O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

OS SETE SACRAMENTOS

(foto da The Summit Lighthouse - A vinda do Espírito Santo)


- OS SETE SACRAMENTOS

A palavra batizado vem do grego "baptizo". O batismo era religiosamente praticado nas cerimônias dentro das pirâmides, onde vemos até hoje as pias batismais em forma de sarcófago. 

O batismo é um ritual sagrado utilizado por várias religiões e seitas, onde se purifica o indivíduo para iniciá-lo naquela religião.

Na Índia, a muitos séculos, o batismo é celebrado nas cerimônias de iniciação nos locais sagrados, ritual idêntico ao estabelecido posteriormente por João Batista.

O Batismo é o nascimento. O início. No Batismo, a Igreja reunida celebra essa experiência de sermos dependentes, filhos de Deus. Pelo Batismo, participamos da vida de Cristo. 

Os mestres ascensos ensinam que a criança que acaba de nascer, deve ser apresentada no altar, onde o pai ou seu representante legal, eleva a criança em frente da imagem da divina Presença EU SOU. 

Este é um momento de comunhão entre o pai da criança e a Presença de Deus. Onde o pai que acaba de receber a criança, vinda de Deus, mostra a este mesmo Deus, sua pré-disposição em educar esta criança para o retorno à espiritualidade, trazendo-a para sua igreja, ou grupo de estudos espirituais. 

Depois de apresentar-se junto com a criança perante Deus, o pai se volta para a congregação e apresenta a criança para os fiéis de sua igreja ou colegas de estudo espiritual. 

Quando não temos uma igreja e vários fiéis para uma congregação, podemos fazer a apresentação e o batismo, em família e junto com os padrinhos, mas sempre junto a um altar consagrado a Deus. 

Os padrinhos são os pais espirituais, que na falta dos pais físicos, responsabilizar-se-ão pela educação espiritual do afilhado. 

Mas não podemos falar sobre batizado, sem falar também nos sete sacramentos.

A sabedoria antiga das tradições espirituais do mundo ensina sobre a existência de sete níveis do ser e sete centros de troca de energia entre o mundo espiritual e o mundo físico. 

Sete são os sacramentos no Cristianismo e sete são também os chakras no Hinduísmo e no Budismo - todos esses são modos diferentes de descrever a forma de alcançar os níveis mais elevados da consciência espiritual para acelerar o fluxo de energia do espírito para a matéria, do céu para a terra, do interior para o exterior.

O batizado é o primeiro dos sete sacramentos ensinados pelo nosso amado mestre Jesus. Estes sacramentos não são invenção da igreja, mas foram sim, ensinados por Jesus. 

“Eis que eu vos dou um novo mandamento, disse Jesus: amai-vos uns aos outros como eu vos amei.” (Jo 13,34).

Amar é o mesmo que servir, doar: servir a vida, a salvação, a paz, a eternidade, a felicidade...; servir daquilo que temos, somos e vivemos... servir a graça em toda a sua plenitude; servir a satisfação, a realização, a santificação. 

Para São João, amar é dar a devida obediência aos santos mandamentos da Lei de Deus, e isso é sinônimo de plena comunhão com a vontade divina e constitui a nossa verdadeira liberdade pois, ser livre é escolher manifestar o Bem, o Bom e o Belo, e isso é manifestar Deus, isso é manifestar a vida. 

E ninguém ama a Deus se não souber doar-se e se não guardar os Seus Mandamentos. Os Sete Sacramentos da Igreja são essa expressão doadora de Deus, manifestadas através do Cristo.

A palavra Sacramento vem da junção das palavras sacro+mento, Sacro significa “sagrado” ou “aquele que é digno de respeito ou veneração”, e ainda, é uma palavra que indica a região do osso sacro, este osso está localizado na coluna vertebral, exatamente, onde se encontra o chakra da mãe divina, o chakra da base, um dos três chakras mais sagrados que possuímos. 

E “Mento”, é uma palavra que indica ação ou efeito. Assim, sacramento significa colocar o sagrado em ação, em palavras. 

Digamos, colocar a mão na massa, partir da teoria para a ação. 

Assim sendo, todo aquele que busca o caminho do sacramento, precisa entender que este é o caminho da espiritualidade prática e ativa, onde o mundo espiritual passa a fazer parte das coisas do dia a dia, onde os amigos passam a ser aqueles que buscam este mesmo caminho.

E quais são os sete sacramentos? 
.o Batismo, 
.a Comunhão, 
.a Confirmação ou Crisma, 
.a Penitência ou Confissão, 
.o Ungir de doentes ou Extrema-unção, 
.o Matrimonio ou Magistério e Sacerdócio, e 
.a Santa Ordem ou Hierarquia.

