O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

O EU INFERIOR


UMA AULA COM PAULO R. SIMÕES

Como um ser pode ter dois Eus? Um Eu Superior, um eu inferior e ainda por cima, uma alma? Que confusão...! Vamos compreender isso melhor...

Na verdade não são dois eus, mas sim, quatro eus atuando em nossas vidas!

A primeira consciência é a sua amada Presença de Deus, o EU SOU O QUE EU SOU. Ela é Deus individualizado para cada um de nós. É aquela consciência que pode nos suprir de toda e qualquer informação e energia que precisemos, para manifestar sua vontade. É para este EU que dizemos, A VONTADE DE DEUS É BOA, e SEJA FEITA A TUA VONTADE!

A segunda consciência, é a do seu Santo Cristo Pessoal, seu Eu Perfeito, o Anjo da guarda de cada um de nós. Esta é aquela consciência modelo. Aquele que existe para que um dia você possa tomar seu lugar de filho de Deus. Ele é você perfeito, um anjo moldado para lhe guiar, e como tal, seu Mediador entre você e Deus. É para ele que nós dizemos "O meu Cristo é o Meu Guia e se Manifesta no meu Coração e na Minha Mente!“

A terceira forma de consciência atuando em nós, é a alma vivendo no maya da ilusão de sua encarnação. É aquela parte em nós que tem livre arbítrio. É a sua consciência, a parte de nós que se nada mais existisse, e estivesse no escuro total, e sem nenhuma das outras consciências se manifestando, diria para si mesma... “onde estou? Devo estar em algum lugar, pois sei que existo!” 

O quarto eu é a anticonsciência atuante em nossas vidas, é o seu eu imperfeito, o eu inferior, aquele que é conhecido como o morador do umbral ou anticristo pessoal.

Um ser criado a partir das energias mal qualificadas por você mesmo. Deus criou o Cristo para nos guiar. Nós, em nossa capacidade de cocriar, criamos este ser inferior que tem como objetivo iludir a terceira consciência, a alma, e dominá-la para que continue mal qualificando as energias que a primeira consciência, o EU SOU O QUE EU SOU, a Arvore da Vida, constantemente lhe provê. Este eu inferior se alimenta dos nossos erros, assim, se agirmos dentro da vontade divina, acabamos por matar este eu indesejado.

. O PRIMEIRO eu é o grande EU ou grande Ego.

. O SEGUNDO eu é o Eu Verdadeiro, projetado pelo grande Ego, para ajudar O TERCEIRO eu, o pequeno ego, a desenvolver-se, buscando unificar-se ao grande Eu.

O QUARTO eu é o falso ego, e precisa ser exterminado, e isso só é possível recuperando toda a energia má qualificada que o criou. Transformando esta energia mal qualificada em energia leve, pura e aceitável aos olhos do grande Ego.

Como fazer para evitar entrar em conflito com o Eu Inferior das pessoas... e isso inclui sua própria família.

Todas as pessoas têm um eu inferior mais ou menos atuante.

Todas as vezes que agimos em desarmonia, má vontade, agressividade, entre outras formas negativas de expressão, o nosso eu inferior está reinando em nossa vida.

Quando um familiar ou amigo seu estiver lhe tratando mal, experimente mudar tua reação. Lembre-se do ensinamento dos Mestres Ascensos que diz:

Não Importa o que acontece com você, mas sim como você reage ao que lhe acontece.

Assim, se um irmão, chega até você tomado por desarmonia, seja contra você ou contra outros, faça uma experiência. Peça a ele que volte quando estiver em paz ou, diga que está ocupado e precisa sair, mas evite trocar energia com ele, seja falando ou ouvindo.

Eu tenho um amigo que costuma beber de vez em quando. E quando isto acontece, ele se torna negativo e até um pouco violento, além de chato, como toda pessoa alcoolizada sempre fica.

Ele não é daqueles que cai de tanto beber, mas ele se transforma completamente. Não é mais o cara legal e gentil que todos gostam muito. Ele se torna insuportável.

Muitas vezes eu entrava em conflito com ele e falava as verdades que ele precisava ouvir, mesmo ele estando tomado por seu eu inferior, mas era perda de tempo e energia, pois tudo o que eu dizia a ele, entrava por um ouvido e saia pelo outro.

Agora, quando eu vejo que ele está manifestando seu eu inferior, eu saio de perto e, depois, quando eu o encontro são e consciente, então eu aproveito e falo as verdades que ele tanto precisa ouvir. Vocês não imaginam como está dando certo...

Vejo muitas pessoas perderem tempo discutindo com familiares na hora em que não são eles no comando de seus corpos, mas sim, o eu inferior. E isso não acontece só quando estão bebendo ou se drogando. Nervosismo, ódio, impaciência, ansiedade descontrolada, são formas de eu inferior mandando na alma e nos quatro corpos inferiores...

O eu inferior é aquele ser interior, criado através de todas as energias que mal qualificamos, desde a primeira vez em que nascemos, que encarnamos nesta Terra.

Ele é o anti eu, o falso eu, o eu sintético, a antítese do Eu Verdadeiro; o ego autogerado, criado através do uso incorreto do nosso próprio livre arbítrio. Ele é formado pela mente carnal e por uma constelação de energias mal qualificadas, um ser criado pelo foco e magnetismo astral constante.

Ele também é conhecido como “morador do umbral”, um ser que contém a causa, o efeito, o registro e a memória, do carma negativo de cada ser humano.

Deus criou um anjo para nos guiar. Ele foi feito à nossa imagem perfeita, a imagem que está na mente de Deus, que aguarda nosso retorno. E este anjo nos respeita e protege, nos guia e ilumina, sempre respeitando nosso livre arbítrio..

O eu inferior foi criado por nós. Ele surgiu a partir das energias que recebemos de Deus, e mal qualificamos em atos e sentimentos errados e sem luz. E por serem energias pesadas, não podem retornar ao Pai, acumulando-se ao nosso redor, em nossa aura.

Mas este ser inferior precisa ser vencido e anulado. E isto só ocorre quando decidimos qualificar bem as nossas energias e pararmos de alimentar este anti ser. 

O eu inferior é dominador da alma e dos quatro corpos inferiores, mas ele só tem poder se o alimentarmos constantemente. Ele se alimenta de energia mal qualificada em brigas, drogas e mal humor. Sentimentos de raiva, vingança e todas as perversões das doze qualidades da mente de Deus.

Quanto mais energia negativa o eu inferior recebe, mais ele tem poder sobre a alma e mais ele consegue separar a alma de seu eu superior.

Mark Prophet lembra-nos em uma de suas palestras, sobre o filme do "Médico e o Monstro. O "Dr Jakyll and Hide". Esta é a história de um médico que em uma hora era bom e prestativo, curando as pessoas, e em outra, era um mostro assassino. Um sucesso de Hollywood. (veja o cartaz do filme na foto acima)

O sujeito que é de lua, você nunca sabe se ele vai te tratar bem, ou mal.

Precisamos ficar atentos para saber se uma pessoa que está falando conosco, está sendo direcionada pelo seu eu inferior, ou se ela está sendo ela mesma. Sempre que uma pessoa está dominada pelo seu eu inferior, temporariamente ou não, você pode fazer a diferença, se buscar contato com o Eu Superior da pessoa, mesmo que esta pessoa não esteja presente ao seu lado.

Ao falarmos com o Eu Superior de alguém, estamos fazendo a ponte para que o Cristo Pessoal dela, possa falar mais alto no coração da pessoa. Isto enfraquece eu inferior dela.

Por outro lado, se falamos mal da pessoa o tempo todo, estamos dando força para que o eu inferior dela fique forte e a pessoa, pior ainda... É comum amigos e familiares se unirem para criticar o parente que tem saído da linha.

Assim que puder diga em voz alta: Amado EU Superior do fulano, ajude-o a acordar, tome conta desta situação. Interceda na vida dele trazendo-o para a paz e a harmonia divina. Amém

... Sendo o morador do umbral um aglomerado de todos nossos defeitos. - É como se juntasse todos nossos momentos de raiva, de luxúria, de gula, preguiça e tudo de ruim? É como se todos os nossos vícios e tendências de existências se juntasse num só ser? Um ser horripilante formado de nossos defeitos? Podemos ver este ser inferior?

Sim, podemos excluir o eu inferior. Este é todo o significado da senda iniciática; quando a cada dia eliminamos um mau hábito, uma atitude indelicada e ao mesmo tempo vamos trabalhando as virtudes, procurando o auto aperfeiçoamento.

O eu inferior não pode ser vencido de uma só vez, mas pode ser diminuído, dia a dia. Como se estivéssemos quebrando pedaços dele e preenchendo esse vazio com qualidades divinas.

Linha após linha, defeito após defeito, devem ser repostos por qualidades e boas intenções diárias, novos e bons hábitos adquiridos com boa vontade e dedicação. Só se consegue isso buscando ser um "Ser de Boa Vontade", que a bíblia tanto nos ensina. "Servindo ao próximo!" "Buscando ser amoroso e gentil com as pessoas, sempre."

Um verdadeiro chela dos mestres, aquele que almeja se iluminar, deve buscar ser: 

"Hoje melhor do que ontem..., e amanhã, melhor do que hoje..."

O eu inferior é um conglomerado do mau uso da energia que recebemos de Deus. Energia que recebemos para criar aqui no plano da matéria, a perfeição do plano divino que Deus tem para cada um de nós.

Com orgulho, egocentrismo, ressentimento, entre outras energias corrompidas..., criamos um ser realmente horripilante. Os mestres podem ver nosso eu inferior e dizem que é horrível...

Mas porque algumas pessoas desejam ver o eu inferior? Isso é muito ruim!

Lembre-se que para onde você dirige a sua atenção, lá você está, e para lá, vai a sua energia. Devemos olhar para o alto e magnetizar a luz do eu real que dissolve a escuridão. O eu inferior é um ser criado por nós e somente nós podemos descriá-lo. Mas não conseguimos isso interagindo com ele.

Como inferiores a Deus, em energia, ao olharmos para Deus, recebemos energia d'Ele. Quando olhamos para o eu inferior, nosso ou o de outras pessoas, nossa energia é sugada por este ser, sem luz...

Se reconhecemos que não gostamos da nossa má criação, e que somos incapacidade de criar a perfeição absoluta, o que fazemos? Entrega-mo-nos, a nós e as nossas más criações à Deus!

