O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

OS SERES ELEMENTAIS E OS ESPÍRITOS DA NATUREZA


 

Pérola de Sabedoria Vol. 18  No. 10  - El Morya - 1975


Flocos de neve são criados pelas Ondinas

A mandala é como um floco de neve, único em sua concepção, jamais visto antes, para nunca mais aparecer novamente. Este design geométrico suspenso sobre o grupo, é o ponto focal em que as energias do grupo se unem para magnetizar, como um ímã de luz, as energias liberadas pelos Mestres Ascensos.

El Morya

(Isso me lembra de um bom exercício para fazermos, que magnetiza excelentes energias na vida de uma pessoa, é desenhar mandalas. Pegue uma folha e procure desenhar a perfeição geométrica das mandalas. Se você não tem dons para desenhar, medite nas formas das mandalas, pense nelas. Uma boa imagem de mandala para meditar, são os próprios chakras!)

 


Pérola de Sabedoria Vol. 20  No. 34  - Saint Germain - 1977

A vida do inseto e a sua sucção viciosa, mordendo as pessoas, as picadas de insetos do mundo são liberados para a manifestação, não por Deus, mas por pensamentos e sentimentos errados do homem. Tudo o que produz infelicidade, vem do poder do homem de criar, assim como Deus o faz.

Saint Germain

(As formas animais destrutivas sempre tem a mão do homem e suas energias corrompidas!)


Pérola de Sabedoria Vol. 22 No.  16   - Sanat Kumara - 1979

As quatro bestas são os seres vivos que adoram a Trindade, porque eles saíram da Trindade, nascidos do Uno e da polaridade dentro do UM, Alfa e Ômega. As quatro bestas são para a quadratura do círculo do Espírito que se tornou a base quadrangular na matéria da Grande Pirâmide da vida e da Cidade Santa.

EU SOU nos quatro seres viventes e as quatro bestas estão em mim e nós somos um. Estas são as Quatro Forças Cósmicas que detêm a cruz cósmica do fogo branco, que designa os quadrantes no Espírito e nos quadrantes da matéria: o fogo, o ar, a água e a terra.

Eles são os quatro elementos sagrados que apóiam e envolvem o grande trono branco. Eles são o dentro. Eles são o fora. Para onde o Espírito vai, eles vão. Eles seguem o Cordeiro para onde quer que vá nos, Céus e na Terra.

Sanat Kumara

(Aqui temos um ensinamento que nos mostra o quanto os quatro corpos inferiores "as quatro bestas" são os elementais em ação. Precisamos comandar nossos quatro corpos: memória, mente, emoção/desejos e físico, assim como comandamos nossos animais de estimação. Não podemos seguir seus caprichos. Eles precisam ser educados, e aguardam o comando. Quando não os comandamos, eles assumem o comando... assim como um cãozinho... que obedece, ou não, o seu dono...)

(Precisamos manter em mente que eles são mágicos, que são capazes de se auto curar e de evoluir na luz em direção à Deus!)

 


Pérola de Sabedoria Vol. 25 No. 40 - Elohim Cyclopea - 1982

Obedecendo ao comando: Haja luz! Os Elohim vieram trazendo a concepção de Deus. Em seu olho que tudo vê, está o projeto para os padrões de luz universais, mundos sem fim, seja para o pequeno floco de neve ou orvalho, para uma folha de grama, para um monumento, para um padrão de vida, ou para a concepção de sistemas solares e galáxias.

Elohim Cyclopea

(Os elementais são uma extensão dos Elohim, por isso, quando eles estiverem fora de controle, invoque os Elohim para repolarizá-los, harmonizando-os.)

 


Pérola de Sabedoria Vol. 30  No. 37  - Saint Germain - 1987

Portanto, meus amados, “Noblesse Oblige” é o nosso lema, por isso, então, obriguem-se com as forças da vida elemental. Deixe-os saturados com a chama violeta. Deixe-os ser repletos agora, pois verdadeiramente eles não pecaram contra Deus ou o homem.

E, portanto, nós, as hostes de luz, podemos abençoá-los e auxilia-los também. A Terra, nesta hora então, começa a tomar sobre si mesma, um brilho de chama violeta em sua Aura, amados. É a chama violeta dos meus anjos. É a chama Violeta que vocês invocaram. E isso deve Intensificar a aura da Terra enquanto vocês continuam a invocá-la nesta hora.

Noblesse Oblige, literalmente, significa “a nobreza obriga” é a “obrigação de agir com  um comportamento honrado, generoso e responsável, associado com alta classificação ou nascimento”; isto é, os filhos de Deus, por causa de seu alto nascimento e herança, são obrigados a invocar a vontade de Deus e praticar a ciência da alquimia desinteressadamente em nome de toda a humanidade.

Saint Germain 

 


Pérola de Sabedoria - Elohim Cyclopea - 1979

Esses elementais, servos de Deus na natureza, não esqueceram a chama de Camelot. Eles esperaram, esperaram estes longos séculos, quando Merlin poderia trazer sua Nova Atlântida e quando o amado São Francisco poderia aparecer mais uma vez e quando Morya poderia convocar as almas de luz para trazer a chave interior para a manifestação de um Governo Divino na Terra...