Vamos ler alguns trechos onde os sacramentos são citados na bíblia:

1 - O Batismo: 
“Toda a autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Ide, pois; e ensinem a todas as nações, batizando em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. (Mt 28). 

2 – A Eucaristia: 
“Durante a refeição, Jesus tomou o pão e, depois de ter pronunciado a benção, ele o partiu; depois, dando-o aos discípulos, disse: “Tomai, comei, isto é o meu corpo”. A seguir, tomou uma taça e, depois de ter dado graças, deu-a a eles, dizendo: “Bebei dela todos, pois isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, derramado em prol da multidão, para o perdão dos pecados””. (Mt 26 26-28).

3 – A Confirmação/ Crisma: 
“E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo tendo atravessado as regiões mais altas, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, perguntou-lhes: Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes? Responderam-lhe eles: Não, nem sequer ouvimos que haja Espírito Santo. Tornou-lhes ele: Em que fostes batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo respondeu: João administrou o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que após ele havia de vir, isto é, em Jesus. Quando ouviram isso, foram batizados em nome do Senhor Jesus. Havendo-lhes Paulo imposto as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam em línguas e profetizavam. E eram ao todo uns doze homens. Paulo, entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, discutindo e persuadindo acerca do reino de Deus.” (At 19,1-8).

4 – A Penitência: 
“Então Jesus lhes disse de novo: “A paz esteja convosco. Assim como o Pai me enviou, assim também eu vos envio”. Tendo assim falado, soprou sobre eles e lhes disse: ”Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados. A quem mantiverdes os pecados, ser-lhes-ão mantidos”. (Jo 20,21-23). 

5 – A Unção dos Enfermos:
“Jesus chama os Doze. E começou a enviá-los dois a dois, dando-lhes autoridade sobre os espíritos impuros. Eles partiram e proclamaram que era preciso converter-se. Expulsavam muitos demônios, faziam unções com óleo em muitos doentes e os curavam”. (Mc 6.13).

6 – O Matrimônio: 
“Por esta causa deixará o homem, seu pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne. Assim sendo, eles não são mais dois, mas sim uma só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem” (Mt 19:5,6). 

7 – A Ordem: 
“Jesus sobe à montanha e chama aqueles que Ele queria. “Com efeito, há eunucos que nasceram assim do seio materno; há eunucos que foram feitos pelos homens; e há os que se tornaram eunucos por amor e benefício ao Reino dos céus. Quem puder compreender compreenda’”. (Mc 3,13a ; Mt 19,12).
-------------------

Estes sete sacramentos correspondem aos sete principais raios de Deus. 

O retorno a Deus é um caminho a ser realizado através de iniciações nos sete sacramentos. Estes sete sacramentos ocorrem pela vida toda, dia a dia cumprindo a lei dos sete raios, os sete sacramentos, os sete chakras.

Vamos entender os sete sacramentos agora, em uma visão mais elevada, dentro dos ensinamentos dos Mestres Ascensos: 

1 - O Batismo – 1º raio
O batismo é uma iniciação na espiritualidade, que ocorre no primeiro raio, o raio azul do chakra da garganta. É necessário tomar a decisão de seguir o caminho correto, o caminho de volta ao lar divino. Esta é a escalada da montanha e o primeiro raio é o raio da iniciação, o raio do impulso para a ação. 

Este é o batismo com a água, comumente feito quando o indivíduo ainda é um bebê, mas pode ser realizado a qualquer tempo, onde uma pessoa já iniciada inicia o outro na espiritualidade. A água utilizada no batismo é apenas um símbolo de purificação de pecados, uma vez que a alma a ser batizada, busca a purificação do Fogo Sagrado, para conquistar a iluminação.

Este é um momento de purificação e de entrega, onde aquele a ser batizado, se entrega para a espiritualidade, conscientemente, arrependido de ser um pecador e decidido evoluir espiritualmente.

No caso do bebê, ou no caso de ser uma criança com menos de doze anos, a entrega consciente é feita pelo pai da criança. Isto indica a pré-disposição do pai em educar a criança para a espiritualidade, ou seja, o simples fato de ser uma criança batizada, não a protege de nada, como pensam alguns, mas o que importa é a educação espiritual que a criança vai receber em seu crescimento, dia a dia. Convidar o amigo dos churrascos de final de semana para esta missão
, é uma má ideia...

O pai do bebê ou individuo a ser batizado, deve escolher um mestre, já Ascenso na luz, para ser o tutor, o guardião da sua alma, no caminho de volta a Deus.