Este é o filho que deve ser sacrificado no altar do Fogo Sagrado.

Podemos dizer ao Pai:

Senhor, você me deu livre arbítrio e a tua sagrada energia para criar. Eis aqui o resultado imperfeito da minha criação, mas é o melhor que eu pude fazer; eu te ofereço com todo o meu amor e te peço que este ser seja queimado
e trasmutado no Fogo Sagrado, para que a energia seja purificada.

Pai, eu devolvo também o livre arbítrio que me deste. Por favor, permita que a partir de hoje eu saiba agir de acordo com a Tua Santa Vontade.

Dá-me sabedoria e a força necessária para transcender este mundo imperfeito. Quero unir-me ao meu eu real e perfeito, aquele modelo de perfeição que me deste, para ser a manifestação da tua luz aqui na Terra!

Amém

 ... O EU INFERIOR DOS OUTROS...

É muito comum nos encantarmos com o Eu Superior de um novo amigo ou de um novo amor. Nada mais enxergamos..., só o lado bom e positivo da nova pessoa que se apresenta em nossas vidas...

Isso acontece porque as pessoas controlam seu eu inferior, quando estão querendo conquistar uma nova amizade, um novo amor... Vemos assim, que podemos controlar este morador do umbral em nossas vidas, mas desleixamos quando achamos que estamos no controle da nova amizade, confiantes de que nosso eu positivo é o suficiente para manter a nova relação...

Mas o tempo passa..., e um dia... Bum... o eu inferior do novo amigo surge a tona! Nossa, dizemos... - Nunca tinha visto este seu lado!.... ou... Ele se mostrou! Mostrou sua verdadeira cara!

Na verdade, como já foi dito neste estudo, todos nós temos um eu inferior, mais ou menos atuante em nossas vidas... Obviamente, e graças a Deus, muitos são os filhos da luz que mantém o eu inferior em controle.

O que acontece quando vemos o eu inferior do outro, e não gostamos do que vemos, é que esquecemos o eu superior que um dia vimos na pessoa. Dai em diante, o relacionamento passa a ser apenas com o eu inferior, e isso acaba em uma guerra sem fim...

Outras vezes, passamos a conviver com o médico e o monstro, alguém que nos agride e pede desculpas e volta a agredir e a pedir desculpas para não nos perder, e isso é cansativo demais!

Sabendo deste ensinamento, podemos tentar descobrir o eu inferior de nossas novas relações, antes de criar laços que não possamos mais desatar...

Lembre-se, a não ser que sua nova amizade seja um iluminado, totalmente dedicado a Deus, ele terá um eu inferior. Todos temos! O que precisamos descobrir é, onde, em qual dos doze níveis de consciência de Deus, este eu inferior está atuando, e, quanto poder ele tem sobre a pessoa!

Neste momento, já estamos partindo para a aula dos Ciclos do Relógio Cósmico. Se você ainda não teve esta aula, assista os quatro vídeos da 1ª aula para compreender melhor o que estou dizendo, confira a aula na página: www.mestreelmorya.com.br/programa_127.htm

O eu inferior de uma pessoa pode ser descoberto analisando em que hora do relógio estava a Lua e o Marte da pessoa, no dia do seu nascimento.

A Lua mostra onde a alma é mais vulnerável e defensiva. Onde o eu inferior é mais forte e dominador sobre a alma. O eu inferior é o anticristo pessoal, o teu pior inimigo, e a casa onde ele estiver atuando, mostra onde está a tua fraqueza. Onde o eu inferior irá atuar para tentar impedir a pessoa de encontrar o seu Sol, (Sua Presença EU SOU), e consecutivamente, a evolução e a liberdade da alma.

Muitos de nós já pisamos sobre a nossa lua, somos dominadores das forças negativas em nosso ser.

Lembre-se que é tão importante buscar conhecer onde atua o eu inferior de uma pessoa intima sua, como o teu próprio eu inferior.

Marte, mostra como a pessoa luta, como ela briga... lembre-se de que se a pessoa tem um eu inferior atuante, ela, em caso de brigas, o fará utilizando os meios da hora onde estiver o seu Marte...

Parece confuso, não é mesmo? Mas não é tanto assim... Falaremos mais sobre este assunto em um próximo e-mail.

 


AS DOZE PERVERSÕES DA MENTE DE DEUS NAS 12 HORAS DO RELÓGIO CÓSMICO

Sempre que as pessoas perto de nós estão manifestando estas energias, precisamos sair de perto delas. Não devemos trocar energias com o eu inferior dos outros, pois isto só dá forças a este vampiro, sugador de energias.

Este ser deseja apenas acordar o seu equivalente na outra pessoa, para que os dois possam sugar e sugar a energia divina que a alma recebe de Deus.

Quando sentimos que a energia negativa está nos dominando, devemos avisar as pessoas: - Amigo, aviso que estou de mau humor hoje, peço que fique longe de mim agora. Quando eu estiver bem, te aviso...

Porque sabemos que às vezes é difícil deixar um mau humor que toma conta de nós e que nos deixa agressivos com aqueles que cruzam o nosso caminho... precisamos dominar a fera, antes que ela nos coloque em maus lençóis...

12 horas – As perversões do chakra da Coroa, 2º raio: critica, condenação, julgamento, bruxaria, magia negra, orgulho, auto centralização, razão humana, falta de compreensão, uso imprudente e desordenado da energia, estupidez, letargia, ignorância, falta de discernimento e desonestidade mental.

01 hora – As perversões do chakra da Alma, 7º raio: ódio, antipatia, solidão, feitiçaria, servidão, escravidão, injustiça, intolerância, dureza de coração, crueldade, libertinismo, desorganização, falta de coragem, inconstância, oração de mal intento, falta de conhecimento, mau uso da ciência sagrada, perversão e má interpretação das escrituras e da lei da verdade, intransigência e palavras dos maus espíritos.

02 horas – As perversões do chakra do Plexo Solar, 6º raio: dúvidas, medos, questionamento humano e lembranças de memórias astrais. Turbulência emocional, desejos de guerra, existência de ego centrado, desintegração da família e da sociedade, desequilíbrios individuais e sociais.

03 horas - As perversões do chakra do Coração, 3º raio: vaidade, falsidade, arrogância e ego, amor humano, vaidade, feiúra, desconforto, negligência, sensualidade, magnetismo animal, auto piedade, simpatia humana, desunião, desintegração, decadência.

04 horas – As perversões do chakra da 3ª Visão, 5º raio: teimosia, desobediência e desafio à lei e à vontade divina, erro, insuficiência, falta, morte, doença, ausência de virtudes e de coisas espirituais, necessidades.

05 horas – As perversões do chakra da Garganta, 1º raio: inveja, cobiça, ciúme e ignorância da lei e da vontade divina, imperfeição, vontade humana, destruição, dúvida, desobediência, rebeldia a Deus e sua lei, manipulação psíquica, magia negra, submissão, desorganização nos negócios e na economia, ausência de luz e energia.

06 horas – As perversões do chakra Base, 4º raio: indecisão, desarmonia, caos, confusão, paixões e desejos errados, instabilidade emocional e todos os abusos do fogo sagrado, auto piedade e auto justificação, impureza, imperfeição, falta de auto controle, imoralidade, morte, desesperança, espirais negativas, luxuria, separatividade, falta de lei, anarquia, caos, ausência de interação entre espírito e matéria, distorção dos desígnios divinos.

07 horas – As perversões do chakra da Alma, 7º raio: ingratidão, negligência, ignorância da alma, irreflexão e cegueira espiritual, servidão, escravidão, injustiça, intolerância, dureza de coração, crueldade, libertinismo, desorganização, falta de coragem, inconstância, oração de mal intento, falta de conhecimento, mau uso da ciência sagrada, perversão e má interpretação das escrituras e da lei da verdade, intransigência, palavras dos maus espíritos.

08 horas – As perversões do chakra do Plexo Solar, 6º raio: raiva, inimizade, injustiça, frustração e ansiedade, turbulência emocional, desejos de guerra, existência de ego centrado, desintegração da família e da sociedade, desequilíbrios individuais e sociais.

09 horas – As perversões do chakra do Coração, 3º raio: desonestidade, intriga infidelidade, orgulho e traição, amor humano, vaidade, feiura, desconforto, negligência, sensualidade, magnetismo animal, auto piedade, simpatia humana, desunião, desintegração, decadência.

10 horas – As perversões do chakra da 3ª Visão, 5º raio: egoísmo, idolatria, ambição, paixão, egocentrismo, narcisismo, presunção, gula e luxúria. Erro, insuficiência, falta, morte, doença, ausência de virtudes e de coisas espirituais, necessidades.

11 horas – As perversões do chakra da Garganta, 1º raio: ressentimento, vingança e retaliação, imperfeição, vontade humana, destruição, dúvida, desobediência, rebeldia à Deus e sua lei, manipulação psíquica, magia negra, submissão, desorganização nos negócios e na economia das nações, ausência de luz e energia.

Vitória Sempre na Luz de Deus!
Paulo R. Simões

 


 

 

O EU INFERIOR - UMA AULA COM ELIZABETH CLARE PROPHET

Nós temos falado em várias ocasiões da força anti-Buda no mundo, o anti-Buda sendo o que é anti-americano (continente americano norte/centro/sul), anti-Raça EU SOU; por exemplo: o comunismo mundial e a manipulação de nosso sistema educacional, tornando-se uma força de humanismo conduzida contra o Cristo da criança interior.

Também falamos sobre o que se move contra o Buda, como a cultura da droga e a música rock, o que destruiria o caminho do Buda, em outras palavras, a falsa hierarquia e os falsos gurus e seu respectivo modus operandi (deseducando as crianças de Deus. A meta dos caídos é ensinar tudo aquilo que distancia a alma de Deus).

A traição da luz do Filho de Deus pelo não-ser (o eu inferior), em cada um de nós, é um link (uma conexão) para esta força planetária de anti-Buda (a falsa hierarquia que liga desde o mais profundo ser do mal, até cada um dos “eu inferiores” de cada ser humano, todos obedecem cegamente o poder da hierarquia maligna).