Cyclopea


Pérola de Sabedoria Vol. 34  No. 13, -  Elohim Astrea - 1991

Você já percebeu como os cães parecem latir no ar, nesta e naquela direção, e não há nada lá? Eles veem o plano astral! Eles avisam vocês! Eles são seus protetores. Eles muitas vezes têm anjos do relâmpago azul, que se sobrepõe sobre eles, e eles sentem a sua missão em defesa de sua vida.

Ensinem as crianças a conhecerem os anjos e os elementais; gnomos, salamandras, ondinas e sílfides; todos aqueles que a servem no jardim de Deus sobre a Terra.

Ensinem as crianças a serem sensíveis à Mãe Terra, para equilibrar os seus corpos, para aprenderem a confiar em suas faculdades intuitivas, a fim de que elas possam ser a expressão plena da Mãe divina.

Astrea 


Pérola de Sabedoria Vol. 26  No. 34 - Kuan Yin - 1983

Vocês já ouviram falar do vento solar. Vocês já ouviram falar do vento cósmico. Há um vento dentro da Terra; há um vento que se move entre, portanto, os eleitos de Deus. Há um vento que se move entre os átomos e as moléculas da vida, e na própria entrada para seus sistemas, este vento é feito através do carregar (transferência de energia) das esferas da Matéria, com a luz do Espírito Santo. É o meio pelo qual o Senhor santifica o espaço.

Vocês já perceberam como sem o movimento do ar a vida fica estagnada. Não há nenhuma purificação, não há revivificação ou purificação, e depois de algum tempo, a alegria é perdida.

Assim, nas brisas que sopram, no vento e no fogo, vocês entendem que só em movimento, Deus é preservado na Matéria. E o movimento da própria vida em si, as voltas diurnas, são criadas pela chama trina do coração.

Kuan Yin

(Este vento cósmico a que a mestra se refere, é a capacidade de transmitir o fogo sagrado e transformador de Deus, o fogo rubi do Espírito Santo, através do chakra do coração. Esta energia cósmica está à nossa disposição em toda a Terra. Esta é a ação dos 5 raios secretos, a união das energias da Mãe Terra e do Pai Celestial, que se unem no coração do filho, o fogo que livremente os filhos da luz emanam de seus corações para suas mãos, direcionadas para onde há a necessidade da correção, do aperfeiçoamento e da cura pelo fogo sagrado!)


Perola de Sabedoria Vol 23 Nº 14 - 1980 - ditado dos Amados Virgo e Pelleur

Cooperação cósmica entre os Filhos do Sol e Vida Elemental

Os Servos de Deus e o Homem, no Elemento Terra
Abençoados Servos do Deus Altíssimo :

A vida elemental — fogo, ar, água e terra — saúda a chama de Deus queimando no altar dos filhos e filhas do Deus Altíssimo!

Nós somos os hierarcas dos servos de Deus e do homem no elemento terra. Nossas chamas gêmeas são cálices de Deus Pai/ Mãe para os seres dos elementos que servem à humanidade através das várias classificações dos elementos que compõem o corpo físico da Terra.

Os abençoados servidores que alegremente cuidam das necessidades de uma evolução planetária, incansáveis, dia após dia, são conhecidos como gnomos e freqüentemente relegados ao reino do mito e da magia.

Nós vimos, portanto, apresentarmo-nos diante das crianças da luz, como patrocinadores de uma corrente evolucionária de vida de espíritos elementais da natureza; que são de longe, os melhores servidores da humanidade; os mais nobres e bondosos, vigorosos e corajosos perante cada abuso do corpo da Terra e cada agressão contra a lei da harmonia da Terra.

Como os dias de infâmia da humanidade, contra a luz, aumentam o peso sobre estes ajudantes invisíveis, mas muito presentes na natureza, nós viemos defender a causa da cooperação cósmica renovada entre as crianças do sol e toda vida elemental.

Os seres que vocês chamam de gnomos, cuja imagem foi caricaturizada na história da Branca de Neve e os Sete Anões, e outros contos de fadas, realmente podem atingir desde o tamanho de elfos com sete centímetros, brincando na grama, aos anões de um metro de altura; até o caminho para as hierarquias das montanhas que servem no Grande Salão do Rei e da Rainha das Montanhas, vislumbrada por Grieg e retratada no seu Tributo aos Gnomos Especiais da Noruega e do Norueguês.

Existem gigantes no reino elemental da Terra. Estes são seres poderosos que manejam o fogo do átomo e da molécula e seguram o equilíbrio para os continentes através de cataclismos, inundações e fogo.

Esta evolução foi criada pelos Elohim para sustentar a plataforma para o grande experimento do livre arbítrio, ordenada por Deus, para suas crianças, que ele enviou ao sistema planetário, para serem produtivos na consciência Crística e multiplicarem a manifestação de Deus em sua progênie e nos trabalhos das suas mãos.