Este nome passa a ser o nome do meio do indivíduo. Por exemplo: João da Silva vai batizar-se, ele escolhe o nome do mestre Jesus para ser seu tutor, então seu nome passa a ser “João Jesus da Silva”. Este é seu nome espiritual até que possa receber seu verdadeiro nome, aquele nome que é conhecido apenas pelo EU SOU O QUE EU SOU.

A mensageira Elizabeth Clare Prophet faz o batismo com água e pétalas de rosas. A rosa simboliza a alma e a água é para a sua purificação.

O indivíduo caminha até a pessoa que está fazendo o batismo e diz: quero ser batizado com o nome de João Jesus da Silva. 

O responsável pelo batismo, então, pega as pétalas de rosas, molhadas na água, e coloca sobre a cabeça do indivíduo, e diz: Eu te batizo em nome do Pai, da Mãe, do Filho e do Espírito Santo. 

A mensageira Elizabeth Clare Prophet fazia batismos para milhares de pessoas. Quando o número de pessoas é menor, a pessoa que está batizando, pode fazer invocações mais específicas aos Elohim, para que purifiquem a pessoa que está recebendo o batismo, até mesmo, se achar necessário, utilizar a espada (para libertar a pessoa de entidades).

O batismo, então, é a porta de entrada para os sete sacramentos que Jesus nos ensinou. É uma purificação espiritual e um início de tutela de um Mestre Ascenso.

O segundo sacramento é:

2 - A Sagrada Comunhão ou Eucaristia – 2º raio 

A Eucaristia é o ritual onde o chela entra em comunhão com Deus e os mestres Ascensos no segundo raio, o raio amarelo do chakra da coroa. Este é o raio do estudo e da troca de conhecimento. 

Sabemos que o Senhor Deus ensina um pouco a cada um de nós e que só a união traz o ensinamento completo necessário. Cada um tem a sua participação. É o 2º raio amarelo da sabedoria que realmente nos mostra a necessidade de união. 

Deus é representado pelo chakra da coroa e é unindo sua mente à mente de Deus, que você poderá encontrar o caminho da unidade e poderá então, afirmar que: Somos todos UM, na mente do Senhor Deus.

A Sagrada Comunhão é muito mais do que receber a hóstia e o vinho. A sagrada comunhão ocorre quando o indivíduo recebe o ensinamento para espiritualizar-se. 

Comungar na espiritualidade é estar em comunhão com aqueles que estão ensinando o caminho e com os que estão buscando estudar os ensinamentos dos mestres Ascensos. 

Unir-se para falar sobre Deus altíssimo e sobre tudo aquilo que eleve a consciência para que a alma possa chegar mais perto de Deus.

Quando abençoamos a hóstia e o vinho (utilizamos o pão e o suco de uva), como a carne e o sangue de Cristo, estamos ao ingerir, trazendo o Santo Cristo Pessoal para dentro de nós, fisicamente. É uma maneira de aumentar o poder do Cristo em nossas consciências (para entender melhor isto, confira o 5º sacramento.) 

Lembrem-se do que Jesus disse, em Mateus 26:28: 
“Bebei do sangue do novo testamento”, e não são todas as bíblias que dizem assim. A bíblia aprovada pelos mestres, a versão King James, diz claramente. E o novo testamento é o novo ensinamento, faz parte da revelação progressiva de Deus.

O novo Testamento traz um novo saber, um novo conhecimento. Quando nos unimos para falar de Deus e de Sua Glória, então nós acendemos o chakra da Coroa em nosso ser, e elevamos a energia do chakra da base até o chakra da coroa. 

A comunhão com o pão e o suco de uva, aumenta a nossa capacidade de compreender os ensinamentos dos amados mestres.

3 - A Confirmação ou Crisma – 3º raio 
A Crisma trabalha o terceiro raio, o raio rosa do chakra do coração. O chakra do coração é o elo entre o céu e a terra e também entre cada um dos irmãos encarnados na Terra.

A confirmação acontece quando a pessoa confirma o desejo pela espiritualidade. 

Primeiro o indivíduo é iniciado no batismo, depois ele estuda na eucaristia e, agora, na crisma, ele confirma que é isso mesmo o que ele almejava, o encontro com a luz em seu coração. 
Isso só ocorre quando o indivíduo percebe em sua vida junto à comunidade espiritual, a presença do Espírito Santo em seu meio. Ele já sabe que o Espírito Santo é atuante e que somos instrumentos da luz, para levar a palavra de Deus. 
Ele já invocou a luz para solucionar os problemas em sua vida e foi atendido. Ele já começou a construir a sua fé, que aumenta todos os dias.

