DICIONÁRIO ESOTÉRICO


PALAVRAS :

SIGNIFICADO :

Eclipse

Em astronomia, eclipse (do grego ékleipsis, "desaparecimento") é o obscurecimento temporário, parcial ou total, de um corpo celeste por outro. Produz-se quando três objetos celestes colocam-se em posição alinhada.

Na mitologia de quase todas as culturas antigas registram-se referências aos eclipses como combates de astros contra forças malignas. Os povos primitivos escondiam-se dos eclipses solares e procuravam afugentar presságios funestos com gritos e ruídos de metais durante os obscurecimentos da Lua.

Trata-se, pois, de um fenômeno celeste observado desde épocas remotas. Algumas teorias sustentam que o círculo megalítico (feito de grandes pedras) de Stonehenge, nas ilhas britânicas, era utilizado, já no paleolítico, para sua previsão. Testemunhos históricos comprovam que os astrônomos babilônios construíram seu calendário, precursor do atual, com base na periodicidade dos eclipses, a partir de farta compilação de dados registrados há mais de 2.500 anos. Em tempos mais modernos, os eclipses continuaram a suscitar superstições e temores. Em algumas culturas ainda são interpretados como augúrio de catástrofes e epidemias.

O alemão Johannes Kepler descobriu, no século XVII, que a órbita da Terra ao redor do Sol descreve uma elipse. Esse movimento ocorre num plano (a eclíptica) que se apresenta inclinado em relação ao equador terrestre em um ângulo de 23o27'. A resultante inclinação do eixo da Terra, levemente variável pelas influências gravitacionais dos planetas -- principalmente Vênus e Júpiter -- explica a diferenciação das estações e a existência dos eclipses. 

Eclipse do Sol: Aquele em que o Sol deixa de ser total ou parcialmente visível, por haver a Lua ficado entre o Sol e os observadores terrestres situados em uma região interceptada pelo cone de  sombra da Lua; eclipse solar. 

Eclipse da Lua: Os eclipses lunares se produzem quando o satélite terrestre se coloca em posição alinhada e oposta em relação ao Sol visto a partir da Terra, e se esconde no cone de sombra que a Terra iluminada projeta atrás de si. Por não possuir brilho próprio, a Lua fica total ou parcialmente obscurecida, se não recebe raios de Sol; isso ocorre quando ela se encontra na fase cheia e atravessa ao mesmo tempo o plano da eclíptica.

Os eclipses da Lua, ao contrário dos solares, são visíveis de todos os pontos do hemisfério voltado para a Lua, inclusive de qualquer lugar do planeta em cujo horizonte ela se encontre. Por vezes, esses eclipses são penumbrais: a perda do brilho do satélite é quase imperceptível a olho nu.

Os efeitos negativos de alguns eclipses podem ser amenizados com o uso da Chama Violeta

 

Ectoplasma

É uma armadura / campo de força para a alma. É uma proteção contra ataques de seres viventes do plano astral.

 

Ego Divino

Consciência da verdadeira individualidade no Cristo Pessoal e como Cristo Pessoal, o Eu divino, ou a Presença do EU SOU; Consciência Superior; Fonte ou origem do homem. Sentido da individualidade no ponto de origem. Mônada divina.

 

Ego Humano

Ponto da personalidade que abrange a consciência humana e tudo o que é a verdadeira individualidade; o anti-eu, a imagem sintética. No entanto, o ego positivo, bem sucedido e possuidor de uma auto-imagem saudável, constitui o próprio ingrediente vital, que permite ao homem buscar destemidamente o Ego Divino, passo a passo, renunciando a sí mesmo, esquecendo o passado até que a mascara humana deixe de ser um vício ou instrumento.

E a alegria pura, como ser radiante, torne-se a nova definição da individualidade e a perspectiva da Realidade. Um ego saudável é fundamental para uma entrega saudável a Deus - o único e verdadeiro Ego de todos nós.

 

Egregora

A egregora é uma espécie de ser coletivo formado por imagens astro mentais geradas por uma coletividade consciente. Quando um grupo de pessoas se reúne, emitindo vibrações fortes e idênticas, pensamentos de mesma natureza, um ser real ganhará vida e ficará animado de uma força boa ou má, conforme o gênero dos pensamentos e sentimentos emitidos.