Como os gnomos representam o Espírito Santo e são transmissores do amor do Consolador através da beleza e de cuidados com a natureza, para as crianças de Deus; e há outros elementais que representam o serviço do Pai, do Filho e da Mãe. Assim, mesmo nos reinos mais baixos dos corpos planetários há representantes das quatro forças cósmicas, vislumbrado por Ezequiel e São João. (Ez 1; 10; Rev. 4.)

Os poderosos gnomos, gentis e misericordiosos, são o arquétipo, na natureza, do boi que debulha o milho (Cor. 9:9), os grandes carregadores do peso do karma da humanidade.

Sacrificando-se, eles chegam a negar a sua própria realização evolutiva, para que o homem, como a manifestação mais elevada do poder de Deus, possa continuar a ter a oportunidade de provar a lei da misericórdia, e entre no ritual de libertação no verdadeiro espírito da chama da ressurreição.

Estes abençoados guardiões do jardim de Deus aguardam pelo SENHOR e sua vinda no templo de seus filhos e filhas. Eles adoram a Chama Trina da Vida, embora ela seja uma centelha negligenciada de uma divindade perdida, nas almas instáveis da Terra.

Pacientemente, eles são os superadores e compensadores das más qualificações humanas, das energias do Espírito Santo.

Repetidas vezes eles alegremente renunciam suas vidas, por seus amigos (Jo 15:12-14), embora seus amigos ignorem sua dedicação compassiva e exibam uma negligência vergonhosa destes servos tão devotados servos.

Os arcanjos e as hostes angélicas, por meio do Abençoado Espírito Santo, são os cooperadores conscientes, de toda a vida elemental. Eles cuidam de suas necessidades e os inspiram com a Luz da Trindade e da Mãe, enquanto eles continuam a prestar seus serviços a um imenso mundo inconsciente e mal-agradecido.

Há bilhões e bilhões de gnomos administrando os ciclos da Terra nas quatro estações, purificando o planeta de venenos e poluentes tão perigosos aos corpos físicos das vidas humana, animal e vegetal.

É difícil para a humanidade, imaginar o trabalho de milhares de gnomos, executado em serviços a um único indivíduo. Quando vocês considerarem que todo homem deriva da terra e sua interação com os elementos da terra, dos quais ele mesmo é composto, nos seus corpos exteriores do “pó da terra” (Gn 2:7), bem como o lixo e subprodutos que acumulam pela mera ocupação de seu tempo e espaço na Terra; vocês começam a compreender que é pela bênção da dedicação de literalmente milhões de elementais, que cada criança de Deus, continua a ter a oportunidade de viver, mover-se e existir, no contexto do espectro físico dos corpos planetários.

Pela graça do Espírito Santo e das hostes angélicas, os gnomos retêm a esperança fervorosa na ressurreição final da alma de cada homem, mulher e criança e a transformação da alma em uma vida auto-realizada e centrada na Chama Trina.

A única esperança de imortalidade para os espíritos da natureza é através da imortalidade das crianças de Deus. Assim cada primavera, quando a chama de ressurreição inunda a Terra, e a celebração da vitória da Vida através do Salvador Jesus Cristo é uma vez mais a revitalização do planeta e do povo, a vida elemental alegra-se, que eles poderão também um dia, herdar a totalidade do manto do Cristo Ascenso.

Eles O adoram na plena glória dessa alegria que embeleza a Terra com o verde da vida, a oferenda floral e a pureza das essências destiladas de seu amor, penetrando todo o ar, a terra, o mar e o céu.

Na esperança da eterna ressurreição de Deus no homem, os servos abençoados da natureza portanto, recebem em seus corpos e carregam nas suas costas o peso do carma mundial, os momentuns da guerra. Eles prazerosamente absorvem em seus corações, os ódios dos homens pelos homens, e mesmo o sangue do assassino, agindo em acordo com ritos satânicos, que espalham o sangue do inocente sobre o solo sagrado.

Quando viventes irresponsáveis fogem de seus crimes contra si e a humanidade, são os gnomos que suportam a crucificação do Cristo dentro dos seus corpos. Pois eles conhecem a grande lei, que alguém precisa pagar o preço pela blasfêmia contra Deus e seu Filho e seu Espírito Santo; pois a vida, como uma corrente evolutiva, como um instrumento para o milagre glorioso de Vida gerando Vida, deve continuar intacta, sobre a Terra e outros sistemas de mundos, habitados por uma manifestação física de Deus.

Em nome de Jesus Cristo e de cada filho de Deus que deu sua vida para que as crianças de Deus possam amadurecer e assumir o manto de sua responsabilidade pelo carma pessoal e planetário, os gnomos oferecem-se perpetuamente como os portadores dos pecados do mundo. Como tais, são a lembrança constante do Cristo crucificado.

Eles são os que O adoram nas horas de seu sofrimento, e que desejam estar com Ele sobre a cruz da árvore da vida (Apoc. 2:7; 22:2, 14), até que as abençoadas crianças do sol venham e tenham misericórdia deles, e de dentro de seus corações, cheios de compaixão e do amor do Senhor do Mundo, os retirem da cruz e os recebam nos braços da Vida eterna.

