O QUE OS MESTRES ASCENSOS DIZEM SOBRE...

OS FALSOS ENSINAMENTOS DESMASCARADOS
– Um Exposé de Falsos Ensinamentos –


Pérola de Sabedoria Vol.19 No. 8 - Kuthumi e os Irmãos do Manto Dourado - 1976

Àqueles que desejam ser iniciados pelo Grande Iniciador (Senhor Maitreya) e pela Mãe do Mundo:

Essas falsas iniciações dos impostores ao trono da graça, não são experimentos inofensivos com o real e o irreal. Eles brincam com o fogo. Eles não sabem disso. E eles se queimam.

Aqueles que têm acreditado na mentira de que para conhecer tudo, devem experimentar tudo, aqueles que têm insistido em provar do fruto proibido da árvore do conhecimento do bem e do mal, têm pago um preço infeliz. 

Pois as bobinas do carma continuam a se enrolar e o Guardião dos Pergaminhos escreve nos arquivos da alma o registro de todos os abusos do fogo sagrado.

Mas a Mãe tem intercedido por seus filhos. Ela os tem visto serem abusados e confundidos. Ela tem visto os caídos jogarem com os seus egos não transmutados (eu inferior de cada filho da luz) - a bajulação e a sedução - as suas promessas e as suas promessas de torná-los sábios, de torná-los possuidores dos segredos de Shangri-lá e conhecedores dos mistérios arcanos dos mestres.

Os filhos (da luz) não são espertos o suficiente para perguntar: "Quais mestres?" E quando já é muito tarde, tarde demais, as suas vidas arruinadas, as suas almas traídas, eles veem os mestres da fraternidade negra que os iniciaram através dos falsos gurus - que os iniciaram, não na Consciência Crística, ou na Iluminação Búdica, mas na trágica trajetória dos "astros errantes, aos quais está reservada a escuridão das trevas para a eternidade".

O guru-menino não é o único a ser um instrumento das iniciações da falsa hierarquia. Inúmeros pretensos gurus que lideram cultos messiânicos e condenam o mundo e tudo o que nele há, à ruína e à destruição, atraem os desiludidos e os perturbados, os temerosos e os vacilantes, juntamente com os buscadores sinceros, para os seus territórios e comunidades.

Quer sejam apocalípticos ou ateístas na sua mensagem, eles se colocam no centro e, seguindo padrões militaristas e modos paternalistas, conseguem abrigar almas que sentem uma grande necessidade de dependência em relação a uma figura autoritária. 

A necessidade dessas almas é baseada (1) na sua falta de reconhecimento da autoridade do Cristo interior (e 2) na sua rebelião contra a responsabilidade associada com o reconhecimento do Cristo interior.

Quer seja por temor à Divindade ou em dúvida da sua própria identidade independente em Deus ou pela busca genuína da verdade e de uma delicada procura daquilo que é real, almas puras e impuras encontram-se neste momento do tempo e do espaço, presas na teia dos falsos ensinamentos que foram fiados em um casulo confortável, pelos membros da falsa hierarquia.

Existem as iniciações óbvias que ocorrem quando alguém que deseja ser um estudante, formalmente inicia um relacionamento com um instrutor desautorizado, alguém que se auto designou iniciador.

Os rituais utilizados para formalizar o relacionamento percorrem a gama que vai desde as sessões de lavagem cerebral e estraçalhamento da alma do ser, de Werner Erhard, às imitações de técnicas hindus e budistas feitas por Maharishi e pelo Maharaj Ji, até os ritos satânicos de Anton LaVey, que ergue o brinde de sangue para o bode de Mendes ou para o deus Pã - o próprio Satã disfarçado.

Existem ainda as iniciações menos óbvias, onde, pelo consentimento dado através da atenção, o estudante inadvertidamente coloca-se sob o controle de um ou mais ramos da falsa hierarquia.

Quando os devotos são instruídos para fixarem a sua atenção na perfeição do Maharaj Ji, como a porta aberta para a sua própria perfeição, ocorre então, uma violação do fiat do Cristo Pessoal de cada um: "EU SOU a Porta Aberta que nenhum homem pode fechar!"