 

El Morya Khan

 

O Mestre Ascenso El Morya Khan é o Senhor (Chohan) do Primeiro Raio da Vontade Divina, e Chefe do Conselho de Darjeeling da Grande Fraternidade Branca. Fundador da The Summit Lighthouse e, instrutor e patrocinador dos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.

A sua devoção extraordinária à palavra e às obras de Deus assemelha-se a uma corrente forte que flui por todas as encarnações da sua alma na Terra, por ele sempre ter sido um fiel defensor como advogado, mestre, e exemplar diante dos nossos espíritos, elevando-se em direção ao Amor.

Abraão foi uma das encarnações de El Morya, o patriarca antigo que emergiu do Ur dos caldeus para se tornar o protótipo e progenitor das doze tribos de Israel.

Retornando como Melquior, um dos três reis magos do Oriente, ele seguiu a estrela que pressagiou o nascimento do melhor da sua semente, quem cumpriria com todas as promessas de Deus aos Seus descendentes espirituais. Como Artur, rei dos britânicos, convocou os cavaleiros da Távola Redonda e as damas da corte de Camelot para buscarem o Santo Graal e alcançarem, através da iniciação, os mistérios interiores do Cristo.

Surgindo novamente em terra britânica como Thomas Becket bem como Thomas More, os dois mártires, representou por duas vezes o papel de defensor da Fé e desafiador do Rei Henrique – encarnando também por duas vezes (Henrique II e VIII), e por duas vezes sendo o opressor. No século 16, a jornada da sua alma o levou para o Oriente na pessoa de Akbar, o maior dos emperadores mongol, e no século 19, à Irlanda, para ser o seu poeta laureado, Thomas  Moore

Em seguida surgiu como El Morya Khan, talvez o mais conhecido dos mahatmas tibetanos. Paradoxalmente, pouca informação biográfica de natureza tradicional sobre El Morya Khan encontra-se disponível. Sabe-se que foi um príncipe Rajput na classe de guerreiros e governantes da Índia, respeitados pela sua coragem e honra. Não se sabe por certo a data do seu nascimento.

A sua obra de longo alcance de unir as antigas verdades espirituais do Oriente com as tradições do Ocidente, é o que faz a vida de El Morya ser tão notável. A fundação da Sociedade Teosófica no final do último século, e as instruções subsequentes publicadas através desta organização pelo Mestre Morya e seu amigo de longos tempos, o Mestre Koot Hoomi Lal Singh, foram amplamente responsáveis pela realização desta obra.

Essas instruções vieram, em parte, na forma de cartas pessoais dirigidas tão somente a um punhado de alunos teosóficos, chelas do "Mahatma do Himavat". Cartas estas que atualmente se encontram arquivadas no Museu Britânico em Londres.

Dentro da literatura da sociedade encontram-se também raros testemunhos extremamente reverente, dos poucos teósofos visitados por este adepto dos Himalaias, que, na maioria das vezes, preferia permanecer anônimo no mundo externo. As escritas desses discípulos revelam que muitos se esforçavam para um contato com El Morya, mesmo sendo o mínimo que fosse.

Em 1898, El Morya Khan ascendeu ao coração de Deus.

Durante os anos 20 e 30, o Mestre Ascenso El Morya Khan trabalhou com Nicholas e Helena Roerich, que publicaram  diversas obras suas. Em 1958, ele chamou Mark L. Prophet para divulgar os Ensinamentos dos Mestres Ascensos como Pérolas de Sabedoria, publicadas pela recentemente fundada, Summit Lighthouse.

Juntamente com Saint Germain e Mãe Maria, também treinou Elizabeth Clare Prophet como a sua Mensageira. Através da Mensageira encarnada ele transmite os Ensinamentos do Cristo Universal para a Era de Aquário, e realiza retiros sobre as técnicas práticas espirituais para encarar os desafios pessoal e planetário, afirmados pelas profecias do Apocalípse de São João.