Amados estudantes do Cristo e do Buda, abençoados leitores das Pérolas de Sabedoria; vocês que são sensíveis às correntes do Espírito Santo e à pureza da Mãe do Mundo; enquanto ela contempla suas crianças da Terra, nós vimos até vocês implorando auxílio para estes trabalhadores poderosos da Terra, pois seu fardo é muito grande e a humanidade deve ajustar as contas com a lei da compensação.

Em épocas passadas, quando a discórdia, a morte e a doença, auto-criadas pela humanidade, alcançaram proporções maiores do que aquelas que os elementais podiam suportar, a natureza por si mesma convulsionou-se; e a terra em revolta (pela cooperação consciente dos hierarcas dos gnomos, dos sílfides, das ondinas e das salamandras flamejantes) transformou a humanidade desviada e a mecanização maliciosa.

A saturação da Terra e do corpo da Terra, com desarmonia gerada por manifestação de egoísmo, em cada plano e freqüência; tem no passado, e pode já ter também no presente, a causa da supersaturação da vida elemental, com mais do que bilhões, além do que seus corpos podem suportar num esforço centrado e heroico.

Assim vimos explicar que quando a discórdia da humanidade alcança um nível maior do que a vida elemental pode suportar, o SENHOR DEUS Todo-Poderoso, agindo através dos seus emissários no Conselho Cármico e do Senhor do Mundo, precisa lançar um decreto divino para um cataclismo planetário parcial ou completo.

Cataclismo tem sempre o propósito de acabar com a oferta inaceitável de desarmonia baseada em teimosia e amor-próprio; e substituindo isto com a oferta aceitável da obra de Deus no homem — atuando para a glória de Deus, através da graça do seu Filho, pela força do amor verdadeiro do Eu Real que é a Chama Trina da Vida em cada criança do Seu coração.

Cataclismo físico então, anuncia a demanda da lei cósmica e que os universos de Espírito / Matéria estão unidos em alinhamento com a Palavra viva, em concordância com os desdobramentos dos ciclos da lei cósmica.

Assim, há ciclos na natureza, ciclos ocultos no próprio núcleo de cada átomo da Matéria, onde o som do AUM é soado do centro do coração para o centro do coração, de estrela para estrela e de sol para sol, e do âmago do fogo branco de cada elemento da Terra.

Este som do AUM, da harmonia de Deus, é como a vibração do diapasão de Deus chamando ao Lar os átomos de sua substância abençoada.

Na medida em que estes átomos, tanto do ser como de energia, entram na espiral da volta para casa e do grande retorno ao Grande Sol Central da Vida, eles são desnudados (quer voluntária ou involuntariamente) de todo desejo impuro, de toda a irrealidade e de todas as vibrações que não podem suportar a presença do SENHOR DEUS — a Pessoa, o Espírito do puro amor incondicional.

Assim está escrito, que a alma do homem deve colocar-se sobre a rocha do Cristo voluntariamente, antes que a rocha caia sobre ele e reduza-o a pó. Mat. 21: 42-44

Assim, os seres da natureza têm sido os instrumentos da misericórdia e do conforto do SENHOR, para toda parte da Vida, até a hora em que o Filho de Deus, soar as Palavras do julgamento.

Nesta hora então, os abençoados elementais, deverão também realizar o papel de mensageiros dos decretos do Pai e do Filho e do Espírito Santo para uma humanidade em evolução.

Desta forma, foi a vida elemental, quem liberou as fontes das profundezas, causando o grande dilúvio que resultou no afundamento do continente da Atlântida e a inundação de Noé. (Gen 6-9)

Este cataclismo era para a destruição dos trabalhos dos caídos e suas criações de hereges, os quais saíram dos laboratórios da Atlântida e de outros lugares. Foi para a retificação do erro, que foi o resultado da imaginação dos corações dos homens, de fazer o mal continuamente.

Estas imaginações eram perversões do verdadeiro “olho mágico”, do Olho de Deus que tudo vê, manifestado no terceiro olho, o centro criativo e procriativo da vida.

Assim, o grande dilúvio foi uma purificação e um realinhamento dos átomos e das moléculas do corpo inteiro da Terra, de acordo com a lei espiritual da harmonia, selado no sol, mesmo que sob pressão, no coração da Terra.

Doze mil ciclos se passaram desde que o cataclismo planetário foi usado como um meio para corrigir os resultados do abuso do livre arbítrio pela humanidade.

Agora, vocês têm ouvido de um membro do Conselho Cármico, a Senhora Mestra Nada, sobre o interesse das hierarquias espirituais, que são os patrocinadores da evolução da Terra, sobre os níveis de discórdia predominantes, hoje.

Nós viemos, portanto, para declarar nosso julgamento em favor da vida elemental; implorando e pleiteando que os Guardiões da Chama, aumentem e intensifiquem suas invocações à chama violeta, colocando-se ombro a ombro com os seres dos elementos; para transmutar toda discórdia humana, antes que se torne um peso difícil demais para suportar, e o pêndulo da grande balança da lei, vire outra vez em direção ao castigo por um cataclismo planetário.