Nenhuma outra pessoa pode proporcionar esta porta aberta, exceto se for um instrutor da Grande Fraternidade Branca cuja sobreposição pela Consciência Crística Cósmica do Senhor Maitreya, o Grande Iniciador, permite que o Cristo Pessoal do devoto que trabalha com o instrutor, vivifique a chama da auto percepção em Deus.

Assim, aqueles cuja consciência torna-se vinculada ao guru exterior, que não tem o laço interno com a hierarquia de luz, iniciam um relacionamento baseado no intercâmbio ilegítimo da substância não transmutada do carma pessoal ao invés do intercâmbio legítimo entre a alma do devoto e o seu próprio Cristo Pessoal.

Através da atenção, uma pessoa determina pelo exercício do livre arbítrio, o que entrará ou não em seu mundo. Quando o estudante fixa sua atenção no Maharaj Ji ou em qualquer guru desautorizado, o arco de contato é estabelecido e as energias do carma humano do guru, fluem para o mundo do estudante, enchendo o cálice da consciência com um líquido escuro ao invés de enchê-lo com o fluxo do amor da Mãe.

Há aqueles que têm sido iniciados por membros desencarnados da fraternidade negra, ao fixarem a sua atenção em crimes no estilo de Agatha Christie, na fascinação pelo terror, filmes de terror, pornografia e filmes pornográficos.

A preocupação com a morte e com os soturnos tons da música da morte, que se tornaram tão populares neste século em tantos diversos disfarces, começando pelo blues, e acabando em todos os tipos de jazz. Rock‘n Roll e Acid Rock, prendem o indivíduo pelo fluxo da atenção a membros da falsa hierarquia, encarnados ou desencarnados.

O resultado final destas iniciações óbvias e menos óbvias, é que, pelo consentimento, consciente ou inconsciente, as crianças da Mãe encarnadas na Terra têm sido programadas pelas flores do mal e pelas sementes dos caídos. 

E onde quer que o solo do subconsciente tenha sido umedecido pelo medo e obscurecido pela dúvida, as sementes luciferianas brotaram, tornando-se um câncer todo consumidor - se não no corpo físico, então, nos corpos astral e mental das crianças da Mãe.

Vocês veem, então, porque nós viemos destemidamente, porque respondemos ao chamado da Mãe Divina para resgatar as Suas crianças perdidas nas cavernas sem fim de maya? 

Nós somos enérgicos diante dos ataques violentos de um erro mecanizado produzido em massa, desfilando em todos os lugares nos robôs dos caídos.

É de uma profunda preocupação com as queridas crianças escravizadas e seduzidas pelos loucos governantes deste mundo, que o Conselho de Darjeeling da Grande Fraternidade Branca, propôs um plano. 

Onde quer que espirais de trevas e ilusão tenham sido iniciadas no subconsciente das crianças, elas (as espirais) precisam ser detidas.

Onde quer que as sementes dos malignos tenham sido plantadas no campo de energia do subconsciente, enquanto as crianças dormiam, elas têm que ser consumidas ou extraídas.
Onde quer que a Mente Crística das crianças tenha sido substituída pela mente robótica dos controladores, os eletrodos dos hipnotizadores têm que ser removidos e substituídos pela verdadeira identidade e pelo eletrodo da Mente de Deus.

Onde quer que as culturas e subculturas do astral tenham programado as crianças para falsos objetivos, para a cultura da droga e para os cultos do materialismo e da mestria mecanizada, é necessário ocorrer a desprogramação através dos ensinamentos do Cristo e da cultura da Mãe Divina.

É tarefa da hierarquia, da verdadeira hierarquia da Grande Fraternidade Branca, transferindo espirais de energia, incrementos de luz fohática (luz transformadora do Logos divino) e porções do fermento da Mãe para o corpo de Deus na Terra. 
Quando e onde é possível, nós procuramos realizar isto diretamente e através do Cristo Pessoal do indivíduo.