Ele pode ser visto no cinturão eletrônico (no nível de chakra da alma) manifestando-se como um centro de sol, literalmente um vórtice negro de escuridão engolindo a luz da alma, à medida que gira em um contra movimento à rotação do Grande Corpo Causal.

A não ser que ele seja preso e expulso pelo fiat de Deus Todo-Poderoso, este morador do umbral não vai parar sua ação para a escravidão da alma.

(Assim como o eu inferior é escravo da hierarquia inferior, ele quer subjugar a alma para servir a mesma falsa hierarquia. Os mestres ensinam que a alma deve obedecer a hierarquia superior, por vontade própria, e por amor à vida, e que a obediência à hierarquia maligna, é conquistada pelo medo, pela opressão e pela mentira).

Agora, o amado Jesus nos deu um novo e maravilhoso decreto para este fim, para a amarração e a expulsão do morador no umbral, desta força anti-Buda em todas as suas ramificações.

Jesus explicou-me que, quando fazemos o chamado do julgamento (decreto 20.07) “Eles Não Passarão!”, e estamos nomeando os opressores do povo de Deus, estamos nos concentrando na consciência autoconsciente do indivíduo em seus motivos e ações para manipular a vida contra os propósitos da Divindade.

Mas quando fazemos o decreto para atar e expulsar o morador do umbral, estamos indo no núcleo da criação humana, que está em oposição ao Divino. Estamos chegando no núcleo do anti-Deus, ou o anti-Ser, e exigindo que seja preso.

Este decreto do morador do umbral (decreto 20.09) "Eu expulso os Morador do Umbral!" É um passo acima a partir do primeiro chamado de julgamento ditado pelo amado Jesus (decreto 20.07).

Este último (decreto 20.09) envolve o julgamento de palavras e atos, o julgamento das ações, passo a passo. Ele pode trazer o julgamento do retorno carmico para o indivíduo para um único ato, para uma única encarnação, para um único momento, considerando que o decreto sobre o morador do umbral é para a amarração e expulsão de todo o conglomerado da mente carnal em espiral no centro do cinturão eletrônico. É a semente original do mal na sua concepção, que cresceu até a hora presente, do ponto de seu início a qualquer momento há milhões de anos, centenas de milhares de anos, há cinco anos atrás.

O morador do umbral é o ponto focal da consciência por trás da criação humana, a mente por trás da manifestação (uma mente mortal criada pelo ser humano). Este termo (morador do umbral) foi adotado pela Irmandade (A Grande Fraternidade Branca) porque transmite o significado de que ele se situa no limiar da autoconsciência, onde os elementos do subconsciente cruzam a linha do inconsciente para o mundo consciente do indivíduo, e “o desconhecido”, o “não-eu” (o anti Eu, ou anti Cristo pessoal) torna-se “o conhecido”.

Uma vez que veio à tona, o morador entrou no reino da vontade consciente, onde, através da tomada de decisão, pelas faculdades da mente e do coração, a alma pode optar por "animar" ou, matar os componentes desta antítese do seu verdadeiro EU.

Elizabeth Clare Prophet

--------------------

DECRETO DA  - EU EXPULSO O MORADOR DO UMBRAL ! -

Em nome do EU SOU O QUE EU SOU, Elohim; Saint Germain, Pórtia, Guru Ma, Lanelo; Padma Sambhava, Kuan Yin e os cinco budas Dhyani.

Em nome do EU SOU O QUE EU SOU Sanat Kumara, Gautama Buda, Senhor Maitreya e Jesus Cristo; OM Vairochana, Akshobhya, Ratnasambhava, Amitabha, Amoghasiddhi, Vajrasattva, OMMMMM...

*Eu expulso o morador do umbral do meu templo e do templo de.... !

Em nome do meu Santo Cristo Pessoal, da minha amada e Poderosa Presença EU SOU, do Arcanjo Miguel e seu poderoso exército de luz e, em nome de Jesus Cristo, eu desafio o morador do umbral, pessoal e planetário e digo:

Somente o Cristo tem poder sobre mim! Minha alma reflete o rosto da minha Presença EU SOU! Eu estou livre dos insultos, acusações e tentações do morador do umbral!

Minha consciência vive no presente, sempre alegre e positiva na mente do Cristo, no Senhor Deus! Minha alma é a noiva do Espírito Santo!

Eu sou aceito pelo Senhor. O poder de destruição do meu eu inferior é anulado agora, pelo poder do Espírito Santo! Por isso eu afirmo: Arcanjo Miguel, prenda o morador do umbral! O dia deste ser inferior e corrompido está terminado! Este templo só pode ser habitado pelo Espírito Santo!

Em nome do EU SOU O QUE EU SOU, prendam o morador do umbral, o tentador da minha alma! Que ele seja amarrado agora! Este ponto de orgulho da queda original dos caídos já está na chama sagrada, onde toda a irrealidade é consumida!

Todo o espaço do meu ser está livre desta forma destrutiva! Meu templo está livre do controle deste caído. A luz dos meus chakras está livre de roubos e abusos deste morador do umbral.

Agora, a luz da chama do meu coração e da minha Presença EU SOU, é bem qualificada, servindo apenas e somente à realização do meu plano divino!

Que a serpente e sua semente e todos os implantes das forças sinistras sejam atados e levados ao fogo sagrado, agora, pois EU SOU O QUE EU SOU!

EU SOU o filho de Deus, neste dia eu ocupo este templo total e inteiramente, até a vinda do Senhor, até o novo dia, até que tudo seja cumprido e, até que esta geração da descendência da serpente termine completamente!

QUEIME ATRAVÉS! QUEIME ATRAVÉS! QUEIME ATRAVÉS! Oh Verbo do Deus Vivo! Pelo poder de Brahma, Vishnu e Shiva, em nome Brahman:

EU SOU O QUE EU SOU, levanto-me e expulso o morador do umbral!

Que o morador do umbral pessoal e planetário seja preso pelo poder dos exércitos do Senhor e seja remetido para a chama do fogo sagrado de Alpha e Ômega, e que ele seja impedido de tentar os inocentes e as crianças em Cristo!

QUEIME ATRAVÉS, pelo poder dos Elohim!
QUEIME ATRAVÉS, pelo poder dos Elohim!
QUEIME ATRAVÉS, pelo poder dos Elohim!

Elohim de Deus, Elohim do Deus, Elohim do Deus, desçam agora em resposta ao meu chamado! Assim como o mandato do Senhor, que diz: “Embaixo como no Alto”, ocupem agora!

Prendam o eu inferior! Prendam o eu sintético! Prendam o caído! Que este caído seja retirado daqui agora! Pois a minha vida está livre de qualquer remanescência ou resíduo deste ser inferior!

Eis que, em nome de Jesus Cristo, EU SOU vitorioso sobre a morte e o inferno! (2x)

Eis que, o EU SOU O QUE EU SOU, em mim, em nome de Jesus Cristo, é, aqui e agora, o vencedor sobre a morte e o inferno!

Está feito, está selado, está terminado! (3x)
Amém!

*Nomeie pessoas para quem você esteja decretando.... ou, alguém muito difícil com quem você tenha que ter uma conversa...

Tradução do decreto 20.09 do livro de decretos da escola The Summit Lighthouse 
Decreto ditado pelo mestre Jesus ao mensageiro Mark Prophet  -
O texto deste decreto foi traduzido, editado e compilado por Paulo R. Simões

-------------------

 

Eu me lembro quando em nosso caminho para casa (Elizabeth e Mark Prophet), vindo de Ghana, em 1972, paramos na Escócia. Nós pegamos um trem para o norte da Escócia e fomos para o Lago Ness.

O Lago Ness é um corpo de água muito profundo, o habitat do lendário monstro do Lago Ness. O monstro do Lago Ness é, supostamente, um remanescente de algum tipo pré-histórico de besta da água ou "leviatã", como é mencionado na Bíblia.

Supostamente, ele se parece como um dinossauro marinho gigante que nada por lá. Este Nessie, como eles chamam, é supostamente uma fêmea.

E assim, as pessoas vêm de todo o mundo para observar o monstro do Lago Ness. Eu me lembro como nós dirigimos voltas e voltas ao redor do lago, procurando o monstro do Lago Ness, rsrsrs (risos), a ideia é que você pode ver a cabeça do monstro saindo para fora da água...

Bem, Mark disse que ele viu, rsrsrs, eu não vi isso... Eu perdi, rsrsrs... Mas, no entanto, existem livros impressos com imagens que as pessoas supostamente tiraram de Nessie. Isso remonta várias centenas de anos, quando as pessoas procuravam o monstro do Lago Ness.

É claro, o lago é muito parado, é um grande corpo de água interior. E assim, vê-lo, pode significar vendo apenas um pouco, um pedaço de sua cauda ou uma lasca de sua cabeça, ou um pedaço de suas costas.

Mas essa massa de água, ou qualquer corpo de água, representa o corpo emocional, sendo a sua superfície, a linha feita entre o consciente e o subconsciente. Tudo o que está abaixo da superfície, está abaixo da superfície de nossa consciência.

Podemos obter murmúrios e sondagens de que ele está lá (o eu inferior/ morador do umbral), mas até que ele finalmente emerja e se manifeste de alguma forma, nós não necessariamente sabemos definir o morador do umbral, porque, de alguma forma, as marcas de identificação estão faltando.

Está bem ali, pronto para entrar pela porta da consciência, mas neste limiar, na linha que separa os planos de consciência, a ação guardiã da Mente Cristã, os santos anjos, e o livre arbítrio, manter-se-ão (em guarda) para evitar que o morador do umbral efetivamente venha à tona, para mover-se em ação em nosso mundo (consciente.).

Agora, há indivíduos, é claro, que não montam guarda, e, portanto, tornam-se repentinamente e ferozmente o instrumento de um "monstro do mar" (mar emocional), que está fora de controle. E assim, você vê, as pessoas se tornam mais psicologicamente perturbadas e têm divisões nos quatro corpos inferiores, mais e mais, eles manifestam aberrações pelo qual o morador possa obter acesso ao seu mundo através da alavanca da mente consciente.

Eles podem ser esquizofrênicos, eles podem estar sujeitos a ouvir vozes e a realizar qualquer coisa entre a desordem até ações ridículas que se repetem durante todo o dia, tudo isso sendo o superfície do morador, zombando e insultando a alma, no que então se torna um comportamento compulsivo, como dependências de drogas, álcool, açúcar, etc..., ou, até mesmo a possessão demoníaca, exacerbando crime, abusos de crianças, e toda forma de vícios.