A orientação preciosa do Mestre Morya encontra-se disponível através dos seus Mensageiros, Mark e Elizabeth Prophet, para todos aqueles que estiverem dispostos a ser os seus alunos. No seu livro O Chela e a Senda, o Mestre mostra claramente o caminho para todos que aspiram um nível de consciência mais elevado. O Chela e a Senda, com definições, explicações e meditações, um livro indispensável ao buscador da verdade, é uma orientação pessoal vinda do coração e da mente de Morya para você.

A nota-chave musical de El Morya, capturando as freqüências da sua Presença Eletrônica, foi apresentada em parte pelo Senhor Edward Elgar na sua "Pompa e Circunstância".

 

Elementais

Elementais, seres da terra, do ar, do fogo e da água; Espíritos da natureza que são os servos de Deus e do homem nos planos da matéria, para o estabelecimento e manutenção do plano físico como a  plataforma para a evolução da alma. Os elementais que servem ao elemento fogo são chamados de Salamandras; aqueles que servem ao elemento ar, Sílfides; os que servem ao elemento água, as Ondinas; e ao elemento terra, os Gnomos. Estes são seres em evolução, podendo estar a serviço do bem ou do mal.

 

Elemental do Corpo

Gnomo que cuida do corpo físico do ser humano é conhecido como Corpo Elemental, este Gnomo mede cerca de 50 cm e veste-se e age como o ser humano que cuida, ele é o responsável direto pelas curas de problemas físicos. O corpo elemental nos ama tanto que chega a imitar os nossos defeitos e maneira de ser e agir.  Ele nos acompanha desde a 1ª encarnação.

 

Elfo

Os Elfos e os duendes são espécies de gnomos, responsáveis pelas plantas. (os Gnomos do bem, ou homenzinhos da floresta).

 

Elizabeth Clare Prophet

A Mensageira dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca através da escola The Summit Lighthouse.

 

Elohim

Plural de deus em hebraico. El = Deus. Eloah = Deusa e Elohim = Deuses.

Um dos nomes hebraicos de Deus, ou dos deuses; utilizado no Antigo Testamento cerca de 2.500 vezes, significando "Ser Poderoso" ou "Ser Forte". Elohim é um nome uniplural que se refere às chamas gêmeas da divindade, englobando o "Nós" Divino. Quando fala especificamente da metade masculina ou feminina, a forma plural é mantida devido à compreensão de que uma metade da totalidade divina contém e é o Eu andrógino (o Nós Divino) da outra.

Os sete Poderosos Elohim e suas contrapartes femininas são os construtores da forma; assim, Elohim é o nome de Deus usado no primeiro verso da Bíblia, "No Princípio Deus Criou o Céu e a Terra". Servindo diretamente sob os Elohim, estão os quatro seres dos elementos. "as Quatro Forças  Cósmicas", que detém o domínio sobre os elementais, gnomos da terra, salamandras do fogo, sílfides do ar e ondinas da água. Os sete Poderosos Elohim, são os "Sete Espíritos de Deus" citados no Apocalipse e as "estrelas da alva" que cantam juntas no começo, como o Senhor revelou-as ao seu servo Job.

Existem também cinco Elohim que envolvem o núcleo de fogo branco do Grande Sol Central. Na ordem da hierarquia os Elohim e os Seres Cósmicos apresentam a maior concentração, a mais elevada vibração da Luz que podemos compreender em nosso estado evolutivo. Eles representam com os quatro seres da natureza, seus consortes e os construtores elementais da forma, o Poder do nosso Pai, Brahma, como Criador (O Raio Azul).

Os sete Arcanjos e seus complementos divinos, os Grandes Serafins, Querubins e todas as hostes angélicas representam o Amor de Deus na intensidade do Espírito Santo, Shiva, como destruidor do mal e do anti-amor (Raio Rosa). Os sete Chohans dos Raios e todos os Mestres Ascensos, juntamente com os filhos e filhas de Deus, não ascensos, representam a Sabedoria da Lei do Logos sob o cargo do Filho, Vishnu, o professor (Raio Amarelo).