No caso da criança que foi batizada por seus pais e educada na espiritualidade, depois dos 9 anos, ela deve intensificar seus estudos na espiritualidade, e a crisma deve ocorrer depois dos 12 anos, quando ela passa a ser responsável por seu livre arbítrio. 
No caso do adulto batizado, ele deve passar pelo menos 03 anos estudando os ensinamentos, para que possa confirmar sua vontade.

Assim, vemos que a confirmação atuando no coração, é uma via de duas mãos, assim com este chakra, é tanto alfa quanto Ômega. 

Esta confirmação é interior e exterior. Tanto o indivíduo começa a reconhecer a presença do Espírito Santo, quanto ele precisa confirmar isso ao grupo. 

Ele confirma sua vontade de permanecer. 

4 - A Penitência é a Salvação – 4º raio 
A Penitência é a confissão no quarto raio, o raio branco do chakra da base da espinha. 

A salvação ocorre com a purificação e a purificação é uma das qualidades deste chakra que é o chakra da Mãe divina. 

O branco cristalino deste chakra representa a base de todas as cores e é por esta razão que ele tem o poder de corrigir e purificar todos os chakras. O branco cristalino traz em si, o prisma do arco-íris. 

A Penitência é um sacrifício de buscar o isolamento do mundo mundano e dos pecados (atos impuros aos olhos de Deus), e ainda, a busca incansável pela purificação. 

Depois de entrar em contato com o Espírito Santo no terceiro sacramento, o indivíduo começa a perceber suas imperfeições, então ele pede auxílio para a purificação, para pesar menos e encontrar a libertação de sua alma. 

A purificação acontece com a entrega à Deus, através da confissão feita em oração, pedindo a ação do Fogo Sagrado para transmutar as energias mal qualificadas. 
Isso ocorre por vários anos, passo a passo, dia a dia, camada por camada. 

É necessário passar pelo menos por um ciclo completo de doze anos, para poder purificar todas as doze casas da hierarquia cósmica. Como uma passagem apenas não é o suficiente, aproveitamos a cada volta no Relógio Cósmico da Vida, para nos elevarmos na consciência divina de cada uma das hierarquias.

O ensinamento do Ciclo do Relógio Cósmico, mostra ao estudante, quais são as energias negativas que precisam ser consumidas a cada ano, e ainda, quais as qualidades que precisam ser conquistadas, trabalhadas, estudadas, praticadas diariamente. 

Assim, o indivíduo pode reconhecer as suas imperfeições e fraquezas, sabendo onde precisa de ajuda espiritual para continuar a evoluir na luz. 

Quando nos livramos de um defeito, enxergamos outro, até encontrarmos o sol da ascensão. 

Também faz parte deste sacramento, o serviço de purificação do planeta e o pedido de intercessão divina na vida de tudo e de todos ao nosso redor. 

Compreendemos a necessidade de trabalhar diariamente invocando a Deus e toda a hierarquia divina para que atuem através da luz e poder do Espírito Santo, transformando todas as coisas, para que sejam aceitas aos olhos do Pai.

Este é o ponto onde entendemos que deixamos aquele “eu inferior”, o nosso ego, e passamos a ser “Um por Todos e Todos por Um”, unidos ao grande EU SOU O QUE EU SOU. 

Compreendemos a necessidade de ajudarmo-nos mutuamente, tanto a serviço da hierarquia acima de nós, quanto na salvação das almas que estão abaixo de nós e, ainda, com relação aos irmãos na senda. 

5 - Ungir Doentes ou Extrema-Unção – 5º raio 
A Unção no quinto raio, o raio verde do chakra da 3ª visão. Este chakra é a chave para a porta do corpo causal, que é o nosso banco no céu. Com ele, damos forma ao nosso desejo de manifestar a perfeição de tudo o que é bom e belo e, acima de tudo, trazemos o bem e a cura para todos. 

A unção mostra o quanto o poder de cura está ligado a administrarmos uma essência física. 

Seja um óleo, uma água, e até uma pílula com uma oração escrita em um papel, como foi o caso de muitas curas realizadas pelo nosso santo brasileiro, o Frei Galvão. 

Podemos ministrar até mesmo somente as nossas mãos, sem óleo algum. Ou o pão e o suco de uva, como ensinamos na Sagrada Comunhão.

Este Sacramento não está ligado apenas à cura física, mas também à cura dos olhos espirituais. Ajudar o outro a enxergar o caminho e ajudar o outro a curar a si próprio; física, emocional, mental e espiritualmente. 

Isto mostra que um dos sete sacramentos é ajudar o outro, o irmão, aquele que está ao seu lado, ajudar seu irmão a seguir no caminho na luz, assim como você já está seguindo. 