Uma vez no controle da mente consciente, o morador do umbral toma conta de toda a casa (corpo do ser humano), atraindo desencarnados e demônios que trazem morte e destruição de muitas pessoas inocentes, antes de a vítima, ser ele mesmo, um instrumento da força sinistra, a sucumbir...

Supostamente, em nossa sociedade, a diferença entre alguém que é são e consciente e alguém que é louco e desequilibrado, seria o controle ou, o não controle, daquele monstro do Lago Ness, aquele morador do umbral que habita nos sub níveis do corpo emocional.

Aquela pessoa que toma a decisão consciente de impedir que a mente carnal (a mente do eu inferior) ventile-se nos altos e baixos da vida, é sã, porque ele, e não a besta, está no comando de sua vida.

Elizabeth Clare Prophet

---------------

Muitas pessoas estão inteiramente dominadas pela mente carnal e ao mesmo tempo extremamente conscientes, ou pelo menos aparentam ser. Quando você começa a conhecê-las, você não acha que elas são bastante sãos, mas eles conseguem trabalhar nos bancos e nas grandes empresas e em todos os tipos de empresas corporativas neste planeta, e o planeta consegue sobreviver, nós sobrevivemos. E às vezes nos perguntamos, por que e como tudo isso funciona.

Bem, chega um momento na vida do indivíduo que entra em contato com a senda, com os Mestres ou com os seus representantes, quando ele fica cara-a-cara com Cristo e (ao mesmo tempo) com o anti-Cristo, com o Cristo na pessoa do homem de Deus (que ele contatou) e com o anti-Cristo, no morador do umbral pessoal, no limiar, dentro de si mesmo; e ele pode ver ambos, face-a-face.

Agora, isso não costuma acontecer no mesmo dia do encontro com a Grande Fraternidade Branca, mas aos poucos, isso acontece...

E às vezes, as pessoas conseguem seguir os mestres e a Senda, e os ensinamentos, por muitos anos, sem experimentar este confronto...

Ou, eles evitam-no, ou, eles tentam evitar a aparência de ter tido o confronto, mas, finalmente, quando os Mestres determinam que é chegada a hora desta decisão, eles vão forçar o confronto, e forçar seus chelas (alunos que seguem e obedecem ao mestre) a fazer uma escolha entre o Cristo Pessoal e o morador do umbral...

Isso pode ocorrer em qualquer momento no Caminho. As pessoas percebem isso, e então elas evitam qualquer contato com a Grande Fraternidade Branca, ou seus agentes. Eles até mesmo pegam em armas contra eles, pensando em frustrar a Lei e o Dia inevitável do Juízo Final.

Isto foi assim no caso de Saulo na estrada de Damasco. Neste caso, foi o Mestre Jesus quem forçou o encontro e cegou Saulo no processo alquímico da Luz, confundindo a escuridão. Jesus fez Saul escolher entre o seu morador do umbral, o anti-Cristo ou anti-Eu, que perseguia os cristãos, e seu Ser Real, personificado e representado no Mestre Ascensionado Jesus Cristo.

Quando ele escolheu o seu SENHOR, ele escolheu o caminho do discipulado, conduzindo-o a Cristicidade individual. E o Mestre amarrou seu morador do umbral até que ele mesmo deveria matá-lo, "no último dia" de seu carma.

Dotado com o poder de Cristo em seu Guru Jesus, Saulo, agora chamado Paulo (tendo colocado para fora o velho homem e revestindo-se do novo), saiu para dar testemunho da verdade que o tinha libertado de seu próprio momentum de criação humana, e da mente humana que o criou - o morador do umbral. (Atos 7: 58-60; 8: 1-3; 9: 1-31; 13-28)

A partir de seu confronto pessoal e conversão, pelo Senhor, Paulo, mais tarde, foi capaz de dizer aos romanos, com a convicção de quem só vem com a experiência: "... A inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porque o inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser."(Romanos 8: 6, 7)

Agora, eu sei que existem pessoas que tem estudado os ensinamentos dos mestres por anos a quem eu nunca conheci, leitores fiéis das Pérolas da Sabedoria (periódicos semanais com os ditados dos mestres) e Guardiões fiéis da Chama que nunca estiveram em uma conferência (quando os mestres davam os ditados), eles podem ou não, já ter tido o confronto.

Algumas dessas pessoas são almas extremamente avançadas e alguns deles não são tão avançados, mas eles são o que você chamaria de estáveis e constantes. E Deus ama seus corações constantes!

O mesmo é verdadeiro para aqueles que se aproximaram da organização (The Summit Lighthouse). Então você descobre que O Caminho de cada indivíduo é um mundo muito original.

Meu serviço à Irmandade é o de Mensageira. Eu não antecipo a intensificação dos raios dos Mestres ou a retenção dos mesmos a um indivíduo. Posso estar plenamente consciente do nível de consciência Cristica de cada um, não que eles tenham necessariamente exteriorizado isso, mas eu sei que está lá, em potencial, e dia após dia, ano após ano, eles estão fazendo progresso lento, mas seguro, vestindo o manto de sua Cristicidade.

Eu posso também estar ciente, se o Espírito Santo quiser revelar isso para mim, do fato de que uma pessoa tem um momentum considerável na criação e manutenção do morador do umbral e, que ele não pode fazer muito para a expulsão do morador, ou para superar esses momentums (negativos), mas em vez disso, pode estar inclinado a seguir o morador, evitando a Mensageira e fazendo um grande círculo, e esquivando-se ao encontro com o Cristo, no Mestre, isso iria forçá-lo a vincular o seu próprio morador, com a ajuda do Guru.

Às vezes eu vou simplesmente olhar em outra direção por anos, enquanto essa pessoa está pensando, talvez, ele esteja realmente se afastando por não entregar esses elementos mais vis para a Mente de Cristo. A razão de eu fazer isso é que não é o minha função antecipar o encontro de sua alma com a do Mestre, que é o seu iniciador, seja ele Saint Germain ou El Morya ou Lanello. (ou outro mestre patrocinador da alma do chela nos ensinamentos da Fraternidade.)

Assim, em matéria de Cristo e morador do umbral, todos nós temos uma oportunidade que nos é dada, na meditação do nosso próprio coração, na paciente comunhão privada de Deus conosco, pouco a pouco, para fazer escolhas sem estar sob a pressão do comando imediato de Josué: "Escolhei hoje a quem quereis servir!" (Josué 24:15).

E assim, podemos passar anos ou mesmo encarnações, exercendo o nosso livre arbítrio, porque a Lei é muito misericordiosa conosco, permitindo-nos descobrir o problema do nosso próprio ser, possibilitando-nos ver claramente que temos algum elemento de criação humana, algum traço de caráter que nós definitivamente não gostamos.

Nós sabemos que não queremos isso, nós rompemos com isso cada vez que o enxergamos, isso reaparece de vez em quando, nós nos livramos novamente. Deus sabe que estamos tentando e não estamos nos enganando, e Ele nos deixa sozinhos. Ele nos permite conquistar (nossa liberdade), Ele nos permite vencer (por nós mesmos).

Então, há a outra situação onde as pessoas vão se esconder de Deus, é quando demora muito, quando o chela adia por muito tempo, e então a Grande Lei diz: "Até aqui, e não mais! Você já se cedeu para a sua criação humana (o eu inferior) por milhares de anos. Você agiu em sua rebelião contra Deus por muitas vidas, e agora basta! A sua decisão e seu decreto nesta situação será a sua verdade"

E o Mestre vai desafiar seu cheia: "Ou você renuncia a sua teimosia e faz uma face-a-face agora (com seu eu inferior), ou você não pode mais ser considerado um chela da Grande Fraternidade Branca".

Esta ação é tomada pela Grande Lei, porque o Mestre tem suportado (segurado) o carma de seu cheia pela duração de certos séculos, e os ciclos de seu patrocínio do chela terminou. Ele não tem escolha, mas obrigar o chela a subir mais alto. Se o chela não responder, o Mestre deve deixá-lo para sua própria sorte, até o dia em que o chela escolha levantar-se, e encarar, e conquistar por si mesmo, e, assim, ganhar o direito de graça do Mestre, mais uma vez.

Se acontece de eu estar envolvida neste confronto (presenciando a luta de um chela em tomar esta decisão), que é, naturalmente, muito difícil para mim, como se pode imaginar, deve ser para servir ao Mestre (porque o mestre me enviou). Faço o que me foi dito (levo o teste para o chela), e eu me esforço em minha alma para ser obediente e ser impessoal de modo que eu sou verdadeiramente uma Mensageira, em vez de professora ou juíza ou testadora, transmitindo somente o que é a vontade do Mestre, da maneira como ele está lidando com o cheia.

Elizabeth Clare Prophet

------------------

Então há, é claro, na estrada do autodomínio, a iniciação que se aproxima ao ponto da crucificação, quando o indivíduo tem uma considerável realização do Cristo, bem como o carma balanceado, e lhe é então, requerido matar aquele morador do umbral, total e completamente.

Jesus não poderia ter estado na cruz, se não tivesse matado o morador do umbral. De fato, a sua ilustração de matar o morador do umbral, foi o seu confronto no deserto com Satanás, três anos antes da crucificação. (Mateus 4: 1-11.)

E esse foi o morador do umbral planetário: o próprio Satanás, a personificação e sinal do morador do umbral pessoal de todos os humanos.

(Aqui temos algo bem interessante a comentar..., vejam que quem apareceu para Jesus no deserto, não foi Lúcifer, mas sim Satanas... E por que Lúcifer mandou seu subordinado lidar com o Cristo? Por que ele próprio não foi desafiar o representante do filho de Deus pessoalmente? Por puro orgulho, pois Lúcifer se contra põe ao EU SOU O QUE EU SOU, que está acima do Cristo em hierarquia, assim sendo, Satanás, que é o seguinte nesta hierarquia das profundezas do astral, era o opositor ao Cristo, aquele que está abaixo do EU SOU O QUE EU SOU na hierarquia! Muito interessante isso, pois, como ensinam os mestres, para todo mestre há um anti mestre!)