Nós, enviamos o alerta aos corações de ouro, que, a menos que haja uma grande intensificação e saturação do corpo da Terra, com a chama violeta, pela multiplicação dos chamados dos guardiães da chama, haverá nesta década, distúrbios planetários importantes, mudanças nas condições do tempo e terremotos que resultarão em grande perda de vidas, assim como mudanças permanentes na superfície geográfica da Terra.

Os abençoados seres dos elementos fizeram e estão fazendo tudo ao seu alcance para evitar desastres naturais. Outra vez eu repito, nós estamos soando o alerta! A menos que a vanguarda dos portadores da luz se esforce, aumentando o fluxo do Espírito Santo e da chama violeta, juntamente com a chama da ressurreição, em benefício dos servidores de Deus e do homem na natureza, haverá mudanças violentas no corpo de Terra.

Nos os alertamos, amados, enquanto ainda há tempo e espaço adequados para vocês obedecerem à lei e fornecerem a necessária compensação da consciência de Deus e de Seu Fogo Sagrado.

Como eletrodos na Terra, seus decretos dinâmicos, suas orações fortalecidas por um coração puro somado ao Espírito do SENHOR, seus comandos ao Fogo Sagrado todo consumidor de Deus, serão como as raízes do SENHOR introduzidas na Terra, girando turbilhões de energia que consumirão e transformarão a discórdia da humanidade através da chama da misericórdia.

Então, essa é a nossa esperança, que pela cooperação consciente dos elementais, mestres e homens encarnados, o fluir do retorno cármico mundial, possa uma vez mais ser retornado, e seres mais aplicados possam novamente comprar tempo e espaço para os rebeldes e ociosos, que da retaguarda, finalmente entrem na Senda como servidores abnegados da Luz.

Na próxima semana, as nossas coortes no serviço das evoluções da Terra, Oromasis e Diana do elemento fogo, trarão para vocês, um maior esclarecimento sobre a crise da vida elemental, que pode tornar-se por sua fé, sua esperança, e sua caridade, uma cruz cósmica de vitória para todos.

Obedientemente no serviço dos Elohim, nós permanecemos

Virgo e Pelleur


Perolas de Sabedoria Vol 23, Nº 15 - Ditado dos amados Amados Oromasis e Diana

Cooperação cósmica entre os Filhos do Sol e Vida Elemental

A vida que é Deus, a qual se manifesta pela chama da intenção do Criador, em suas expressões criativas, é cristalizada em, e como Matéria, pelo milagre da geometria.

Os planos e ângulos de tais formas como a forma de um hexaedro e do octaedro são os meios pelo qual, a luz infinita é desacelerada em sua velocidade para coalescer como a substância, a partir da qual os universos de cristal, tornam-se a equação concreta, que vocês tanto apreciam em todas as maravilhas da Terra física.

Todas as moléculas da Matéria, são formadas de ângulos que são fórmulas matemáticas precisas de chaves foháticas secretas — os projetos ocultos do fogo sagrado.

O fogo físico é a descida graciosa para a manifestação, do fogo espiritual pela intercessão do Espírito Santo, através das abençoadas salamandras, cujos seres, são agentes para a transferência dos fogos do mundo sutil, para uso diário da humanidade.

Da chama de vela à luz da lareira; das formas elementares de eletricidade à energia comprimida de sóis nucleônicos; da vida pulsante dentro das células de tudo o que está vivo, pela graça do sopro do fogo sagrado — contempla-se o milagre comum do fogo infinito mantido dentro de formas finitas, para que o homem em evolução, aproveite os fragmentos de eternidade, dentro das equações de tempo e espaço.

Conforme os fogos espirituais tornam-se os fogos materiais, pelo fluxo da figura oito, e do princípio de integração do oitavo raio, seres angélicos e elementais, servindo ao fogo sagrado e ao elemento do fogo correspondente, favorecem toda a natureza com o senso da Onipresença de Deus.

Verdadeiramente Deus como Pai, como Filho e como Espírito Santo, e Deus como a chama da Mãe de toda vida, está disponível a cada alma viva através destes benditos servos da chama. Apesar disso, suas próprias presenças — doação de vida — quase não são reconhecidos ou entendidos pelas evoluções da terra, que se beneficiam de seu amoroso serviço em toda respiração e batida de coração e em cada dádiva compartilhada do Amor divino.

Filhos e filhas de Deus, crianças da luz; envolvam-se com este prazeroso serviço das evoluções da terra; através da cooperação consciente com os elementais, e desta forma, entrem na satisfação do SENHOR em vocês, em Cristo Jesus e nos sagrados corações dos santos; elevem os quatro lados da sua própria Pirâmide de Vida!

Deus criou os elementais para serem os servos obedientes dos Seus filhos e filhas. Portanto, não só é permitido por lei, como é uma obrigação dos filhos de Deus, que comandem a vida elemental — do fogo, do ar, da água e da terra — em nome do EU SOU O QUE SOU, em nome de Jesus Cristo, do Senhor Maitreya, de Gautama Buda, de Sanat Kumara, de todo Espírito da Grande Fraternidade Branca e da Mãe do Mundo; para libertar toda vida, através da poderosa expansão do Espírito Santo e da renovadora essência, dádiva da vida, do fogo violeta e da chama da ressurreição.