Mas reparem que este Sacramento é apenas a quinta etapa, por isso sempre dizemos: ajudem a si mesmos para que possam ficar fortes e então possam ajudar os outros. 

Muitos mostram muita preocupação com o outro, enquanto ainda não estão fortes o suficiente para ajudar, sem que caiam com o outro, deixando de evoluir então na luz... Não podemos dar aquilo que ainda não possuímos...

6 - O Matrimonio ou Magistério e Sacerdócio – 6º raio 
O Matrimônio o sexto raio, o raio roxo e dourado do chakra do plexo solar. Este é o chakra do serviço ao próximo e está intimamente relacionado ao amor. Amar é servir a luz da perfeição divina com pedidos de intercessão divina na vida de nossos irmãos.

O casamento é a união para a formação da família. Para dar continuidade à plataforma da vida, a vida na Terra. Servir na vida em família, na posição de Pai e Mãe é um grande passo em direção à evolução espiritual, é quando representamos Deus Pai-Mãe divinos, na educação das novas almas que acabam de nascer. 

Não existe família sem filhos. Família se constrói com filhos. É necessário pelo menos um filho, mas o ideal são pelo menos dois, para dar continuidade à espécie, cada filho é a reposição de um dos dois do casal. 

O serviço à hierarquia também entra neste Sacramento. Este momento é quando nós passamos de meros estudantes para servir junto à igreja / grupo religioso / escola esotérica, levando o ensinamento aos nossos irmãos, trabalhando junto e ou liderando grupos de orações e estudos espirituais. 

Quando nos tornamos Pais e Mães daqueles que estão órfãos de espiritualidade. Aqueles que não tiveram a benção de ter um pai ou uma mãe que lhes batizassem e acompanhassem na evolução espiritual.

Também servem neste Sacramento as pessoas que decidiram não se casar para ter filhos, mas como educadores nas escolas e ou religiões / grupos religiosos, e ainda, as pessoas que adotam as crianças sem pais ou trabalham com orfanatos, educando as crianças

7 – A Santa Ordem ou Hierarquia Divina – 7º raio
A Hierarquia no sétimo raio, o raio violeta do chakra do acento da Alma. É extremamente importante que a alma ame a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesma. 

O pedido de julgamento e intercessão divina é uma grande demonstração de amor ao próximo. Só a intercessão divina pode libertar as almas que estão subjugadas pelo mal.

Vou explicar a vocês agora, o texto bíblico que li sobre este Sacramento, onde “Jesus sobe à montanha e chama aqueles que Ele queria. E diz: Com efeito, há eunucos que nasceram assim do seio materno; há eunucos que foram feitos pelos homens; e há os que se tornaram eunucos por amor e benefício ao Reino dos céus. Quem puder compreender compreenda”. 

Eunuco é o homem castrado. Jesus sobe a montanha e afirma que existem três tipos de eunucos, ou seja, três tipos de homens castrados ou, que não tem relações sexuais. 

Há eunucos que nasceram assim do seio materno. - Neste caso Jesus se refere a homens que não precisam de sexo, que não tem interesse sexual. 

Há eunucos que foram feitos pelos homens. - Neste caso Jesus está se referindo a homens que foram castrados para serem guardiões de haréns de mulheres. 

Há os que se tornaram eunucos por amor e benefício ao Reino dos céus. - Neste caso Jesus se refere aos que se decidiram pelo celibato, não são castrados, mas sim celibatários. 

E termina Jesus dizendo: Quem puder compreender compreenda. - Isso quer dizer que aquele que está na hora de seguir o celibatarismo, que o siga. 

E acima de tudo, Jesus da esta mensagem no topo de uma montanha, para deixar bem claro que o caminho da iluminação do chakra da coroa, é o celibatarismo. 

Agora, vejam que este é o sétimo raio, o sétimo Sacramento. Esta é a hora onde nós somos todos esperados. Deus espera que, casado ou não, um dia, todos cheguem a este estado. 
Depois de ter seus filhos, e na hora em que o casal estiver preparado, eles devem buscar este caminho, em comum acordo. Pois agora não são mais duas pessoas, e sim uma. 

O Sacramento da santa ordem ou hierarquia divina, mostra também a importância da hierarquia superior de Luz. O indivíduo reconhece e aceita a necessidade de respeitar a hierarquia e que necessita de direcionamento superior. 

Cego não pode guiar cego. O indivíduo precisa encontrar-se com seu guia espiritual, o santo Eu Superior.

E mais, é através da Hierarquia Superior; os Elohim e os Mestres Ascensos, que conseguimos comandar as forças hierárquicas mais próximas de nós, para a transmutação e purificação do planeta; que são os arcanjos, os anjos e os elementais do fogo, do ar, da água e da terra.

