Espírito para a sua própria e poderosa Presença EU SOU radiante no ar acima.

Enquanto você odiar "um destes meus irmãos", você estará com isso odiando ao seu próprio Ser Crístico e não há poder no universo que possa alterar sua responsabilidade espiritual por este ato!

Eu incentivo e aconselho as pessoas em todos os lugares a deixarem de se atormentar com as imperfeições uns dos outros, e se estabelecerem em um tipo de comportamento que irá movê-los em uma órbita como a nossa própria (o plano etéreo), onde Deus habita.

Então, é claro, sua presença em nossos conclaves sagrados será muito bem-vinda! Caso contrário, alguns de vocês viriam à noite quando seu corpo físico dorme, com egoísmo que é tão úmido (astral) a ponto de quase extinguir o brilho em nossa antecâmara externa (sala de espera)!

Afinal, seja bom ou mau, você é uma parte de Deus, e quando você usa mal o seu poder (energia dos chakras e chama trina), ela precisará ser contrabalançado - o que requer energia melhor utilizada para curar os inocentes (requer invocação do Fogo Sagrado para consumir o mal que um dia fez a outros)!

Eu não digo que você seja menos bem-vindo quando tem problemas, mas não vejo razão alguma para eu repetir constantemente as mesmas advertências sobre a tolerância, paciência, fofoca, e etc., com aqueles que seriam chelas - alguns dos quais têm nos conhecido (estudado conosco) durante anos, mas aparentemente nunca realmente nos conheceram (ou compreenderam os ensinamentos que demos)!

Aqueles que ainda são verdadeiros budistas, cristãos ou muçulmanos, nunca devem se comportar tão petulantemente! Se todos vocês começarem a fazer seu trabalho como se já fossem Mestres Ascensos, descobrirão que quase não há limites para onde vocês podem ir com sua realização espiritual.
Eu espero pacientemente por esse dia!

EU SOU o resplendor do dia - El MORYA
------------


- Ao copiar nossas páginas, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br -


- Colabore para a Expansão da Luz! -


Voltar para a Página Anterior

 Conhecer Outras páginas