Esses três reinos formam uma tríade de manifestação, trabalhando em equilíbrio para manifestar as energias da Trindade. A entoação do som sagrado "ELOHIM" libera tremendo poder de sua consciência divina, desacelerada para nosso uso através do Cristo Cósmico. 

 

Encantamento

Dominação psíquica, o dominado fica obediente ao seu dominador. Veja também a palavra feitiço.

 

Energia

Energia é fogo, é vida, é luz, é Deus. Energia é a vida em movimento; força; energia Divina é enviada ao homem e liberada através de seus chakras por livre arbítrio; a energia não pode ser criada, mas apenas transformada; a energia é o material utilizado pelos filhos e filhas de Deus para a co-criação com Deus.

 

Enoque

Na bíblia, gêneses 4 e 5, são mencionados os Enoques: O filho de Caim, o de Seth e o de Jared, porém todos eles são idênticos. Esotéricamente Enoque é o filho do homem. O primeiro; simbolicamente, a 1ª sub-raça da 5ª raça raiz. Ele é apresentado como bisavô de Noé, que por sua vez é a personificação da humanidade da 5ª raça.

Enoque, sétimo patriarca depois de Adão, segundo Epistola de São Judas 15:16, escreveu um livro de caráter profético e de grande importância, do qual os primeiros escritores cristãos, tiraram as primeiras noções dos anjos caídos. Este livro foi declarado apócrifo pela igreja católica e rechaçado pelos judeus.

O livro em questão é completamente simbólico, e os seus símbolos estão entrelaçados com os mistérios astronômicos e cósmicos. Trata da 5ª raça do Manvantara e faz alusões as duas ultimas. Não contém portanto profecias bíblicas mas simplesmente fatos tirados dos livros sagrados do oriente. É evidente que as doutrinas dos evangelhos e do antigo testamento, foram copiados inteiramente do livro de Enoque.

 

Entidade

É o ser que vaga pelo plano mental na forma de corpo mental inferior ou pelo plano astral na forma de corpo emocional de pessoas que já viveram e agora não estão mais encarnados.

Estas entidades são mortais, atrapalhando a vida das pessoas e causando vícios de todos os tipos. No oriente, o ritual da cremação é muito utilizada para queimar estes corpos e impedir que vaguem por ai perturbando os seres humanos e animais. O espírito negativo, que é escrito com o "e" minúsculo, é a deturpação do Espírito Santo, que foi alterado por seres negativos e de má vontade para dominar os filhos e filhas de Deus.

 

Eras

São ciclos de tempo. Um ciclo completo de 12 eras dura 25.800 anos. São 12 eras astrológicas de 2.150 anos cada. Assim como as nações as eras tem sua ascensão e queda. Cada ascensão e queda é dividida em quatro fases. No momento estamos vivendo a fase de Kali Yuga que é a fase final e de maior decadência do final de  uma era.

 

Era de Áries

Regida pelo avatar Abraão. Esta era trouxe o conhecimento da lei cósmica com o raio azul e o poder do Pai.

 

Era de Aquário

Regida pelo avatar ou hierárca Saint Germain e Portia, sua chama gêmea. Ela traz a chama do amor do Espírito Santo, a chama da liberdade e da justiça. No momento vivemos os estertores da morte da era de peixes e as dores do nascimento do parto da era de aquários. Esta será uma era de iluminação, amor e liberdade.

 

Era de Ouro

Ciclo de iluminação, paz e harmonia, no qual as almas da humanidade fundem-se na Chama Cristica, para a realização do plano divino "Assim no alto como em baixo", através da convergência do plano e invólucro etéreo com os três veículos inferiores do corpo da terra e suas evoluções, o reino celestial irá manifestar-se na terra, como é visto hoje na oitava etérica. 

 

Era de Peixes

Regida pelo avatar e Mestre Jesus.  Esta era trouxe o ensinamento da obediência do filho à lei do Pai com o raio amarelo da sabedoria divina.  No momento vivemos os estertores da morte da era de peixes e as dores do nascimento do parto da era de aquários.