8 - O Batismo com o Fogo, a Iniciação dos 5 Raios Secretos – 8º Raio 
O oitavo Sacramento ocorre quando o indivíduo passa a ser a casa do Espírito Santo. Quando está tão purificado que o corpo não é mais a casa de vários espíritos, mas apenas de UM, o Espírito Santo de Deus. 

E isso ocorre quando o indivíduo recebe o Pai, o Filho e a Mãe divina em seu coração. Quando o indivíduo se ilumina a ponto de ver Deus em cada ser vivente sobre a terra. Quando pode estar onde estiver, e sua atenção está na mente de Deus.

De espiral em espiral, cada um destes pontos da eucaristia renovam o contato com o divino, a união com Deus Onipotente torna-se mais intima em cada uma das doze casas do Ciclo do Relógio Cósmico.

Paulo R. Simões - Grupo de Estudos Virtual EuSouLuz
www.eusouluz.com.br


Elizabeth Prophet

- A IMPORTÂNCIA DO BATISMO

O propósito da vinda de Jesus Cristo foi que através dele nós podemos aprender a andar em seus passos e a fazer as obras que ele fez; o que ele prometeu que faríamos se acreditássemos nele - no Cristo dentro dele, Jesus.

Neste ponto da evolução de nossas almas, espera-se que nós comecemos a tirar os pecados do mundo, através do batismo pelo Fogo Sagrado do Espírito Santo. O batismo é uma ação de limpeza pelo Fogo Sagrado, que em si, é a transmutação do carma, ou do pecado. Assim, o batismo pelo Fogo Sagrado é absolutamente necessário para que possamos equilibrar o nosso carma de milhares de anos.

Temos de perceber que o perdão dos pecados é a anulação do carma até que a alma amadureça ao ponto em que ela possa enfrentar o que a tem sobrecarregado. É como ir a um psiquiatra e desenterrar os registros de uma infância e ser capaz de enfrentar essas memórias.

É preciso uma quantidade enorme de energia para fazer isso e a maioria das pessoas não está disposta a passar por isso. Eles não estão dispostos a enfrentar seu passado. Eles não estão dispostos a assumir a responsabilidade por ações passadas.

(Podemos fazer um batismo diário, Deus nos deu a possibilidade de decretarmos a purificação do nosso carma. E isso se realiza entoando os decretos dinâmicos, invocações, mantras de luz, meditações, além das boas ações para com o próximo, tudo isso ajuda a consumir o carma negativo; mas isso exige esforço, trabalho, dedicação, e acima de tudo, amor à Deus, e uma grande vontade de ser aceito por Ele, ao Seu lado.)

É muito conveniente dizer: "Não é possível para mim de forma alguma alcançar a virtude, porque eu sou um pecador e Cristo morreu por mim; Ele fez a coisa toda."

Mas devemos lembrar que Jesus nos deu o comando "Sede vós pois perfeitos, como vosso Pai que está nos céus é perfeito." Jesus nos deu o comando para a perfeição. Ele nos deu o ensino e a lei pela qual nós poderíamos alcançar a perfeição.

A aceitação da lei da reencarnação, obriga a alma a enfrentar suas próprias sementeiras do passado. Mas o que Paulo diz aos Gálatas? "Não erreis, Deus não se deixa escarnecer; Para aquilo que o homem semear, isso também ceifará."..
.
...Para mim, a lavagem da água pela Palavra significa uma ação alquímica em que as águas de nossa consciência são purificadas conforme nós invocamos a Palavra e, enquanto nós, através da Palavra, invocamos o Fogo Sagrado. 

Esse Fogo Sagrado é um batismo (a purificação) que todos nós estamos esperando. Lembrem-se das palavras de João Batista: "Um veio diante de mim cujas sandálias eu não sou digno para desamarrar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo". 

Nós encontramos a referência ao fogo repetidamente. É um Fogo Sagrado, um fogo purificador. É o fogo no núcleo do átomo. É energia. Essa energia é Deus.

Elizabeth Prophet

Do livro “Inner Perspectives” de Elizabeth Clare Prophet - Mensageira da Grande Fraternidade Branca - na escola de mistérios - The Summit Lighthouse. 
Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R Simões


(foto do mestre Lanello - The Summit Lighthouse)

A IMPORTÂNCIA DO BATISMO

Pérola de Sabedoria Vol. 27 No. 1 - Lanello - 1984

Portanto sobre o altar de Deus Todo-Poderoso, eu selo estes votos destas almas em cada Cristo Pessoal individual, para que vocês possam sempre saber que vocês estão casados com Cristo; e este é o significado deste sacramento.