Mais tarde, o filho de Deus lidou com o morador planetário novamente em seu confronto com os vigilantes e os nephilim, os sumos sacerdotes e os fariseus, os anciãos do povo e os poderes de Roma. Isso só foi possível porque ele já havia matado o morador pessoal. É por isso que ele disse: "O príncipe deste mundo já veio e nada encontrou em mim." (João 14:30)

Assim, vejam, que o momentum planetário do morador do umbral, ou seja, o coletivo indefinido inconsciente de todas as evoluções do planeta, pode e, se move, contra o indivíduo que ainda não matou sua mente carnal pessoal.

O que isto significa, é o óbvio, que a maioria das pessoas estão sob a influência da consciência coletiva diária. E quanto mais eles conquistarem as artimanhas do seu próprio anti eu, menos influenciados eles serão pelos altos e baixos da turbulência mundial.

No entanto, o momentum planetário (negativo) vai se conectar e ativar o anti-Cristo pessoal de cada individuo, para pegar desprevenido mesmo as almas mais próximas de sua vitória sobre a besta.

Naquele momento, o indivíduo deve matar não só a mente carnal pessoal, mas assim fazendo, fazer voltar para atrás esse momentum planetário e superar o mentiroso original (Lúcifer), bem como a mentira que o originador do mal tem propagado em sua semente.

Agora, você pode, dia a dia, resistir às tentações de sua mente carnal (seu eu inferior) e do morador do umbral planetário, mas você pode não ter completamente matado o representante pessoal do Maligno. Assim, há um momento de vencer em cada ocasião de superação, e, em seguida, há o momento de vencer (completamente), porque finalmente, toda a besta foi morta.

Bem, chega um momento em que os indivíduos no Caminho (da ascensão) tiveram a plenitude do Ensino, a Luz, os Mestres, e o amor da comunidade. E essa plenitude não é medida por anos, mas com a evolução do ser (nível de consciência). Pode ser um ano, isso pode levar três anos, pode ser 20 anos, pode ser muitas encarnações.

Mas chega um momento em que o indivíduo tem plena consciência do Cristo nos Mestres, na Mensageira, plena consciência do que é a escuridão, e o que é a mente carnal... E ele deve vir para o ponto de decisão a favor ou contra a sua Poderosa Presença EU SOU, a favor ou contra a Irmandade, a favor ou contra a falsa hierarquia.

Isto é conhecido como o Y.

O Y no Caminho é o ponto de início onde realmente (a alma) se torna um com o Cristo ou com o Anticristo.

Uma pessoa pode se recusar a entregar o morador do umbral, a prende-lo, a matá-lo e enviá-lo para julgamento, antes que a alma deva dar contas para o Conselho Cármico, na conclusão desta vida.

Jesus ensinou esta Lei do Carma para Paulo, que escreveu sobre ela a Timóteo: Os pecados de alguns homens são manifestos, precedendo o juízo; e em alguns manifestam-se depois. (1 Timóteo 5:24)

Em vez de entregá-lo no Y (do caminho), o iniciado pode, em vez disso, adotar o morador do umbral. Em vez de comer a carne e beber o sangue do Filho de Deus, assimilando a Luz de Alpha e Ômega no Corpo de Cristo, ele literalmente bebe do cálice da blasfêmia dos anjos caídos e come em sua mesa a infâmia de sua anti-Palavra (de Deus).

Ao tomar o caminho errado, o iniciado, na verdade, veste, personifica, identifica-se com, e está agora tornando-se, o morador do umbral encarnado. A alma e o câncer da mente carnal, têm crescido juntos, e já não são separáveis.

Tal indivíduo estaria então, no caminho da esquerda. Sua vontade é suprema, e não, a Vontade de Deus. Um adepto no caminho da esquerda, é chamado então de mago negro.

Agora, esses eventos podem acontecer muito rapidamente, mesmo durante a noite. A oportunidade de servir ao Mestre, durante o qual um indivíduo anda no caminho do discipulado, na graça, atuando como um seguidor de Cristo, ainda desfrutando da proteção e patrocínio da Irmandade (Grande Fraternidade Branca), continua direito (no caminho) até a hora da decisão (da escolha entre o certo e o errado, entre o Filho e o anti filho, entre o céu e o inferno, entre Deus e o diabo).

Um dia, vemos o chela como parte da comunidade e na graça dos Mestres, desfrutando da escola de mistérios do Senhor Maitreya e da oportunidade de equilibrar através do serviço, ações e decisões corretas, o carma suportado pelo Guru durante seu (período de) aprendizado.

Mas em seguida, o dia da decisão está sobre ele. O indivíduo pode ser confrontado, em qualquer nível de seu ser. E ele pode, naquele momento, decidir que ele não vai ceder ao seu Senhor e Mestre. Ele não vai dobrar o joelho, ele não vai confessar a supremacia de seu Santo Cristo Pessoal em sua vida. Em vez disso, ele se considera, - a sua não transmutada, vontade própria - como sendo aquele Cristo.

Confundindo o eu inferior pelo Eu Superior, através de sua própria cegueira espiritual de auto-criado, ele entroniza o morador do umbral no lugar de seu Santo Cristo Pessoal. Sua personalidade, sua psique, seu fluxo de consciência, tudo flui para o não-eu.

Em vez de dizer: "Eu e o Pai somos um" (João 10:30), ele declara: "Eu e o meu ego somos um", e assim é. Eis o homem mecânico!

Assistam o filme "O Homem Que Seria Rei" de Rudyard Kipling, que cumpre o seu destino no abismo do plano astral. Embora ele pense que está no controle, o não-ser resulta na não-existência.

Agora, vejam que isso está acontecendo no planeta Terra todos os dias para as pessoas que escolheram encarnar a força do anti-Buda. Estas são iniciações avançadas, mas então, o planeta Terra é anfitrião de almas muito antigas cuja hora chegou.

Como disse Jesus aos principais sacerdotes, os anciãos e capitães do templo, que poderiam ter escolhido o Cristo, mas, ao assassiná-lo, solidificaram a sua posição com Satanás e fizeram toda a sua casa a casa de Satanás: "Esta é a sua hora" para escolher ser ou não ser na consciência de Cristo "e do poder das trevas", isto é, o poder das trevas do seu próprio morador do umbral e de seu carma.

"Agora, eu, o Enviado, cobro-lhe para atar e expulsar essa mente carnal, que é inimizade contra Deus, se você quiser morar para sempre com o Pai e o Filho." (Apocalipse 2: 9; 3: 9; Lucas 22 : 53)

A encarnação da Palavra de Jesus obrigou o confronto, a escolha, e o julgamento desses antigos que conheciam muito bem em todos os níveis da sua consciência de quem Jesus era e quem eles eram. E na hora que eles fizeram a sua escolha. Foi um teste justo, e eles falharam nisso.

Da mesma forma, o seu Santo Cristo Pessoal irá forçar o confronto, a escolha, e o julgamento não só dos mais escuros (caídos), mas de sua própria alma também. Vamos, portanto, julgar segundo a reta justiça.

Pois sabemos, amados, que com a medida que medimos justiça a um outro, deve ser a medida vinda do alto sobre nossas próprias cabeças. A lei deve recompensar a cada um, misericórdia por misericórdia.

Elizabeth Clare Prophet

----------------------------

É muito pesado para os nossos corações, ver alguém rejeitar (e trocar) Realidade por irrealidade. Mas isso não é novo para nós. Temos observado ao longo dos anos, traidores da Luz, em todos os setores da vida, se transformarem no mais escuro da escuridão, da noite para o dia, e se tornarem arqui-enganadores de corações inocentes.

Essas pessoas, portanto, tornaram-se no seu morador do umbral. Eles já nem sequer fingem seguir os verdadeiros ensinamentos de Cristo, ensinados pela Fraternidade. Eles negam que os ensinamentos são verdadeiros, eles negam que os Mestres são reais, e negam o Caminho da Iniciação sob Maitreya através da Guru encarnada (mensageira dos mestres ascensos Elizabeth Clare Prophet).

E mais, eles abraçam a falsa doutrina da responsabilidade de Cristo sobre seus pecados, para todos os pecados do passado, de todas as vidas passadas, e mentem quando dizem: "Jesus morreu pelos meus pecados, eu estou livre de todo o meu carma. Eu sou inocentado, não há nada que eu possa ou deva fazer para equilibrar as minhas dívidas para a Vida. A minha convicção (em Cristo) é meu passaporte para o reino (da vida eterna)."

Não existe nenhuma preocupação de que eles estão no próprio ato de aumento do carma. Na verdade, eles têm personificado de tal forma o morador do umbral, e eles estão tão contentes por estarem livres para cultivar o morador do umbral, com todos os seus apetites e veemência contra a Lei da Vida, que eles são indiferentes, ou então, não sabem que estão em rota de colisão com o destino (cármico que os levará à segunda morte, a morte da alma).

Este ciclo fora dos planos da realidade, em "trevas exteriores" ou, a auto extinção da "segunda morte", duas doutrinas muito específicas de Jesus, que não podem ser racionalizada pelos caídos (Mt 8:12;. 22:13 ; 25:30; 02:11 Rev.; 20: 6, 14; 21: 8), pode levar muitos, muitos ciclos de acordo com a lei cósmica.
O ponto aqui, que é feito de forma eloquente por Paulo, é que o homem Adâmico, não pode sobreviver, nem aqui, nem no futuro, a menos que ele se torne o homem espiritual, renovado, cheio do Espírito Santo, e andando em plena comunhão com Deus.

Enquanto isso, o "ex-discípulo" de Cristo, que é agora o servo do homem natural (I Cor. 2: 14-16) seus desejos e prazeres e conhecimento superior, molda uma forte personalidade exterior, feita à semelhança da mente carnal, "um bom ser humano", galgando seu espaço aceitável nos círculos de todos os que também abandonaram a estrada de “Responsabilidade Eterna”, o que o levará inevitavelmente ao confronto com o Cristo e à rendição de todo o pecado contra o Espírito Santo.

Esta é uma resolução completamente simplista e temporária de uma cisão entre o Cristo e o morador do umbral, que ainda existe dentro da psique. Esta evasão de responsabilidade por suas ações e pela decisão de não matar o morador do umbral, na Cruz e nas encruzilhadas Y da vida, é estimulada pelos falsos pastores e por sua falsa doutrina da salvação.