 

Escolas de Mistério

Desde a expulsão do homem e da mulher do jardim do éden, (a escola de mistérios do Senhor Maitreya, simbolizando a consciência pura de Deus: e-don, significando a sabedoria divina, ou o Domínio de Elohim.), devido ao mal uso do fogo sagrado na aplicação incorreta do livre arbítrio, a Grande Fraternidade Branca, tem mantido escolas de mistérios, ou retiros.

Eles servem como repositórios para o conhecimento do fogo sagrado que é outorgado  às chamas gêmeas, quando estas demonstram a disciplina necessária para se manterem no caminho da arvore da vida.

A Grande Fraternidade Branca, patrocinou as escolas de mistérios na Lemúria e na Atlântida, onde as verdades espirituais superiores eram ensinadas  àqueles que quisessem seguir as disciplinas dos adeptos. A Sangha do buda, a comunidade essênia em Qumran e a escola de Pitagoras Crotona, encontravam-se entre as escolas de mistério mais remotas.

Outras escolas localizavam-se nos Himalaias, no extremo oriente e no Egito, bem como na Europa e na América do Sul. Uma a uma, estas escolas de mistérios foram destruídas ou dispersadas. Sempre que estas escolas eram destruídas, os Mestres Ascensos que as patrocinavam, retiravam suas chamas e santuários sagrados para seus retiros no plano etéreo, onde os discípulos continuam sendo treinados entre as encarnações e em seus corpos mais sutís (durante o sono ou no samadhi) para que possam alcançar o conhecimento do EU Divino. 

Por muitos e muitos séculos a terra ficou sem  escolas físicas da Grande Fraternidade Branca. Graças aos amados Saint Germain, El Morya e Kuthumi, na história recente, a Grande Fraternidade Branca fundou as seguintes escolas de mistério mais conhecidas: Ordem RosaCruz (AMORC), Escola de Teosofia do final do século XIX, Movimento I AM, Ponte para a Liberdade, e desde 1958 até os dias de hoje, eles dirigem a escola "The Summit Lighthouse".

 

Esoterismo

Esoterismo é um estudo sério sobre os mistérios do nosso planeta e do universo que nos cerca; misticismo; para um pequeno grupo de pessoas escolhidas; Ocultismo; Segredo; Exige uma iniciação especial; Confidencial; Feito para que poucos entendam; Relativo ao mistério; Esoterismo é ocultismo. É o estudo dos mistérios de Deus. É uma ciência para aqueles que "estão prontos" para recebê-la, os que amam a verdade, os místicos, aqueles que anseiam por uma aproximação maior com o Criador;

Na Grécia antiga eram famosas as escolas de mistérios, como a de Eleusis, por exemplo, onde estudantes levavam anos para aprender o que atualmente está aberto para todos. O esoterismo estuda a verdade que está contida no âmago das oito grandes e principais religiões do mundo, são elas: Judaísmo, Budismo, Cristianismo, Hinduísmo, Confucionismo, Islamismo, Taoísmo e Zoroastrismo;

Na história recente, a Grande Fraternidade Branca fundou através dos Mestres Ascensos as seguintes escolas de mistério mais conhecidas: Ordem Rosacruz (AMORC), Escola de Teosofia do final do século XIX, Movimento I AM, Ponte para a Liberdade, e desde 1958 até os dias de hoje, eles dirigem a escola "The Summit Lighthouse", que tem como líder a Guru Elizabeth Clare Prophet.

 

Espada

 

O nosso Amado Arcanjo Miguel, pediu-nos que tivéssemos uma espada para que ele sobrepusesse sua espada de Fogo Azul Flamejante, assim ele pode nos ajudar na libertação diária de várias condições negativas. A espada de aço inoxidável deve ser utilizada diariamente para o exorcismo e aprisionamento de todos os tipos de demônios. A explicação é simples.

A espada de aço corta através do plano astral. Os demônios, entidades e desencarnados, sentem a dor do corte quando a lâmina afiada passa através deles. Todo corte que lhes é deferido, fecha-se de imediato, mas a dor causada pelo corte faz com que se afastem de pessoas que se utilizam deste meio.  O plano astral é o plano do emocional, por esta razão, mesmo desencarnados sentem dor, medo, desejos e ansiedade.