A cada dia, enquanto vocês fazem seus chamados ao fogo sagrado, enquanto meditam sobre a chama dentro dos seus corações, emitam amor intenso, apreço, compaixão e a sabedoria da lei, para as poderosas salamandras.

Estes seres flamejantes reúnem-se em quantidades incontáveis, ao redor da Mãe do Mundo e seus devotos. Curvam-se diante da chama dentro do coração de cada criança de Deus e eles são obedientes àqueles que obedecem à lei de Amor.

Oromasis e Diana


Perola de Sabedoria 23 No. 16 - 1980 - ditado dos Amados Aries e Thor 

Cooperação cósmica entre os Filhos do Sol e Vida Elemental

Os Servos de Deus e do Homem no Elemento do Ar

Amantes do Sopro do Fogo Sagrado: Nós somos os hierarcas do ar que permeiam o próprio sopro da primavera, com o sopro do Fogo Sagrado do Espírito Santo.

Não é o bastante que os filhos da luz respirem o doce ar de gramas altas recém-cortadas, liberando suas essências de vida, ou mesmo a névoa da manhã que carrega a fragrância da rosa, do lírio do vale e do lilás, ou da atmosfera carregada de ozônio que revitaliza a toda a vida, enquanto reequilibra a polaridade eletrônica dos corpos e mentes.

Não, nós (Aries e Thor) que dirigimos as poderosas sílfides e os movimentos dos continentes do ar, nós que estamos com o Senhor Maha Chohan enquanto ele insufla a respiração da vida na alma recém nascida e, enquanto a Chama Trina é reavivada novamente sobre o altar do coração, nós temos dedicado nosso serviço, o serviço dos elementais do ar, em toda a sua grandeza, ao Sopro do Fogo Sagrado!

(Maha Chohan é o Mestre dos Chohans dos 7 raios e representante do Espírito Santo.)

Além de nossos rituais diários de purificação e lavagem, purificando e lavando a atmosfera de um planeta e um povo e, arejando a mente, o coração e todas as células da vida com ésteres de sol carregados nos ventos, nós que amamos a luz da vida nascida para as crianças da Terra, molécula por molécula, dentro do próprio ar, somos comprometidos a ser portadores daquele prana (energia vital) do Espírito Santo, que é a própria vida, o sopro da alma.

Sílfides gigantes que abrangem os céus e interpenetram a terra, a água e o fogo sagrado, se misturam e se alegram com os abençoados anjos do Fogo Sagrado, os anjos da luz purificadora e os anjos em adoração da chama viva do Espírito Santo.

À medida que o ar absorve as emanações da terra e do mar e do fogo, tanto doces quanto desagradáveis, então essa qualidade absortiva é a própria natureza da aura dos sílfides. Assim, eles são estudantes dos mistérios da concentração e da contenção das forças da vida.

Apesar de o vento soprar onde ele deseja e não possa ser contido apesar de conter todo o som e a falta de som, as poderosas sílfides, que tomam sua disciplina dos serafins e dos iniciados da chama da ascensão, são mestres na arte da saturação da personalidade com o fluxo da pureza da Mãe, a essência do cristal de suas águas cintilantes, a pureza da brancura que brilha nos altares do Sol Central.

À medida que as estrelas emitem seus raios secretos no lado noturno dos ciclos da Terra, dotando a atmosfera de forças cósmicas desconhecidas, tão necessárias para a vida interior da alma e, enquanto o sol dá a todas as criaturas vivas o amor e a sabedoria de seu núcleo ardente, assim, no próprio processo desta transmutação cósmica, pela qual a própria luz se torna a vida de cada célula viva, as sílfides na Matéria, movendo-se com as ondulações dos serafins em Espírito, são as grandes transmissoras das correntes (de prana) do Espírito Santo, do Céu para a Terra.

As sílfides são transformadoras gigantes, condutoras das correntes da mente de Deus até a mente do homem. Os reinos do ar são seu domínio, e seus rastros são definidos pela formação e reformação das nuvens.

Esta mistura das águas e do ar coalesce em torno do núcleo do Fogo Sagrado contendo elementos da Terra, estabelecendo as coordenadas de hidrogênio e oxigênio é, por si só, uma obra poderosa das eras, um empreendimento cooperativo das quatro forças cósmicas através das quatro hierarquias do reino elemental (Serafins, Sílfides, Ondinas e Gnomos).

As duas partes de hidrogênio em cada molécula de água formam o berço da polaridade mais / menos de Alfa e Ômega para abrigar o oxigênio puro que é o recipiente de fogo branco que alimenta com o Sopro de Fogo Sagrado as artérias da vida e a própria corrente sanguínea dos templos do corpo e das árvores altas.

Este é o ritual sagrado de toda vida elemental. Pois sem o ar e sua natureza autotransformadora, transmutativa e transmissiva, a vida das formas mais altas para as mais baixas na escala evolutiva, deixaria de existir.