Embora superficial e intelectualmente observando os ritos de adoração, eles toleram a mente carnal de todos, incluindo as suas próprias, e deixam de apresentar o verdadeiro desafio do caminho de Cristo, que Jesus ensinou. (Mateus 23:15;. Lucas 11:52)

Este decreto, "Eu expulso os Morador do Umbral!", tem a ver, então, com o confronto, entre aqueles estudantes da Luz que escolheram o caminho do discipulado sob Jesus Cristo ou um dos Mestres Ascensionados, e os indivíduos encarnados que elegeram por livre vontade, fundir-se com a sua própria mente carnal, na rejeição de Cristo, e seu mensageiro, ou quem quer que seja aquele (falso) que vem em nome do Senhor, e torna-se de fato o morador do umbral.

Estes estudantes sinceros podem ainda não ter chegado ao (ponto) Y (de suas vidas). Eles podem ser preciosos filhos de Deus que (ainda) não tenham encarnado o Cristo plenamente. Eles podem (ainda) não estar naquele ponto de iniciação crística. Eles podem (ainda) não estar em um (nível) Crístico de quem tem a habilidade para lutar contra o morador pessoal ou planetário ou de se defender contra o Anticristo.

Não obstante, estas almas dedicadas estão na realidade sendo confrontadas por aquelas interesseiras, que encarnaram o morador do umbral e, ainda, habilmente disfarçam-se de benignos cidadãos preocupados que trabalham para a liberdade de todos.

Jesus os marcou para que nós não nos deixássemos enganar por suas palavras muito amáveis: (Jesus disse) "lobos em pele de cordeiro" (Mateus 7:15; Lucas 10:3; Mateus 10:16), diabos posando como libertadores (do povo de Deus). E há mais verdade nessas palavras do que muitos estão preparados para lidar.

Vejam, quem encarna aquele morador do umbral, é obstinado e impõe excessivamente sua vontade sobre os outros, - esta é a definição básica de magia negra - tendo passado do ponto Y (para o caminho errado), está realmente encarnando esse impulso do mal que é o equivalente da luz que ele tinha, quando ele se afastou-se do templo (da luz) e caiu em desgraça (desligou-se de seu Santo Cristo, o enviado de Deus para lhe guiar). Em outras palavras, ele inverteu sua dispensação original da luz para gerar o mal. Além disso, ele tem deificado o mal e ele mesmo, como seu progenitor.

Agora, o mal em si, é energia mal qualificada, o mal intento por trás dele, é a entidade que engloba ambos. Pela própria natureza do mentiroso e de sua mentira, a consciência por trás dele, o mal em seu início, é enganador e fraudulento.

Na verdade, é um véu de ilusão, um véu de energia, ou e-véu, envolvendo a Divindade e todas as suas maravilhas. Ilusão, ou maya, como os hindus chamam, então, aparece mais real do que a própria realidade. Na verdade, as ilusões dos homens, tornam-se seus deuses, e o mal é deificado.

Agora, o que é fácil de ver é que um demônio é aquele que tem deificado o mal e todo o véu de energia. Um diabo é aquele que tem deificado o morador do umbral para a posição de Cristo e declarou-se mestre e salvador do mundo, seja na política, na arte, ou na cadeira do filósofo ou o chefe da OLP, no Baader- Meinhof, ou no Pentágono.

(Baader- Meinhof foi uma facção de extrema esquerda do Exército Vermelho Alemão.)

(Diabo, em inglês, é “devil” no parágrafo anterior, Elizabeth explica o significado do nome devil, d+e+veil... DEVIL - D+E+Vil = D, para deificar + E, para energia + VIL, para véu. Assim, diabo/devil, é aquele que deifica o véu. E o VÉU, é utilizado para mostrar na linguagem esotérica, aquilo que nos impede de ver a realidade, utilizado para cobrir a alma, que fica incapaz de enxergar ao Cristo seu Salvador.)

Um diabo é o homem Adâmico auto proclamado como um messias, pelo seu próprio ego, colocado no lugar de salvador, pelo SENHOR NOSSO SALVADOR. Assim, temos aqueles que deificam o véu de energia do morador do umbral, posando como os libertadores da raça (humana), e se nós os seguirmos, em vez de "Cristo em vós, na esperança da glória", nós iremos todos cair na vala que deságua no Rio Estige. (ver sobre rio Estige no endereço: http://pt.wikipedia.org/wiki/Estige)

Que o Senhor vos ilumine a respeito de quem e o que estamos lidando, como e porque você precisa fazer estes chamados (decretos) todos os dias!

Agora, uma vez que aquele que encarna o morador do umbral, e desta forma endeusando o mal (energia do véu), pode ter sido um vigilante (os vigilantes foram uma classe de anjos que caíram) ou um anjo caído - Lúcifer era um arcanjo que caiu por orgulho, como se sabe - a ponto de a queda pode ter sido muito grande, pois estes caídos uma vez tiveram uma grande luz, morando e servindo, como fizeram, nos tribunais do céu, (trabalhando) próximos aos nossos Pai e Mãe (divinos).

Assim, quanto maior a luz no ponto da queda, maior a queda, e maior o tempo e a extensão do tempo e do espaço para se arrepender. Pois Deus, em sua grande misericórdia, verdadeiramente dá àquele, a oportunidade compatível com seu gabinete na hierarquia, no momento da queda, para se arrepender e retornar a Ele.

Àqueles que já tiveram grande luz, pode ser dado até mesmo uma oportunidade mais longa para equilibrar seu carma e voltar ao trono da graça, do para aqueles que tinham menos. Este é um corolário da Lei do Carma, como está escrito: Porque ao que tem, ser-lhe-á dado; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. (Marcos 4:25)

E assim, nós sabemos que a oportunidade dada a alguns dos caídos tem sido muito, muito, muito longa, até mesmo quando o salmista, milhares de anos atrás, gritou: "Até quando, ó Senhor, quanto tempo irá o triunfo mau?" (Salmos 94: 3.)

Pois o poder de seu morador do umbral parece interminável enquanto se movem contra os filhos de Deus que parecem muito menos poderosos e muitas vezes impotentes e sem esperanças.

Na verdade, os anjos caídos que juraram sua inimizade eterna contra Deus no céu, na presença cheia de sua glória, circulam livremente na Terra, encarnando o morador do umbral com bravata, sofisticação, riqueza e sabedoria mundana, até que eles deverão ser confrontados por alguém encarnado, alguém que tenha a coragem de ser o porta-voz do Eleito.

Pois, por definição, pela própria ciência do ser, aquele eleito que vem em nome do Senhor, O EU SOU O QUE EU SOU, tem a realização da Luz fisicamente manifestada, equivalente à força da trevas; o enviado não caiu em desgraça, mas, tomou a encarnação com o propósito expresso de desafiar a semente dos ímpios, em nome dos cordeiros de Deus.

É por isso que João Batista e Jesus Cristo, assim como os profetas e os avatares de todas as idades vêm à Terra: "E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para o juízo" (João 9:39)

Eles vêm porque querem dar um alívio para os filhos abençoados de Deus, que são atormentadas por esses caídos e ainda não têm a capacidade, a consciência do Cristo exteriorizado, para move-se contra eles.

Elizabeth Clare Prophet

----------------------------

 

Agora, nesta hora da Era de Aquário e da dispensação de Saint Germain, (a vinda da Era de Ouro de Saint Germain, uma era de Liberdade) descobrimos que pela Ciência da Palavra Falada, quando fazemos os nossos decretos dinâmicos em nome de Cristo, em nome de todo o Espírito do Grande Fraternidade Branca ou de qualquer um dos Mestres Ascensos, estamos decretando em toda a magnitude do alcance (do poder deles) selados em seu Corpo Causal de Luz.

Quando você decreta em nome de Saint Germain, instantaneamente você tem atrás de seu chamado, a potência total da luz qualificada pelo Mestre Ascenso Saint Germain por milhares de anos. Seu coração púrpura ardente multiplica o poder de seu coração, e é como se Saint Germain e você fossem UM. Na verdade, vocês são UM.

Portanto, quando você enfrentar o adversário, dentro ou fora, você sabe que Saint Germain tem o poder equivalente ou maior, digamos, do arcanjo (Lúcifer) ou qualquer outro caído, quando ele caiu. E, portanto, Saint Germain é capaz de cumprir o decreto da Palavra através de você, mesmo que sua própria luz externalizada não seja adequada para o encontro com o Anticristo.

É por isso que, pequenos filhos da luz, aqueles que ainda não tenham equilibrado a Chama Trina, ou aqueles que entraram recentemente os ensinamentos dos Mestres Ascensos, podem em nome de Jesus, fazer o seu decreto para a prisão e expulsão do morador do umbral e, como representantes do Eleito, se tornarem numa parte de nossos esforços concertados para mover (as forças de luz) contra as situações do mundo que envolvem o crime organizado, a guerra, os campos de força maciços de energia negativa, os problemas na economia, que em grande extensão são controlados por vigilantes e caídos, que há muito tempo escolheram encarnar o morador do umbral e realmente passaram incontestados nesta oitava física, isto é, sobre esta Terra, desde que o último Ser Crístico encarnou.

Como resultado da dispensação do Julgamento de Jesus, e seu chamado para o nosso Pai, e sua presença conosco, através da qual podemos agora realmente desafiar os malfeitores, pelo poder do Cristo, estamos vendo mudanças planetárias sem precedentes. Os caídos ficam chocados e assombrados (porque estão recebendo o peso karmico de seus atos).

(Antes destas dispensações, nós éramos reles mortais sem poder, tentando escapar das mãos poderosas destes seres que ainda tem muito poder sobre a terra. Agora, as dispensações estão transferindo poderes dos mestres para que possamos invocar e deixar a luz do cosmos fluir através de nossos corações, para nossas mãos, para atuar no julgamento destes criminosos que atuam contra a vida, contra a Vontade do Pai. A hora deles chegou, isso é a ação dos raios secretos, o julgamento do raio rubi. Mas para que isso se torne uma realidade, é necessário ser este cálice para que a Grande Fraternidade Branca possa atuar através de nós!)

Eles não conseguem acreditar que eles podem ser desafiados e que a Luz, ou os "portadores da Luz”, podem ganhar, tão acostumados eles estão em olhar de cima para baixo, controlando pela intimidação, os filhos de Deus que não têm praticamente o momentum de criar bem, tanto quanto eles têm sobre a criação do mal.