O uso da Espada do Arcanjo Miguel, é muito importante nos serviços prestados pelos Guardiões da Chama e filhos da Luz. A Espada de  aço inoxidável, nos liberta de demônios e entidades malignas que nos afligem o espírito, criando confusão e caos, desorganizações e calamidades no trabalho, em casa e na rua.

As entidades montam em nossos corpos inferiores, através do magnetismo animal e de densidades de nossa própria consciência, causando-nos problemas de todos os tipos.

 

Espiral (ver suástica)

Linha gerada por um ponto que se desloca por uma semi-reta, que sofre um movimento de rotação em torno de sua origem. Espirais positivas são ascendentes e negativas descendentes, por exemplo: Em uma casa ou escritório onde as pessoas são positivas e alegres, espirais de energia positiva passam a fluir pelo ambiente, elevando assim a energia da casa e de seus moradores. Quando o oposto ocorre, estes espirais negativos atraem entidades e anjos caídos, atrapalhando a vida das pessoas fazendo com que tudo de errado, como acidentes, maus negócios e etc...

Quando compramos uma casa, carro, empresa ou escritório, devemos nos preocupar com estas espirais, pois mesmo que os seus ex-moradores não estejam mais lá, suas espirais negativas permanecem, o que deve ser mudado com muita invocação de luz e positividade. A energia está em continuo movimento espiral, quando a recebemos esta espiral é ascendente, devemos mantê-la positiva e ascendente. 

 

Espírito

O espírito é o que move a alma; o ideal da alma; a polaridade masculina da divindade que necessariamente inclui Deus Mãe na sua polaridade; a alma tem a polaridade feminina que recebe o espírito que é masculino; elemento sobrenatural que atua sobre a alma assim como a alma atua sobre o corpo; dom; pensamento ou idéia predominante; índole; ânimo; substancia incorpórea que anima os seres naturais e sobrenaturais; A alma é o veiculo para a manifestação do espírito; o espírito é o que norteia a alma.

A alma que é tomada por um espírito negativo, deve recorrer ao Espírito Santo para libertar-se, caso contrário, estará aprisionada por estados negativos de ser e estar, confundindo-se com sua própria personalidade.

A alma é a consciência do indivíduo, o espírito é o que preenche esta consciência.

 

Espírito Santo

O Espírito da vontade divina; o Espírito divino é a criatividade divina; o que supre; o Espírito de Deus, a sua verdade; o Espírito divino, é o Amor divino, a vontade de servir ao próximo, de ser útil; o Espírito é o plano da Presença do EU SOU, da Perfeição - a habitação dos Mestres Ascensos no Altíssimos; Espírito escrito com a letra maiúscula; o Espírito Santo tem o poder de destruir com seu fogo rubi, toda a imperfeição humana;

O Espírito Santo é a expressão da totalidade da mente de Deus atuando com as doze principais qualidades divinas: O Poder, O Amor, A Mestria, O Controle, A Obediência, A Sabedoria, A Harmonia, A  Gratidão, A Justiça, A Realidade, A Visão, A Vitória Divina.

do Bhagavad-gita - "Jamais o Espírito nasceu, O Espírito jamais deixará de ser, Jamais ouve tempo em que ele não existiu, começo e fim são sonhos ! Jamais nasceu, imortal e imutável, permanece o Espírito para sempre, a morte jamais o tocou, ainda que morta possa parecer a sua casa !"

O ESPÍRITO DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Temos todo o Espírito Santo da Grande Fraternidade Branca. Quando invocamos todo o espírito da Grande Fraternidade Branca, estamos invocando a manifestação específica, única e personificada do Espírito Santo que cada Mestre Ascenso e Ser Cósmico traz consigo.

Vamos explorar o que isto significa: Significa que bebemos do cálice do Espírito Santo que é expresso unicamente de cada membro da Fraternidade. Isto significa que El Morya tem uma expressão muito específica e peculiar do Espírito Santo. Paulo o Veneziano tem outro aspecto único do Espírito Santo que associamos a ele.