(Ditado dado durante um batismo.)

Assim, andem no caminho da Cristicidade e conheçam um ao outro na beleza do amor de Cristo - o Cristo de Alpha, o Cristo de Ômega - o objetivo da união (com Cristo), portanto, é ancorar na oitava física da Terra, a plenitude daquela união do Cristo do eterno Corpo Solar imortal (A Presença Eu Sou).

Percebam, portanto, ó filhos do Sol, que o retorno para Deus é uma caminhada nas iniciações dos Sete Sacramentos.

Embora o primeiro possa ser dado no batismo ao nascimento (ou em qualquer idade, quando a alma decide obedecer as leis de Deus), todos estes sete (sacramentos) continuam pela vida, dia após dia, cumprindo a lei dos sete raios, que representam os sete sacramentos - e os sete chakras.

De espiral em espiral, cada um (alma) renova o abraço divino, e o contato com Deus Todo-Poderoso torna-se mais próximo e mais querido em cada um dos doze ciclos do relógio cósmico, o que pode ocorrer diariamente, semanalmente, mensalmente, a cada hora ou anualmente, assim como vocês forem capazes de acelerar (o ciclo na elevação de suas consciências).

Assim, todos podem chegar ao ponto de sustentar a luz Ômega nesta hora, que é transmitida a vocês pelo nosso testemunho e pela focalização das nossas chamas. 

(Manter a luz divina pela adoração ao divino Pai em Sua Chama Sagrada. Diminuindo o desejo material e aumentando o desejo espiritual) 

Nós, portanto, selamos em níveis internos (espirituais), o Corpo Solar imortal das chamas gêmeas daquela união de Alfa e Ômega, em cada um com a Poderosa Presença EU SOU e a sua contraparte divina, para que vocês possam conhecer a totalidade da Palavra viva.

E, portanto, esta transmissão de luz é para o selamento da Terra no equilíbrio das esferas de Alfa e Ômega - assim, cada um (dos chelas na senda crística) recebe um novo incremento da Chama da Mãe, mas, cada um em um ciclo diferente dos doze e dos chakras.

Lanello

Ditado dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet, da The Summit Lighthouse.
Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R Simões


Pérola de Sabedoria Vol. 34 No. 66 - Jesus Cristo - 1991

Busquem o casamento com o Cristo e todas as outras coisas virão a vocês!

Busquem o Sagrado Coração! Busque meu sangue e meu corpo! Busquem-me em todos os lugares!

Sempre que vocês encontrarem em si mesmos, um espaço onde os raios de luz penetram, e agora você podem ver os esqueletos no seu armário, procurem imaginar o meu rosto e o meu corpo, a minha presença lá.

(A luz mostra os nossos erros. Jesus está ensinando que colocar a atenção nele, ajuda a consumir os nossos defeitos interiores.)

Lembrem-se das iniciações a que eu me submeti em minha encarnação final, para que vocês possam conhecer o padrão, a preparação da alma através da chama violeta, por suas próprias iniciações: o perdão das águas da consciência humana enquanto se tornam o vinho, a santificação do casamento como um sacramento na Igreja e assim como, o casamento da alma ao seu Senhor.

Lembrem-se do caminho e da iniciação da alquimia do suprimento (e da oferta) e da multiplicação dos pães e dos peixes pelo poder de Alpha e Ômega.

Lembrem-se de todos estes passos, enquanto vocês ainda são capazes de equilibrar coração, cabeça e mão, pelo correto uso da chama violeta. Pois este é o objetivo e o mandato da encarnação física das suas almas.

Lembrem-se do ponto de entrada em congruência com a perfeição de seu projeto interior (plano divino) naquela direção divina.

Lembrem-se, então, da transfiguração, enquanto a alma entra e recebe a impressão do padrão perfeito de seu Santo Cristo Pessoal para ser manifestado no mundo.

Lembrem-se da crucificação, pois o Cristo em cada um deve ainda ser crucificado. Sim, lembrem-se (de vocês) vivendo no coração da Terra, na Presença de Chama da Ressurreição, assim como eu fiz.

Lembrem-se a ressurreição. Lembrem-se dos quarenta dias de profunda instrução no templo interior. Lembrem-se da ascensão. Estas são as principais iniciações e há muitas mais.

Não as resistam, não me resistam! Não resistam as minhas pegadas na areia! Não resistam, queridos!

E, certamente, Conheçam a (importância da) Confissão da alma e o Santo Sacramento da Penitência. Conheçam o Batismo. Conheçam a Comunhão...