Mas onde o indivíduo não estabeleceu contato com o Cristo Pessoal ou onde o contato não é suficiente para manter um fluxo de energia pelo arco da atenção para a transferência da luz, nós chamamos os representantes da Grande Fraternidade Branca em encarnação física, para conferir a benção e a transmissão da luz.

Noventa e nove por cento daqueles que buscam a verdade e as verdadeiras iniciações de Maitreya e da Mãe, precisam primeiro ser desmagnetizados e descontaminados através da mão do Ajudante, antes que possam restabelecer o contato direto com o guru interior que os caídos sub-repticiamente tomaram deles.

Portanto, eu lhes mostro para seu conhecimento o anúncio do amado El Morya de que foi concedida à Mãe da Chama (Elizabeth Clare Prophet) a dispensação para fazer invocações ao Deus Altíssimo para, e em prol de todos aqueles que, conscientemente ou não, intencionalmente ou não, participaram de iniciações da falsa hierarquia.

Estas invocações serão feitas por ela quando ela colocar as suas mãos sobre determinados chakras para a liberação da energia de Deus que é para consumir nos quatro corpos inferiores e na alma, a causa, o efeito, o registro e a memória de todas as influências inferiores do Cristo que a Grande Lei permitir serem removidas.

Aquilo que será retirado das crianças (filhos da luz) será definido pelos seus próprios Cristos Pessoais, em deliberação com os Senhores do Carma, o Guardião dos Pergaminhos, o Maha Chohan e os Sete Chohans dos Raios.

O contato físico é necessário para que desfaçamos, através de um cálice purificado, aquilo que foi feito. 

Aqueles que frequentarem a Summit University, receberão esta transferência de Luz quando vierem até o altar para entregarem, em nome de Jesus o Cristo, os desejos humanos e as criações humanas, (para serem consumidos) na chama.

Em cada uma das cinco sessões de doze semanas, o incremento de fogo sagrado que pode ser transferido é aumentado. 

Portanto, que aqueles que desejam verdadeiramente ser iniciados sob a égide da Grande Fraternidade Branca, tirem proveito desta oportunidade contínua (hoje a Summit University não é mais de 12 semanas).

Outros, serão libertados das iniciações dos caídos nas conferências e seminários em períodos programados de iniciações. Outros, ainda, encontrando a Mãe (Elizabeth Clare Prophet) no seu retiro ou na estrada da vida, ajoelhar-se-ão para o abençoado momento da sua libertação dos caídos (a mensageira Elizabeth Clare Prophet já fez sua passagem para o éter divino).

Neste dia, o primeiro devoto a beneficiar-se desta dispensação sentou-se em meditação diante do Senhor do Mundo e recebeu, de acordo com o compromisso dela, a libertação de todas as iniciações passadas da fraternidade negra. 

Esta libertação estende-se a encarnações passadas de cooperação involuntária com práticas de feitiçaria e magia negra. O consumo dessa substância pela transferência do fogo sagrado foi experimentado como uma sensação de calor no terceiro olho, tanto durante, quanto após a iniciação.

Assim, a primeira alma foi libertada e milhares de outras a seguirão na vitoriosa luz de Gautama o Buda, de Maitreya, o Iniciador, e, da Mãe Divina (amada Ômega), aquela que estende a Sua graça por um tempo e um espaço através do coração, da cabeça e da mão da Mãe da Chama (Elizabeth Clare Prophet).

Um a um, deixe que venham. Deixe que venham às centenas e aos milhares, pois nós fortaleceremos a nossa Mensageira até que a tarefa colocada diante dela tenha sido cumprida no trabalho do Senhor.

Eu continuarei as minhas dissertações sobre as diatribes (discursos agressivos) dos caídos. 

EU SOU Kuthumi, e permaneço entre as crianças que clamam pela Mãe.
A todos eu digo: Ela virá se vocês a chamarem e se orarem.

----------------

Ditado originalmente em inglês, dado a mensageira Elizabeth Clare Prophet 
Tradução e comentários entre (parênteses) de - Paulo R. Simões


Voltar