Podeis mencionar números incontáveis de santos vestidos de branco por todo o cosmos. Cada um deles tem uma individualidade no Espírito Santo que os caracteriza, caracteriza o Espírito Santo e nos faz compreender a identificação de quem e o que eles são face a face com o Espírito Santo.

Agora, considerai todo o Corpo Místico de Deus no céu e na terra, colocai-nos todos juntos, cada um de nós tendo algo precioso e único que expressa o Espírito Santo, como um corpo e este é o Espírito Santo no sentido impessoal da palavra.

Conforme sabeis, a Grande Fraternidade Branca é uma ordem espiritual de santos do Ocidente e Mestres do Oriente. Estes adeptos são conhecidos como os Mestres Ascensos, porque eles adquiriram mestria sobre o tempo e o espaço e o seu carma, e alcançaram união com Deus através do ritual da ascensão.

Cada Mestre Ascenso tem uma identidade individual que comporta um perfil único do Espírito Santo. Muitos de vós que têm escutado os ditados por muitos e muitos anos, sabem quem é o Mestre pouco antes de o Mestre começar a falar, porque sentis a aura dele, a sua vibração e conheceis aquela qualidade do Espírito Santo que pertence a Saint Germain, a Maitreya, a Gautama.

É o perfil especial do Espírito Santo que eles transmitem. Tendes um perfil especial. Precisais desenvolvê-lo.

Cada Mestre Ascenso vem vestido com o manto do Espírito Santo. Nenhum Mestre Ascenso está sem o manto. A forma como um Mestre manifesta o Espírito Santo reflete sua realização específica na Senda. Em vidas anteriores, em que ele se destacou? O que ele fez? No que se especializou? Como qualificou o Espírito Santo?

Parai e pensai agora. Que qualidade única do Espírito Santo vem à mente quando pensais no Mestre Ascenso Saint Germain, El Morya, Jesus Cristo, Kuan Yin, porque o aspecto do Espírito Santo de Kuan Yin é tão diferente como a noite do dia do de El Morya? Então temos Krishna, Elias, a abençoada Mãe Maria. Todos os conhecemos tão pessoalmente, e esta é a razão. É a sua personificação específica das virtudes do Espírito Santo.

A qualidade ou virtude que pensais quando meditais em um Mestre em particular, concede-vos um senso da personalidade do Espírito Santo conforme se manifesta naquele Mestre. Daí sucede que, “Bem, se eu precisar de uma determinada coisa, sei que este Mestre Ascenso realmente tem um tremendo poder nesse momentum. Assim, buscarei o Espírito Santo através deste Mestre e farei seus decretos e suas canções e prestarei devoções a ele.”

Cada Mestre Ascenso, anjo e servo de Deus, incluindo vós e eu, tem uma personalidade em desenvolvimento do Espírito Santo. Cada um de vós encarna um aspecto único do Espírito Santo. Ponderai em vosso coração qual é esta melhor virtude que pensais ter. Pensai em construir vosso aspecto do Espírito Santo sobre este elemento que vem tão facilmente a vós, quer seja gentileza, compaixão, liderança, a qualidade de ser artista, etc.

Mesmo se este elemento do vosso ser seja apenas uma semente que ainda não germinou, vossa performance do Espírito Santo é diferente da de outro. Podeis não ter  percepção plena deste Espírito Santo, mas está emergindo do vosso interior conforme caminhais na Senda, conforme fazeis vossos decretos, conforme vosso coração desabrocha e encontrais que tendes tantas coisas em vosso coração que podeis dar aos outros. Um dia esta semente potencial tornar-se-á uma poderosa árvore.

Assim, quando invocais a “todo o Espírito da Grande Fraternidade Branca” estais invocando as manifestações combinadas do Espírito Santo do Corpo Místico de Deus ascenso e não-ascenso. Estais acessando toda luz e momentum que estão combinados em um, porque somos um corpo, um Corpo Místico de Deus.