Ou seja, os filhos de Deus não tem o caminho da mão direita da Luz, do “Bem Absoluto”, o momentum que os caídos têm do caminho da esquerda, das Trevas, do “Mal Absoluto”.

(Não tínhamos.... Agora com as dispensações da Grande Fraternidade Branca, através dos mensageiros, temos este poder de trazer as forças da luz para sobrepor e fazer retroceder as forças das trevas.)

(A esquerda e a direita a que a mensageira se refere neste texto, nada tem a ver com os partidos políticos que estamos acostumados a ver... Os mestres ensinam que os caídos atuam tanto no controle dos partidos capitalistas de direita, quanto nos partidos comunistas e socialistas da esquerda. De fato, esta é a maneira de conquistar... eles separam os filhos da luz para brigarem entre si, defendendo eles... assim, mas fracos, eles podem conquistar e dominar.)

Mas então, eles nunca realmente contaram com a vinda da “Salvação Fiel e Verdadeira”, “o Dia para o Senhor e o Seu Ungido!”

Seja qual for o momento quando o depravado decidiu encarnar o morador do umbral, naquele ponto do Caminho, ele inverteu a luz que ele tinha adquirido até aquele momento (enquanto ele trabalhava pela luz).

Se ele conseguiu roubar o fruto da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, e ele não foi, naquele momento, e não for agora, desafiado por um filho de Deus, ele vai, então, continuar a apropriação indevida da luz, transformando-a em uma maior escuridão

"Se, portanto, a luz que em ti há, são trevas, quão grandes serão tais trevas!" Mateus 6:23

Assim, ele pratica o karma esquivando-se por dispositivos de logro, enganando os filhos da luz, incitando-os a acusar uns aos outros, para discutir uns com os outros, para haver discórdia (entre os filhos da luz), para se envolverem em guerras e genocídio em defesa dos Nefilins, criando regimes políticos que atuam dividindo sempre, para poder conquistar e, de modo geral, para criar um monte de problemas (para os filhos da luz).

Esta desigualdade entre os filhos da luz e os filhos deste mundo, a semente de Cristo e a semente dos Vigilantes e Nefilins, levou Jesus a admoestar:

"Os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz. Lucas 16: 8.” e “Seja vós, pois, prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Mateus 10:16”

Fazendo karma por sua insensatez, colocando sua atenção sobre os caídos através de idolatria, os filhos da luz, sem querer, dão-lhes sua energia. É a Lei do Karma: a energia flui para o objeto de nossa atenção e devoção, ou seja, sobre onde colocamos a nossa atenção, ou damos a nossa devoção. Tornamo-nos naquilo que damos nossa atenção.

Os caídos fazem um espetáculo de si, preferindo a política, a mídia e o entretenimento como o centro do palco. Centrando a nossa atenção em seus ultrajantes, divertidos, ou espetaculares palhaçadas, eles arrecadam o nosso dinheiro e a nossa luz.

E, portanto, um caído andando na Terra, hoje, como um morador encarnado no umbral, embora espiritualmente falido (pois sua segunda morte é certa), pode realmente estar ganhando mais poder e mais luz para si mesmo, que ele transforma em escuridão para controlar e destruir as próprias pessoas de quem ele tem tomado a energia, pelos regimes que tem perpetrado.

Muitos destes esquemas centram-se em dinheiro, porque o dinheiro é poder. Dinheiro, mesmo que seja de papel, representa o ouro, que representa a energia, ele representa suprimento, a abundância de Deus, e isso tem um valor que é determinado unicamente pelo trabalho sagrado do povo e por sua confiança. Quando o dinheiro é acumulado por aqueles que escolheram incorporar a morador do umbral, em vez de (manifestar) o Cristo, que significa poder.

Dinheiro e poder são coordenadas de controle necessários. É fácil de ver que as serpentes usaram seu poder, conquistado como dinheiro, para transformar as condições do mundo, e eventos do mundo, para si mesmos, e para propagar a sua espécie. E assim, como semelhante atrai semelhante, seus descendentes também são aqueles que escolheram encarnar o morador do umbral.

Serpente é um termo bíblico para “anjos caídos encarnados” que desqualificaram a energia Kundalini, a força da serpente para controlar os filhos de Deus através do uso indevido dos chakras.

Assim, as dinastias daqueles movidos pelo interesse financeiro, continuam "a tradição", reencarnando, até que a lei dos ciclos decrete o seu julgamento (final, respondendo o pedido de julgamento) dado pelos filhos de Deus, ascensos e não ascensos.

E assim, os ciclos de manipulação continuam até que aqueles alinhados com a Grande Fraternidade Branca levantem a mão direita, levantem a sua voz ao Senhor Deus, o Todo-Poderoso, e digam:

"Em nome de Jesus Cristo, até aqui, e não mais adiante! Basta!"

E, em seguida, façam o decreto 20.09 para a amarração e a expulsão do morador do umbral dos manipuladores do povo.

Elizabeth Clare Prophet

-------------

Jesus pensou muito antes de nos dar este ditado e este decreto. Tendo dado a nós o decreto "Eles não passarão!" em seu ditado, de 6 de Agosto de 1978, ele queria ter certeza de que nós estaríamos prontos e inabaláveis em nossa fé e determinação divina de ver através da próxima fase do julgamento. Então, vocês vêem por quantos anos o nosso Mestre vem nos testando em nosso uso de seu fiat.

É da sagrada confiança que Jesus mantém conosco, e nós com ele, do uso correto dos pedidos de julgamento, por parte do maior número de devotos, que o Filho de Deus, Jesus Cristo, nos dá um chamado muito mais incisivo e poderoso, utilizando seu nome e vibração, sua Presença Eletrônica e Corpo Causal, multiplicando nossas palavras, por sua Palavra.

É um chamado muito importante, porque quando dizemos "eu expulso o morador do umbral," nós estamos falando sobre o morador pessoal e planetário, estamos falando de todos na Terra, encarnados ou não, aqueles que tem levantado o punho cerrado para se atrever a desafiar o Todo-Poderoso, à feri-los mortos, todos os que detestavam a Luz e declararam guerra contra o Fiel e Verdadeiro, e derramaram o sangue de seus filhos e filhas nos ritos e vingança do inferno.

Quem quer que sejam os perpetradores do mal, e nós mesmos não precisamos saber quem são, os Anjos do Senhor Cristo, as legiões dos Arcanjos e dos Elohim, prendem e tornam inativo, o núcleo do Mal Absoluto dentro deles, e tudo o que estiver alinhado com eles.

Este é o verdadeiro e justo julgamento que corta e separa o real do irreal, abrindo assim a porta para a salvação de milhões de povos oprimidos em todo o mundo, e salvando o mundo da vingança final dos falsos deuses: holocausto planetário.

É nossa sincera oração que aqueles cujos atos ímpios são desafiados pelos nosso chamado, mesmo aqueles aliados com práticas nefastas, possam ser libertados das fortes desilusões do morador do umbral e, fazer uma meia volta para voltar a servir ao Deus vivo.

Ao fazer este chamado, nós somos os campeões das almas e os defensores do direito dos indivíduos para serem livres das estratégias sinistras da mente carnal, livres para manifestarem seu Eu Real.

Esta é uma missão de resgate em nome de todos os capturados nas garras das ilusões do plano astral e de seus habitantes.

Este chamado é a espada de Jesus. Com ele, Jesus sai para salvar as "ovelhas perdidas da casa de Israel" que caíram no culto ao sucesso, status, hedonismo e materialismo excessivo.

Com todo o amor de seu coração, nosso Mestre nos pede para orar sem cessar, por aqueles que não podem ver que eles estão escravizados por sua própria condescendência com o anti-eu.

E eles precisam ver, antes que eles possam acreditar. Senhor, cura-os de seu egoísmo espiritual e seu efeito: a cegueira espiritual!

Isto, meus amados, é o aumento da consciência crística na Terra. O pedido de julgamento e o decreto do morador do umbral, são dados pelo Filho de Deus, como o sinal para seus anjos de que a consumação da Era de Peixes está à mão e, a colheita do joio, semeado entre o trigo, está próxima.

"É tempo para as bandas de anjos conhecidos como “Os Ceifeiros” reunirem a semente dos filhos do maligno, semeados entre a boa semente do Filho do homem." Mateus 13:24-30.

Quando ambos os chamados, (decretos "Não Passarão e "Eu Expulso o Morador do Umbral") ditados pelo Amado Jesus são combinados com os chamados para o Elohim Astrea e para o Arcanjo Miguel, 7,05, e da Chama Violeta, vocês vão descobrir que os Arcanjos podem mover-se para fazer uma obra maravilhosa por Deus e seus filhos da luz, na Terra!

Então, eu estou, portanto, muito feliz de ter estes instrumentos da Vontade de Deus e eu queria ter certeza de que vocês iriam entender o quão poderosos são estes ditados e decretos dados pelo Mestre Ascenso Jesus Cristo.

Nós vemos que pela linhagem do caminho do discipulado, os santos têm o manto e a dispensação para (pedir) o julgamento, não só dos anjos caídos, cuja hora chegou, mas também daqueles entre as doze tribos (de Israel), que se comprometeram com a sua própria causa (filhos da luz que não se curvaram à Lei de Deus e sua Luz, preocupados apenas com suas próprias vidas...).

Está escrito na Bíblia, que Jesus disse: "O Pai a ninguém julga, mas confiou todo o julgamento ao Filho." (João 5:22) E o Filho, Jesus, passou aos apóstolos essa autoridade para o julgamento, através do Santo Cristo Pessoal. Leia por si mesmo:

"Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos (caídos)? Quanto mais, as coisas pertencentes a esta vida?" 1 Coríntios 6:2,3

E Jesus disse-lhes: "Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, na regeneração, quando o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, julgando as doze tribos de Israel." Mateus 19:28

"E vós sois os que tendes permanecido comigo nas minhas tentações. E eu vos destino o reino, como meu Pai me destinou, para que comais e bebais à minha mesa, no meu reino, e vos assenteis sobre tronos, julgando as doze tribos de Israel." Lucas 22:28:30

"E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos." João 20:22, 23

O problema com o Cristianismo de hoje é que aos filhos da luz não estão sendo dadas as ferramentas para obedecer o mandado de Cristo: "Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem." Romanos 12:21

Enquanto o mundo está no jogo da corrida armamentista e da guerra, por todos os lados, a espada do Salvador, a Ciência da Palavra Falada, está à espera de ser empunhada por todos os filhos de Deus na Terra, para a prisão do mal planetário e daqueles que são seus responsáveis.