Agora, pela própria natureza da consciência e da pureza do coração e das devoções do coração diante do altar do Deus vivo, a capacidade de cada pessoa de absorver o Sopro de Fogo Sagrado é determinado pelo estado de sua consciência e, se é ou não, limitado pela densificação de energia mal qualificada, entupindo os próprios poros dos quatro corpos inferiores da maioria da humanidade.

(O acumulo de energia mal qualificada, desta e de outras encarnações, o karma negativo, pode e deve ser diariamente purificado pela Chama Violeta, para assim receber e fluir com amor, o máximo do Sopro de Fogo Sagrado de Espírito Santo para ajudar a libertação da humanidade e da Terra como um todo!)

Muitas das evoluções da Terra absorvem, mas somente a menor fração da essência de luz e prana que está contida em cada taça molecular do elemento ar.

Uma das principais causas de doença, velhice e morte sobre o corpo planetário, é o fracasso das evoluções da Terra em colocar como uma prioridade a purificação do corpo, da mente e da alma para que possam assimilar a respiração purificadora e vital que é literalmente carregada com os fatores mais / menos das línguas partidas do Espírito Santo.

Corpos sobrecarregados de apodrecimento, doenças degenerativas causadas pela toxicidade de uma dieta inadequada e a ingestão de alimentos incompletos, processados e desvitalizados, não podem absorver as frequências mais altas do Espírito Santo, que estão (disponíveis) nas correntes do ar (prana).

A sobreposição da nicotina nos pulmões e no cérebro e substâncias residuais de drogas (e medicamentos) nos órgãos vitais do corpo, retardam a evolução espiritual da alma, impedindo o intercâmbio de luz do Espírito / Matéria a nível molecular. Assim, os elementos físicos do ar são recebidos (poluídos) e, estes, como vocês bem sabem, não possuem o todo divino da força vital tão necessário para sustentar o princípio integrado e integrador do Ser no coração de cada átomo de substância.

Mesmo a vida inorgânica absorve as propriedades magnéticas do Espírito Santo, um processo completamente diferente do intercâmbio da força vital da Vida para a vida, mas, no entanto, tem o propósito paralelo de investir a Matéria com um fogo espiritual que a isenta do leis de mortalidade.

Crianças da luz têm memórias mais vívidas de cidades e retiros etéreos, onde as formas de templos, edifícios, obras de arte e práticas de vida permanecem por períodos indefinidos e, desde que seja exigido pela lei cósmica de acordo com o projeto interior e a matriz ígnea.

Aqui não existe nenhuma lei de degeneração, nenhuma taxa de apodrecimento, nenhum fator de desintegração. Pois o refluxo cíclico e o fluxo do Fogo Sagrado do Sol Central dessas partículas etéreas de energia Espírito / Matéria, sustenta a forma perfeita, desde que seja desejado por seu criador.

Aqui na Terra, onde toda a vida ao manifestar-se está sujeita às leis da desintegração, os homens trabalham incessantemente para reter a essência da vida dentro de seus corpos e para manter suas propriedades e posses, para que não caiam rapidamente em ruína e desuso ao desintegrarem-se diante de seus próprios olhos, como "do pó ao pó".

Mas isso não é como a Vida foi planejada para ser. E você que testemunha as oitavas etéreas da luz, com a eterna juventude brilhando tão brilhantemente nos rostos dos anjos e dos mestres ascensos, como na face de um bebê recém-nascido - você conhece o poder da Chama da Ressurreição para reinfundir toda a vida no cosmos da Matéria, com seu poder natural de renovação, renascimento, rejuvenescimento e a abençoada chama da reciprocidade.

O que é esta chama de que falo, meus amados? É o princípio de compartilhamento da vida no cosmos. É o ritual do amor de auto esvaziamento e auto doar-se pelo qual a taça de Alpha transmite as essências do Espírito à taça de Ômega e, a taça de Ômega se esvazia na taça de Alfa.

Na troca divina dos eternos amantes, exaltada no turbilhão do T'ai chi, manifestado nas partículas infinitesimais dos núcleos atômicos, descobrimos que a lei da reciprocidade tão docemente expressa no mantra da chama da ressurreição - "Beba-me enquanto Eu Estou bebendo a ti" - é o coração do ritual interminável da vida do processo de criar recriar.

O intercâmbio divino representado no fluxo de integração da figura oito é a celebração da união definitiva entre o cosmos Espírito e o cosmos Matéria, que já é e, já foi e, sempre será e, ainda não é evidente para aqueles que ainda não possuem a (consciência) total da medida da vida do Espírito na taça da Matéria.

(o belo ritual, desde o simples entregar dos problemas a Deus e esperar pela solução, até a mais complexa meditação focando a Presença EU Sou e recebendo a mente de Deus em sua própria mente purificada e ampliada para unir-se ao cosmo.)

Agora, em conclave (reunião) com todas as hierarquias servindo magnificamente sob os Elohim - os doze construtores da forma que descem dos doze templos da vida e das hierarquias solares do Sol Central - as sílfides se reúnem com toda a majestade e maestria apropriado ao seu trabalho como dotadoras do cosmos Matéria com a sacralidade da vida.