A consagração destes rituais, amados, torna-se uma parte da espiral maior que é a ligação da sua alma ao meu Sagrado Coração e está lá como uma matriz completa quando vocês forem recebidos como minha noiva e a noiva de Cristo de vocês.

(Os mestres ensinam que a alma tem a polaridade feminina e que ela aguarda o casamento alquímico com o Espírito Santo de Deus - polaridade masculina.)

Jesus Cristo

Ditado dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet, da The Summit Lighthouse.
Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R Simões


Pérola de Sabedoria Vol. 26 No. 35 - Jesus Cristo - 1983

Esta é a minha mensagem que é a promessa da ressurreição para aqueles que podem ouvir e compreender e conhecer o significado dos corações “UM”, congruentes em harmonia, assim na terra como no céu.

Eu agora preparo-me para batizá-los. Desejo realizar isso, para que vocês possam conhecer o batismo da minha chama e coração e para cada um que assim escolher.

Portanto, o toque, o mais gentil dos toques, é tudo o que é requerido, e seus nomes poderão ser lidos pelo nosso escriba. E, assim, o nome pronunciado, dado aos anjos, mantido em registro, vai mostrar que eu toquei-lhes nesse dia de hoje e dediquei-lhes à vontade de Deus.

E, portanto, se você deve ser batizado e receber o certificado de batismo, saiba que é um batismo para a eternidade. Não pode ser aumentado ou refeito. E se você foi batizado pelos Mensageiros anteriormente, você recebeu a minha bênção, eu posso assegurá-lo, e isso não pode ser perdido. Porque está selado por Deus em um lugar secreto de um determinado chakra de sua vida.

O batismo é o sacramento, é a bênção da consagração de sua vida à vontade de Deus, que é o seu projeto interior (seu plano divino), dado a você e acordado por você, por sua livre vontade, no começo (antes de seu nascimento). Batismo, portanto, atrai você para o alinhamento e ainda traz algum rearranjo de seu karma para uma melhor manifestação.

A luz deve ser recebida e pode fazer você se sentir desconfortável por um tempo, mas este é apenas um ajuste dos chakras que são realmente transformados e recarregados por este incremento de fogo, prometido por Deus, e dado no início e no final da viagem da vida. De acordo com o plano divino, possa esta ser a encarnação vitoriosa de sua alma para a vitória da ascensão na Luz.

Mestre Ascenso Jesus

Ditado dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet, da The Summit Lighthouse.
Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R Simões


Pérola de Sabedoria Vol. 4 No. 47 - Jesus Cristo - 1961

Se qualquer sacrifício é exigido do homem para regressar ao seu estado natural, à filiação espiritual, este é o sacrifício de qualidades humanas rebeldes e voluntariosas.

Como o amado Kuthumi e eu já afirmamos anteriormente, o caminho para Deus nunca é tanto um sacrifício quanto é um sacramento, nunca é tanto sacrificial como sacramental.

Vá, então, e não peques mais, no melhor de sua capacidade. Mas evitem ficar tensos sobre isso, amados. Vejam, o aumento da força e compreensão espiritual, não deve ser esvaída pela condenação de si próprio ou dos outros.

Se vocês permanecerem em perdão amoroso, será muito mais fácil para descobrirem a total liberdade no caminho do Cristo, através da correta compreensão e plenitude de Deus, que os rodeia agora e sempre.

Portanto, na verdade, vocês conhecem o Caminho; pois Eu Sou o caminho, Eu Sou a verdade e, Eu Sou a vida. E ninguém vai ao Pai (sua Presença de Deus) senão por mim (o Santo Cristo Pessoal de cada um), e este é o plano universal, o mesmo para todos.

Enfrentem e superem o pecado, a condenação, a falsa consciência e o medo. Para todos estes, declarem fervorosamente e saibam que:

Eu SOU a plenitude de Deus/Bem (God/Good)! Eu Estou caminhando diariamente para a unidade com o Pai. Eu Sou feito sempre novo à imagem de Deus, pela figura e semelhança de tudo o que é bom.

Eu Sou a justiça da lei divina, que estende a mão para cumprir o verdadeiro espírito da lei, tanto humana como divina.

EU SOU a manifestação da sagrada Lei, e Eu Estou na alegria da consciência ascensa de Jesus Cristo.

EU SOU iluminado em saber que nesta vida, que a Lei interna é a Regra de Ouro!

Que a Paz e o Poder estejam sempre com vocês.

EU SOU verdadeiramente seu irmão mais velho, Jesus, o Cristo

Ditado dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet, da The Summit Lighthouse.
Tradução e comentários entre (parênteses) de Paulo R Simões


Continua...


Voltar