O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

OS FALSOS ENSINAMENTOS DESMASCARADOS
– Um Exposé de Falsos Ensinamentos –


Pérola de Sabedoria Vol.19 No. 6 - Kuthumi e os Irmãos do Manto Dourado - 1976

Àqueles que desejam conhecer as Quatro Forças Cósmicas nos 
Quatro Quadrantes da Mater:

Mater é a cristalização da chama da Mãe. Mater, a forma latina de “Mãe", é o termo que os devotos usam para expressar a sua reverência pela vida na Matéria.

Matéria é Mãe. Mãe é Matéria e muito mais. Mãe é o ventre da vida no qual a criação se move e todo o cosmos Material é como uma semente no ventre da Mãe Divina.

O que brotará desta semente? Vida? Eternidade, o Filho Varão? Ou morbidade, Anti-matéria? Não-tempo ou um buraco negro no espaço?

Devemos considerar a dissolução de mundos, assim como calculamos o Ovo da Mater tornando-se a cristalização da chama de Deus a partir da semente do Espírito.

A semente é o núcleo da consciência cósmica plantada pela Totalidade do Pai no ventre da Totalidade da Mãe, para ser nutrida pelo fluxo do Seu amor, o saber da Sua sabedoria, o sopro do Seu poder, enquanto os ventos do Espírito Santo acariciam estes pequeninos, estas ternas crianças que os pais e mães terrenos seguram nos braços.

E eis que, Ele falou! E a Sua palavra é o movimento de mundos e as estrelas ardendo e a totalidade da criação ansiando pela Mãe.

E eis que, a Palavra foi revestida com Matéria - Macrocosmos e microcosmos de suaves nebulosas, grupos de estrelas e vaporosos véus de noiva, massas de matrizes geometrizadas, sistematizadas, coaguladas. E eis que, o corpo de Deus na Mater aparece!

A semente do Espírito é um milhão de bilhões de sementes na Matéria. E toda a vida se inclina perante o único Criador, Infinidade selada no finito. Uma lágrima nos olhos da Mãe é o coração transbordando alegria.

O amor se realiza no amor. Nasce um deus, um deus se erguerá, o arauto do nosso paraíso!

De tudo isto, esta beleza em pétalas, fragrante, fluindo. Esta beleza movendo-se para fora, em seguida para dentro, depois para fora novamente, do centro até a circunferência do Ser Todo-Poderoso.

A partir de tudo isto eles construíram a falsa criação. Não é suficiente o pristino esplendor original?

Sim, é a satisfação dos deuses e deusas que governam as estrelas a as galáxias.

Mas os traidores precisam construir um sistema alternativo, uma polaridade negativa que não é a Matéria, mas sim, maya, mistificação, mortalidade.

Eles espelharam a criação do nosso Deus Pai-Mãe. Mas o espelho da alma corrompida e desalentada não reflete a qualidade do original, mas somente miasma maculando a matriz da Mãe para justificar uma falsa posição que as caídos criaram, um mundo irreal situado no submundo de escuridão e pegajosidade astral, uma estrutura de tempo e energia que eles roubaram da Mãe, suspensa no espaço usurpado do Buda.

(Os mestres ensinam que os caídos nada criam, eles copiam e deformam a criação...)

Como ciganos, estes caídos vagam no Ovo Cósmico fingindo uma Liberdade que é a negação do eu quando deveria ser a deificação do eu. Aonde podem ir estes ciganos? Eles estão com medo! Eles fogem para aqui e para ali. O olho da Mãe está sobre eles. Ela os observa jogarem as seus jogos do culto do sexo e do culto do sucesso nas próprias dobras do seu manto real.

Para onde poderão eles fugir da Mãe? Não há Lugar onde esconder-se. Dentro de uma caverna ou sob um tronco ou no luxo da terra que eles adquiriram pela afluência a pelo ateísmo justificado pelos arqui-enganadores Ayn Rand e Madalyn Murray e suas filosofias, e os que marcham pela liberação da mulher (feministas).