Quando uma pessoa no Corpo Místico de Deus não expressa sua qualidade especial do Espírito Santo, todo o Corpo de Deus é privado daquela qualidade especial. Portanto, não escondeis vossa luz sob um alqueire. Tendes uma qualidade para contribuir, e ninguém mais pode fazer, porque é a vossa dádiva específica e única. Este conhecimento devia dar-vos uma compreensão de que não existe algo como falta de dignidade pessoal. Todos temos dignidade máxima, porque somente nós podemos contribuir para o Corpo Místico uno com algo essencial que é unicamente nosso para desenvolver e oferecer.

Portanto, não deixai as forças do mal tentar-vos a acreditar que não sois bons ou dignos e que a vida não é digna de ser vivida porque não tendes utilidade para ninguém. Mantende o curso. Imaginai que qualidade é essa que podeis desenvolver e amar desenvolver, porque amais a qualidade.

 

 

Estatua/ Imagens

São imagens geralmente de seres em outra dimensão que servem como ponto de focalização e adoração. Os seres astrais e os seres etéreos sobrepõe-se sobre a própria imagem quando alguém põe a atenção sobre ela. Usam-na como foco de expressão, assim, transmitindo e recebendo energias de quem às foca; peça de escultura em três dimensões que representa figura inteira de homem, mulher, divindade ou animal.

 

Estrela

Corpo celeste que é fixo e tem luz própria; Astro que tem luz e calor próprios e que apresentam um brilho cintilante. A estrela de um individuo é o seu Corpo Causal.

 

Estrela de David

procure a palavra hexagrama.

 

Etérico / Etéreo

O correto é falar etéreo e não, etérico.

O Plano Etéreo, é o plano mais elevado na dimensão da matéria; plano mais real e concreto do que o plano físico, mas que é experimentado através dos sentidos da alma em uma dimensão e consciência além da percepção física; deposito dos registros akashicos; mundo dos Mestres Ascensos e seus retiros; cidades etéreas de luz onde as almas superiores habitam; conhecido como céu; esta palavra vem da palavra "éter" que significa hipotético fluido cósmico extremamente sutil que enche os espaços; considerado como agente de transmissão da luz, do calor e da eletricidade; os espaços celestes.

Fazendo uma pesquisa nos principais dicionários de tradução de inglês para o português, vemos que alguns deles traduzem errado a palavra etheric, e outros, que nem traduzem esta palavra.

Só para citar dois exemplos de dicionários respeitados:

O Babylon, muito utilizado em computadores, traduz etheric, como etérico.

O Michaelis traduz corretamente, a palavra etheric, para etéreo ou celeste.

Se pegarmos o dicionário Aurélio, veremos que o correto é etéreo. No Aurélio não tem a palavra etérico, pelo menos não na nossa versão de 1999, tem apenas a palavra Etéreo que significa:

 1.  Relativo ao, ou da natureza do éter.
 2.  Fig.  Sublime; puro, elevado.
 3.  Fig.  Celeste, celestial

O Michaelis traz a palavra etérico, e vejam só o significado desta palavra, que foge ao significado esotérico da palavra:

1. adj (éter+ico2) Quím Diz-se de um ácido que resulta da combustão do álcool.
2. Eterificar, no aurélio é: 1.  Transformar (um álcool ou fenol) em éter.

Agora, no mesmo  Michaelis, também encontramos a palavra, etéreo:

1. Relativo ou pertencente ao éter.
2. Preparado com éter, ou que contém éter.
3. Que é da natureza do éter, ou que tem as propriedades do éter.
4. Ocupado ou preenchido pelo éter.
5. Puro, delicado, elevado.
6. Var: eteral, etereal.

 

Eu Divino,

A Presença do EU SOU. O "EU SOU O QUE EU SOU" que Deus revelou a Moisés. Confira em nossa página clique aqui

 

Exorcismo

O ato de exorcizar. Banir ou livrar uma pessoa de um espírito demoníaco. Nome dado a conjuros, orações e cerimônias utilizadas por  fraternidades  religiosas, por intermédio dos seus ministros, para expulsar os demônios e os maus espíritos, das pessoas, animais, objetos ou lugares possuídos.

 

Exoterismo

Oposto do esoterismo. Ensinamentos religiosos de fácil compreensão para o entendimento do povo, "os não iniciados".

 


VOLTAR