As sílfides investem todo o coração para renovar o seu serviço para libertar a vida na Terra e, dão total atenção aos conselhos do Senhor Gautama e do Maha Chohan que colocam a importância planetária dos fardos suportados pelas crianças da Mãe, através da poluição do Ar, da água e da terra e, se fosse possível, o próprio fogo do átomo em si.

Os abusos da energia nuclear e os perigos das armas nucleares e das usinas nucleares nas mãos daqueles que não possuem o domínio dos elementos sob as quatro forças cósmicas, trazem problemas de grande magnitude para toda a Grande Fraternidade Branca em seu serviço às correntes da vida deste sistema solar.

O Alto Mestre de Vênus aborda o conclave descrevendo as limitações da compreensão atual da ciência da humanidade que não lhes permite acelerar o reequilíbrio e a reintegração dos distúrbios e discórdias invadidos em quase todas as formas da Matéria por seu uso imprudente e desleixado dos recursos naturais da Terra.

Projetando um curso das expectativas, levando em conta os fatores conhecidos das tendências da humanidade em relação à morte e à autodestruição, o Poderoso Vitória faz um apelo apaixonado por uma cooperação cósmica entre os amantes da vida, ascensos e não ascensos.

Ele pede um tremendo apoio em favor dos seres dos elementos e demanda em nome de Deus e em nome de Sanat Kumara, que todos os que reconhecem que sua vida é sustentada pela presença pessoal do Ancião dos Dias, que ministrem às evoluções da Terra respondendo poderosamente para apoiar a vida elemental que fornece os pilares da plataforma desta evolução planetária.

Enquanto os elementais trabalham dentro dos quatro corpos inferiores da Mãe Terra para dar origem a um ambiente adequado para a idade de ouro e para a consciência dourada do Senhor Maitreya e seus chelas, o Poderoso Vitória e suas legiões convocam os chelas da iluminação e da compaixão, para entender a necessidade de Fraternidade, comunidade e cooperação, sob a (direção da) hierarquia.

Verdadeiramente uma poderosa cooperação é necessária para conter a maré das espirais descendentes autogeradas da humanidade, que ameaçam, infelizmente, não apenas seus corpos, mas a própria existência de suas almas.

Muitos que compreendem a lei e conhecem as consequências da separação do serviço com a Irmandade e com a nossa organização externa, devem reconhecer a necessidade urgente de atuar com ousadia em medidas combinadas para a defesa da vida não nascida e para o ambiente antigo necessário para criar filhos fortes da chama da vitória.

Nem os mestres ascensos, nem os elementais, nem os anjos se separam dos poderosos pulsos cardíacos que os unem em grupos de serviço cósmico.

Assim, este Conselho do Retiro do Teton Real e esta conferência com a presença dos mais verdadeiros amigos da Terra, é um apelo à cooperação cósmica, enquanto ainda há tempo e espaço para a Mulher (Mãe Divina) entregar seu Homem-Criança (Santo Cristo), como a consciência Cósmico Crística para todos.

Que o egoísmo e a separação daqueles que conhecem melhor e que poderiam realizar juntos esta poderosa obra dos tempos, agora sejam dissolvidos em um amor que responda na crise à necessidade da vida e à entrega da vida de alguém que possa viver toda vida para louvar o nome sagrado.

Nós do reino das sílfides pairamos próximos para dar as boas-vindas a cada recém-nascido e receber as almas que partem em trânsito da cena da Terra.

Assim, adoramos a grande inspiração e a grande expiração dos ciclos da vida, sempre conscientes de que cada passo precioso na ponte da vida que está suspensa entre o momento da entrada e da saída de uma alma, é destinado à experiência sagrada e duradoura da Vida gerando Vida através do dar e receber da essência do Amor selada no Sopro Sagrado.

Nós estamos no amor do Espírito Santo, cuja fonte ardente é alimentada pelo sopro de fogo sagrado.

Aries e Thor
-----------------

CHAMADO AO SOPRO DE FOGO – pela Deusa da Pureza

EU SOU, EU SOU, EU SOU o sopro de fogo de Deus do coração dos bem-amados Alfa e Ômega.

Neste dia EU SOU o Conceito Imaculado expressando-se onde quer que eu vá. Agora Eu Estou cheio de Alegria, pois agora EU SOU a plena expressão do Amor Divino.

Minha amada Presença EU SOU, sela-me agora no âmago do expansivo sopro de fogo de Deus. Deixe que a sua pureza, integridade e amor manifestem-se onde quer que eu esteja, hoje e sempre.

Eu aceito isto realizado exatamente agora com pleno poder! EU SOU isto realizado exatamente agora com pleno poder! EU SOU, EU SOU, EU SOU a Vida de Deus expressando Perfeição de todas as maneiras e a cada instante. Isto que Eu invoco para mim mesmo, invoco-o também para todo homem, mulher e criança neste planeta.


- Os ditados acima foram disponibilizados originalmente em inglês para os mensageiros Mark e Elizabeth Clare Prophet - Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R. Simões

 


Voltar