De que outra forma devemos salvar o mundo, ó meus amados, sem recorrer aos métodos ilícitos dos caídos? O Chamado compele a resposta! E a resposta é sempre o verdadeiro e justo julgamento do Senhor.

Nossa vontade não pode interferir com esses pedidos de julgamento. A lei do Mediador garante que todas as orações oferecidas em nome de Jesus Cristo, em nome de seu Cristo e do nosso Cristo, de seu Deus, "A Presença EU SOU", e de nosso Deus, "A Presença EU SOU", é pesado no coração do Advogado, alinhado com a vontade do Pai, e respondido de acordo.

O fato da intercessão de Cristo em todas as orações cristãs, pode ser notado a partir de Tiago: “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Tiago 4:3

Isso mostra que o Poder da Palavra Falada pertence ao Cristo e, que, se a nossa palavra não está em conformidade com a Palavra dele, então, ela não é invocativa de uma resposta celeste. De fato, quando desordenada, a nossa palavra é parada ao nível do mediador, nosso Santo Cristo Pessoal, e não pode subir mais alto.

(ou seja, quando falamos a Deus algo que Ele não responderá, ou que não deve nem chegar aos seus ouvidos, então, o Cristo não a repete, e se ele não repete aquilo que falamos, nossa palavra não tem poder para subir aos ouvidos do Pai... e se isso acontece, a energia mal qualificada pela nossa palavra dita errada, em vez de subir, volta e alimenta o eu inferior...)

Se o nosso apelo é desagradável, não pode chegar ao trono da graça de nossa Presença EU SOU, cujo Todo Poder é a fonte do chamado atendido. Em vez disso, O SENHOR É A NOSSA JUSTIÇA, Ele envia o chamado de volta para nós (através do mediador) com instruções sobre como devemos orar, qual deve ser a motivação dos nossos corações, e como devemos corrigir a nossa vibração.

Se formos receptivos, dóceis, e autocorretivos, nós podemos purificar nossas palavras e intenções e tentar enviar novamente o nosso pedido.

João também ensinou a lei da vontade de Deus como um pré-requisito para a oração dos justos:

"E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista. João 3:22... E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. João 5:14

Mundos sem fim, o chamado acelera os ciclos de retorno karmico. Este karma deve chegar à porta do indivíduo em algum momento, em algum lugar. Jesus disse-me que ele nos deu o pedido de julgamento e o decreto do morador do umbral, de modo que ele possa, em sua grande sabedoria, muito maior do que o nosso pobre poder de julgar os assuntos da Terra, cumprir sua profecia sobre o encurtamento dos dias para os eleitos, através de nós e de todos os seus discípulos na Terra.

Você lembra que o Mestre disse: “A não ser que aqueles dias sejam abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias.” Mateus 24:22

Jesus interpretou o termo "encurtamento dos dias" para significar a aceleração dos ciclos, quer da sentença da semente do Maligno ou da ressurreição dos eleitos, aqueles que os representam o Cristo.

Certamente, não é difícil ver nos acontecimentos mundiais, dia a dia, que algo precisa ser feito. Se pessoas inclinadas à destruição do mundo não forem presas pelos Exércitos do Senhor e levadas a julgamento e, se os portadores de luz não ressuscitarem da letargia da mente carnal, para a vigília da Mente de Cristo em sua vigília pela liberdade mundo, então, é inteiramente possível que "nenhuma carne seja salva."

Ao enfrentar de frente o seu retorno karmico, aqueles que se desviaram do caminho ou, adormeceram, podem aprender rapidamente com seus erros, fazendo reparações, e retornando à atenção plena (em Deus) e agindo corretamente, antes que toda a montanha de seu karma desça efetivamente sobre eles, destruindo suas oportunidades por outra chance de "fazer o certo", em sua encarnação presente.

O pedido de julgamento e o decreto do morador do umbral, abençoam tanto o doador quanto o receptor, liberando ambos das camadas de irrealidade, o tecido da cicatriz de traumas passados que deve ser aclarado para a ressurreição da alma em Cristo.

Ao fazer estas invocações, vocês devem estar preparados, amados, pois o que vocês enviam, também ativa a Luz em seu próprio mundo. O julgamento do Filho de Deus é a maior bênção que qualquer um que ama o Senhor, jamais poderia receber.

É como um pré-exame antes da prova final, que nos permite saber onde estamos aos olhos das leis de Deus. Quando sabemos onde estamos, e o que sabemos e o que não sabemos, o que agrada e o que não agrada a Deus, podemos estudar, corrigir e aperfeiçoar a nossa compreensão e as nossas ações, de modo que quando o exame final vier, poderemos passar.

Eu quero que vocês saibam que eu peço a Deus para julgar a minha alma diariamente, e aos seus anjos para repreender os meus erros, para me ensinar e me mostrar o caminho para eu fazer melhor.

Eu não dou poder algum para julgamentos dos inimigos de minha vida e do meu trabalho, mas eu imploro sim, ao Espírito Santo, para analisar todas as críticas construtivas, de amigos e inimigos e definir diante de mim a vontade de Deus para as mudanças e o progresso, necessários para a minha alma e a nossa igreja.

Agora, neste mesmo momento da dispensação de Jesus e de nosso amado Pai, para ter sua Presença Eletrônica sobre todos os quais queima uma certa medida da chama trina, percebemos que quando fazemos essas invocações, em nome de Jesus, nós estamos dizendo-as automaticamente em nome do Santo Cristo Pessoal de todos com quem Jesus é UM, através desta nova dispensação.

"O poder de Deus através da fé, para a salvação" é ilimitado. (I Pedro 1:5.)

Devemos ver isso como tal, e temos de ser implacáveis para lidar com as forças entrincheiradas do anti Cristo dentro de indivíduos, organizações, conselhos, nações, banqueiros, etc..

Quaisquer que sejam as condições, onde estão anti Buda, anti Cristo, anti Grande Fraternidade Branca ou, anti Verdade, anti crianças pequenas, no planeta, é onde vamos (pedir o julgamento). E vamos toda vez que haja oposição à absoluta liberdade de Deus, para todo ser vivente que deseje percorrer o caminho (da Nova Era da Liberdade) de Saint Germain.

Este é o nosso voto, “nem mais, nem menos”, nos manter em defesa pela verdade falada por Thomas Jefferson: "Eu jurei sobre o altar de Deus, a hostilidade eterna contra toda forma da tirania atuando sobre a mente Cristã do homem"

Então, eu penso que apelando ao Senhor com amor perfeito, o perfeito raio rubi (o sangue de Cristo), sem raiva, animosidade, ou vingança, ou qualquer vibração menos do que a Verdade de Cristo, pois estes não fazem parte (no coração) de iniciados do Fogo Sagrado, vamos ver a justiça de Deus, e não a nossa, prevalecer na Terra como no céu.

Esta é a hora do cumprimento da profecia de Daniel:
"E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro." Daniel 12:1

"E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno." Daniel 12:2

"Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente." Daniel 12:3

Esta é a hora do despertar da serpente adormecida do morador do umbral, esta é a hora do julgamento para aqueles que escolhem não ser Deus, mas, ser a personificação do mal; esta é a hora do julgamento de muitos que escolheram o caminho da esquerda, muitos que se tornaram um com o anticristo, muitos que inverteram a luz para criar o monstro (o anticristo pessoal e planetário).

Esta é a hora em que Jesus Cristo enviou o seu apelo ao Pai, para prende-los e lançá-los nas trevas exteriores do plano astral, que eles próprios criaram; pois esses caídos são os criadores da morte e do inferno que serão lançados no Lago de Fogo Sagrado.

Nós não sabemos como Deus vai cumprir o seu propósito ou, como os santos anjos irão implementar o julgamento do Filho de Deus. Nós não temos nenhum desejo de ver alguém passar por uma morte física ou mesmo a segunda morte. Este não é o propósito do pedido de julgamento ou do decreto do morador do umbral!

É para a vida da alma em exaustão (que se encontra) lutando para se libertar, que nós clamamos a Deus para a salvação através de suas grandes e maravilhosas obras, começando com o seu julgamento perfeito.

As orações de Jesus são geradoras de vida, e não, uma indução para a morte. Elas são o cumprimento através de seus discípulos, no final de Peixes e início de Aquário, de sua razão eterna de ser: "Eu vim para que tenham vida e para que a tenham em abundância." João 10:10

Para ter vida e repleta de abundância, precisamos do Fogo Sagrado, “porque o Senhor teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.” Deuteronômio 4:24, para consumir a mortalha da morte. E isso é tudo o que morador do umbral é, a máscara da morte que você arranca no “Dia das Bruxas” e lança na Chama da Liberdade.

Nós somos cobrados para fazer o chamado, e os exércitos do céu sob o comando dos Arcanjos são cobrados para implementar a resposta, sujeitos à vontade de Deus e do julgamento do Filho, em Jesus e em nós.

Louve a Deus que somente a vontade de Cristo possa se manifestar, e que nem a nossa opinião humana, nem a de qualquer outra pessoa, possa alterar o decreto divino que foi dito pelo Pai no princípio e é ratificado pelo Filho no final.

Nós somos filhos de Deus; nós trabalhamos no raio amarelo da iluminação de Cristo. O Elohim trabalha no azul, raio de Poder do Pai, e os anjos trabalham no raio rosa do Espírito Santo.

Os três são UM, pela sua devoção universal à Virgem Cósmica. Se cumprirmos o nosso trabalho através da Mente de Deus, os anjos irão realizar o seu trabalho através de seu amor, e os Elohim e os elementais irão realizar o deles através de seus Editais supremos.

Precisamos somente ter certeza de que nós invocamos a proteção necessária dos exércitos do Senhor em nosso serviço diário e decretos.

Elizabeth Clare Prophet


Texto originalmente em inglês, da da aula da mensageira Elizabeth Clare Prophet disponibilizado na Pérola de Sabedoria Vol. 26 No. 38 - 1983, da escola The Summit Lighthouse -Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R. Simões


Voltar