Eles também existem na Matéria da Mãe. E quer a sua quase-existência torne-se ou não a vida ressurrecta, a vida universal e triunfante, não importa..., porque ninguém pode fugir da suprema graça da Mãe. Ninguém pode evitar para sempre a face da Mãe. E o dia do ajuste das suas contas virá, já chegou, e os seus cálculos serão para, pelo Livre arbítrio definir sua escolha: Ser ou não ser.

Mas em quanto isso, todos os que escolheram a senda da mão esquerda, para elevar o ego inferior ao invés do Ego Superior, organizaram a sua existência mecanizada através da imitação de cada faceta da criação da mente de Deus.

Eles procuraram dividir a luz das Quatro Forcas Cósmicas que movimentam as energias de Deus nos planos do Espírito e da Matéria. Pelo livre arbítrio eles roubaram a Luz, e ainda a roubam.

Zumbindo como libélulas e aviões e trens e carros de brinquedo, eles se põem em fuga aqui e ali com todo o ruído da sua auto importância. E eis que, eles apresentam à humanidade a maravilha da sua falsa criação!

Eles imitaram até mesmo a estrutura hierárquica dos filhos e filhas de Deus, e se posicionaram por ordem de auto importância num andaime de bambu, uma imitação da escada da hierarquia.

Vede! Aí vem eles Um desfile de fantasias mórbidas! Os caídos mascarados espreitando das máscaras de papel maché pintadas para parecerem com Morya e Kuthumi, Saint Germain, e até mesmo com Jesus Cristo. O seu sacrilégio não tem limites, e eles enganam os auto iludidos membros da raça humana que já usam a máscara do ego sobre suas faces.

Para cada cargo e posição ocupado por um Mestre Ascenso ou um chela não ascenso na Hierarquia da Grande Fraternidade Branca, há um ou uma dúzia ou uma centena de impostores maliciosamente, nocivamente personificando esse nome e essa chama.

Assim a falsa hierarquia governa no submundo da subconsciência das massas das evoluções que procuram escapar da unidade do nosso Deus Pai-Mãe.

As suas mentiras a invenções cobrem com mortalhas e com luto cada verdade do Espírito Santo e cada verdadeira imagem do Real. Eles procuram ocultar a Mãe das Suas crianças. Mas mesmo com todas as selvagerias da sua loucura e as dissonâncias da sua mecanização, eles nunca cortaram a fluxo da Mãe para os filhos do Pai. Eles nunca cortaram o anseio das almas destes pequeninos pela Sua face, seu terno abraço e o leite cálido do Seu amor fluindo, nutrindo almas com nutrientes do Verbo.

Agora a Matéria está coberta com a fuligem do seu sarcasmo e do seu pecado. Agora a Matéria será purificada pelo esclarecimento da Lei, pela cristalização da pureza, praticidade e poder. A Luz alvi-dourada do halo da Mãe, que Ela agora coloca sobre o altar da Matéria, uma guirlanda de rosas brancas, lírios, miosótis e cravos de amor que Ela coloca ao redor do pescoço de todo e qualquer filho Seu.

Oh mais justa entre os justos, oh Mãe do Mundo cuja imagem é refletida com precisão na verdadeira Matéria, não em maya (ilusão): Contempla como as Tuas crianças Te adoram!

Contempla as Tuas crianças virem até Ti! Contempla as Tuas crianças carregando cálices de essência líquida da própria efervescência da Luz, cálices cheios de néctar dos deuses e deusas que vêm para libertar as crianças da Mãe, de seres das trevas e sua profanação mortífera da divindade, essa Deidade interior.

Oh Mãe do Mundo, vê os Teus filhos como peregrinos que caminham pelo caminho da luz solar em direção ao dia de ouro! Oh Mãe, veja! os Teus filhos no caminho de retorno ao lar!

EU SOU KUTHUMI, Restabelecendo a Luz das forças cósmicas quádruplas nos corações em que arde a chama trina do Pai, Filho e Espírito Santo, cuja lei é da vida, e não da morte, ainda hei de revelar.

----------------

Ditado originalmente em inglês, dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet 
Tradução e comentários entre (parênteses) de - Paulo R. Simões


Voltar